Resultado de busca para : 




A primeira plataforma de Influenciadores Digitais de moda e lifestyle do mundo

TODOS OS POSTS

901 resultado(s) encontrados.
  • BeYoung

    Segredos de Fashion Week Acredite: aquela ideia de glamour das fashion weeks não existe o dia todo. Mesmo! Sem falar nos primeiros dias, quando você está tentando se acostumar com o novo fuso horário e a temperatura sempre oposta a do Brasil e após passar horas viajando você chega no mínimo diferente kkkkk Durante o mês da moda, sim é um mês! A agenda começa muito cedo e acaba, muitas vezes, em jantares e festas. Com essa série de compromissos, há pouco tempo para fazer todos aqueles rituais de beleza – sem falar que, neste frio, a disposição de passar tantos produtos “deixa lembranças” (risos). Claro, algumas etapas, como limpeza e hidratação são sagradas, mas, no meu caso, foi importante resumir toda a nécessaire para poucos e bons para a temporada. Um dos queridinhos nos últimos tempos e que me conquistou é o Be Young. Tenho usado e recomendo, mesmo. O produto funciona como um ageless instantâneo, daqueles que você aplica na pele e já dá um up, como se fosse uma varinha mágica. A fórmula redefine a juventude da pele, reduz o aspecto de cansaço e elimina as rugas, linhas de expressão e bolsas abaixo dos olhos. E quem também adotou o Be Young como “bff” foram as minhas it-girls Lalá Noleto, Helena Lunardelli e Sophia Alckmin. O trio (que não desliga do 220v também) está sempre impecável e encontrou um aliado para acompanhar a rotina de preparação da pele antes das makes incríveis. A forma de aplicar também é prática e fácil o que para mim foi importante. Com algumas gotinhas, o resultado já é evidente em 5 minutos e a duração é de até 8 horas. E, para quem tem problemas com sensibilidade a alguns componentes sintéticos, como eu, a fórmula é hipoalergênica e tem como base princípios vegetais que possibilitam o uso para todos os tipos de pele. Outro ponto forte é a embalagem, que é super prática e você pode carregar na bolsa sem ocupar tanto espaço. É perfeito! Bem, para quem queria saber porque minha pele nas fotos anda tão boa :) segredo revelado! Beijos, Alice Leia também:The Hits: Batalha de LooksWe Love Lurex + Italia IndependentLOOKS F*HITS NY E LONDON COM CARMEN STEFFENSCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Fashion Film: O inverno de Charlotte Olympia

    Nem só de passarelas é feita uma semana de moda. E, considerando que Londres é uma cidade de ideias efervescentes, só se pode esperar surpresas das mais variadas possíveis. Na segunda-feira, fui assistir à apresentação da shoemaker, mezzo britânica mezzo brasileira, Charlotte Olympia e foi incrível. Nada de modelos circulando pelo showroom. Menos ainda uma sala com produtos nas prateleiras. O evento todo aconteceu no famoso Curzon Mayfair, com direito à pipoca e conforto (tudo que uma maratona de semana de moda pede!). A premiere não era de um filme blockbuster, mas do seu fashion film de Inverno 2017 chamado “An Accessory to Murder”. Como era de se esperar, a estética estava toda envolvida com as décadas de 40 e 50, período que caracteriza o estilo da designer, que ama um ar retrô. A história, assim como o título sugere, envolvia um crime, com direito a detetive e o tal acessório “matador”… um salto alto! Agora pense que a coleção reunia sandálias pin up, das versões feitas em cetim com aplicação de pérolas às mules de camurça com saltos que reproduziam as estampas dos jornais. E voltando ao ponto fun que Charlotte sempre explora, as bolsas eram o destaque. Jornais com “chamadas” do assassinado eram clutches com acabamento em renda nas bordas, modelos tiracolo misturavam couro de avestruz, detalhes em pele e “coração partido” de couro metalizado, forma que foi reproduzida em outras bolsas também. Assista ao filme aqui: Se apaixonou pela coleção? Incrível como as peças ganham vida em um contexto tão divertido e criativo. Achei uma sacada genial! Dica: as peças temáticas e com estética marcante são perfeitas para transformar um look do dia a dia. Você pode combinar jeans e camiseta + uma bolsa metalizada, por exemplo. É uma forma cool de dar um up no visual! Beijos, Alice Leia também:IT-GIRL: SIENNA MILLERSHOE TRENDS: CARMEN STEFFENSMood Board - Náutico ColoridoCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Shine bright: looks com paetês

    Vocês viram como a atmosfera da semana de moda é contagiante? Ontem, falei aqui sobre os paetês na passarela da Temperley London e olha o que já estou vestindo… uma saia coberta por eles. Claro, não segui ao pé da letra a proposta da marca, mas adaptei ao meu estilo e à ocasião. O look glam foi pensado para noite, então apostei em uma cartela que ficava em torno do azul. A midi skirt foi o ponto central, em uma tonalidade escura, combinando com o casaco de pelos na cor lavanda e uma blusa turtle neck em rosada. Para arrematar, o meu scarpin rosa com fivela + a bolsa listrada, dois acessórios que vocês já me viram usar em outras produções (e repararam como são itens-curinga perfeitos?). Por enquanto, tanto em NY quanto aqui em Londres, as atenções foram fortes para o material brilhoso. Looks monocromáticos, como o azul poderoso da Oscar de La Renta, o mix power glam da Halpern e o vestido neoromântico bicolor da Erdem coberto por bordados de flores. Contrastando com os tons fortes, a Temperley London (que citei no início do post) trabalhou o nude-rosado, com detalhes na gola, que lembra da camisaria masculina, e o foulard combinando com a maxi manga. Ainda na cartela do rosa, Christian Siriano misturou com dourado e cobre, em um mood setentista, à la David Bowie e Jerry Hall. Nas ruas, o jogo continua para visuais diurnos! Desta vez, os paetês encontram sobreposições com peças básicas, como camisas, calça jeans, camisetas de banda e (por que não?) moletons, a exemplo do look criado pela editora de moda chiquérrima Giovanna Battaglia. E você, qual é o seu jeito preferido para usar paetês? Beijos, Alice Leia também:BEAUTY TREND: CONTORNODiário de Viagem: VienaMilão: Moda tradicionalCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Primeiros desfiles da London Fashion Week

    Quem me conhece sabe o caso de amor que tenho com Londres. Sou apaixonada pela irreverência britânica, toda a sua atmosfera jovem e, principalmente, pela moda 360 graus que acontece por aqui. É um boom de criatividade que rola nas ruas e nas passarelas. É uma mistura de tudo. A cidade respira a moda! Desde referências da indumentária do passado ao movimento contrário do que é fashion… tudo é motivo para inspirar as pessoas. Falando da London Fashion Week, é outro caso de flerte! As marcas apostam no inusitado, às vezes, no excêntrico. Para um início de semana de moda, já identifiquei algumas tendências que valem a pena ficar de olho. Para o estilista sul-coreano Eudon Choi, as modelagens maxi são o ponto chave da sua coleção composta por alfaiataria e camisaria renovada. Botões decoram as laterais de saias com plissados centralizados, cós de calça, além de camisas que parecem ter saído do guarda-roupa masculino, com alguns detalhes na gola e carcela de botões. O couro e o tricô também dão as caras em peças assimétricas. Florais de tapeçaria, plissados do decote à barra da saia e brilho. Muito brilho! A Mulberry não poupou a sua feminilidade para levar vestidos de corte irregular, camadas impecáveis e tecidos ultraleves. Para contrastar com a suavidade das roupas, o styling contou com meias grossas de lã por baixo de sandálias delicadas (de tirar finas e com detalhe de correntes). A sempre encantadora Temperley London transformou a passarela em uma sessão completa de desejos. Paetês iridescentes em blusas e vestidos. Alguns vinham com gola foulard e cetim nas mangas amplas, outros tinham recortes no top do vestido e na saia do longo, que criavam o efeito de pregas, em tecidos off white e rosados. De olho na midi skirt para looks Lady Like – ela continua forte! E que venham mais shows deslumbrantes! Beijos, Alice Leia também:A semana no Instagram 28/12 a 03/01/2015Trend Style - Regata BrancaFhits Wish: Olympikus + Carol Bassi!Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Acessório da vez: Meia com lurex

    Há algum tempo, a ordem era esconder as meias, usar cores que a deixassem imperceptíveis na hora de criar os looks. Algumas pessoas achavam desagradável deixá-las aparente. Mas a moda é feita de mudanças inesperadas (e não faltam exemplos!). O estilista Alessandro Michele foi um dos responsáveis por transformá-las em protagonistas para visuais descolados e, hoje, o que não falta é versões inspiradoras para usar com sandálias, flats e outros calçados abertos. Anote: a preferida das fashionistas é a combinação cor + fios de lurex. Nada de meia discreta não. No máximo, um tom marinho, como o que escolhi para usar em Nova York com o loafer branco. Para a produção diurna, a meia é o ponto de luz ideal para quem ainda não embarcou na febre metalizada. Já para as apaixonadas por plataformas douradas (como eu), vale a combinação com tons mais quentes, entre eles o vermelho. Para deixar aparecer bem, optei por calças cropped nos dois looks. As passarelas e as it-girls (e celebridades também!) provam que o céu é o limite e que, quanto mais brilho, melhor! Misturar meias com sandálias de veludo, por exemplo, é acerto em cheio. São duas tendências fortes e que permitem a ousadia. O passe é livre em outfits com jeans, shorts curtíssimos (como o da Beyoncé), alfaiataria e modelagens lady like. Combina com muitos estilos. Para sua coleção de Fall 2014, Hedi Slimane, estilista da Saint Laurent na época, levou para a passarela da marca um match rocker, que contava com meia clarinha superbrilhosa e calça de couro + scarpin de verniz. Contrapondo a proposta black & white da marca francesa, Marc Jacobs prova que é possível usar meia cinza com ankle shoes em couro de avestruz… amarelo! E vale o destaque da fivela de cristais que arrematam o quesito “shine bright like a diamond”. No mood superfeminino, Tommy Hilfiger e Antonio Marras mostraram que uma combinação sem erro é apostar em meias que mantêm as mesmas tonalidades do vestido. Cada um do seu jeito. O primeiro reproduziu o brilho do paetê. No segundo look, o tom mais fechado do dourado brincou com os efeitos do lurex. Impossível falar que é discreto, mas é uma forma de iniciar esse relacionamento seríssimo com o acessório, que, a partir de agora, não deve mais ser escondido. Beijos, Alice Leia também:LOOKS F*HITS NY E LONDON COM CARMEN STEFFENSSemanas de Moda Internacional - Verão 2017Amigo Secreto Fhits: Wishlist de NatalCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Foco na gola: New Turtle Neck

    Clássica do guarda-roupa de inverno, a blusa Turtle Neck é ideal para quem gosta de investir em peças curingas. Mas, nesta temporada, vale investir no shape da gola desestruturada, que não vem tão justo no pescoço. Eu adorei esse toque retrô e, ao mesmo tempo, futurista que dá ao look. Me lembra um pouco das Moon Girls, do Courrèges, na década de 60. Um truque de styling que adoro explorar quando uso este formato de gola é colocar o cabelo para dentro. Deixa o visual tão chique. No look que usei em Nova York, escolhi o modelo de veludo da marca brasileiríssima Tanden, na cor terracota (tonalidade do momento!), para combinar com a militar jacket da Burberry, de maxi botões e mangas volumosas, e cropped pants. Apesar da cartela das peças ser muito próxima, optei por distribuir ponto de luz nos metais aplicados na jaqueta, nas meias de lurex + sandália dourada. É uma forma de criar um mix de materiais com detalhes inesperados. Fiquei tão apaixonada pela tendência, que apostei no mesmo modelo da Tanden, mas em verde esmeralda para combinar com a capa marinho. Fica incrível esta mistura de texturas, da irregularidade natural do veludo, que cria pontos mais claros e mais escuros, com o azul de forma homogênea. Em plena sintonia, a norte-americana Tibi acabou de apresentar uma série de blusas, em tons mais fechados e escuros, com mangas amplas e cheias de detalhes, como franzidos que formam volumes próximos à cava. Para fazer um match moderno, vale investir em calças de alfaiataria, saias mídi e, inclusive, no jeans. É uma combinação de high-low bem marcante! E há muitas provas de que é possível adequar estas golas ao seu estilo! Para as minimalistas, vale a proposta do estilista colombiano radicado em Nova York, Haider Ackermann. Na sua coleção de Fall 2013, ele levou a turtle neck ao jumpsuit com lateral franzida, sem mangas e com padronagem chevron em preto e branco. Já o pull over canelado de Fall 2014 de Helmut Lang transmite uma sensação tão confortável e sofisticada ao mesmo tempo – repare nos dois tipos de pontos do tricô que se encontrar na peça. Vontade de usar sem parar! Beijos, Alice Leia também:Detox WeekCasamento Kadu Dantas e Raphael RochaMy View: Água de CocoCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Hotel The Pierre NY

    Acompanhar a maratona de semanas de moda significa que você vai passar um longo período fora de casa. A experiência é incrível, as cidades mudam e você pertence a esta atmosfera que dura, mais ou menos, 8 dias em cada cidade. Depois que acaba, a gente sente saudades, mas já começa a organizar a próxima viagem (claro!). Admito que preciso de um lugar para me sentir em casa durante este período (que é agitado, hein).  Em relação à hospedagem, sou uma pessoa clássica e admiradora do luxo (do verdadeiro luxo). Gosto do conforto, quartos grandes e um serviço impecável. Aqui em Nova York, fiquei no The Pierre, que pertence à icônica rede Taj. Ele parece um palácio! Inaugurado na década de 1930, o hotel tem arquitetura Art Déco, cerca de 140 quartos e fica em frente ao Central Park. Além da localização ser excepcional em Manhattan e ser próxima ao aeroporto La Guardia, o serviço é tão bom quanto a gente imagina. Os funcionários te chamam pelo nome e alguns deles trabalham lá há 30 anos. São atenciosos e te tratam como se estivesse em casa. Falando nisso, existe a possibilidade de morar no hotel sim. E, acredite, entre os moradores já tiveram nomes como Coco Chanel e Yves Saint Laurent. Atualmente, a estilista Tory Burch o escolheu para chamar de “casa” também. “Morar em hotéis” é muito comum entre os profissionais de moda. Voltando ao meu quarto, vejam a paisagem! “Você está em Nova York, mas, ao mesmo tempo, não está”. É uma contradição de sentimentos, porque tem todo aquele clima cosmopolita em torno de você, mas não é aquela Big Apple estressante, sabe? Sem falar que você pode ver pelos vidros o Central Park e outras partes da cidade. Gostei tanto da vista que publiquei, aqui e no Instagram, meus looks do dia sentada na janela. Outro ponto que amei (e senti vontade de embrulhar e levar para casa) foi o terraço do meu quarto. Ele é lindo, tem plantas e reforça a ideia de Nova York ser mais acolhedora e romântica. Falar sobre o hotel sem mencionar o restaurante, é difícil, não é? Ainda mais quando se trata do The Rotunda, que foi recentemente redecorado pelo arquiteto Daniel Romualdez. Nas paredes, afrescos por todos os lados, móveis aconchegantes e sofisticados no maior estilo anos 1930. É um cenário dramático e deslumbrante. Dá vontade de ficar horas por lá. No menu, os pratos clássicos nova-iorquinos, como o steak tartar, pretzel para acompanhar e outras opções deliciosas. // Pura Arte // Alguns momentos deixam saudades nestas viagens de semana de moda. E a minha estadia no The Pierre está na lista e, acredite, o único lado negativo é ter que ir embora. Mas eu voltarei (risos!). Beijos, Alice Leia também:Trend: Laranja & PretoBeauty Trend: Esmalte NudeCasamento Lalá Noleto e Diego SalaCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Peça-chave: Casaco Chevron

    Ele pode ser chamado de “espinha de peixe” ou “zig-zag”, mas o nome oficial deste motivo é Chevron. O desenho gráfico pode ser uma estampa, bordado, textura ou efeito criado com recortes. Neste último inverno no hemisfério norte, as fashionistas aproveitaram as temperaturas geladas para vestir em casacos de pelo. E eu não fiquei de fora (risos). Escolhi um casaco com ar 70’s, da estilista Cris Capoani, para compor meu look noturno. A combinação do terroso com branco e preto é super atual (como vocês vêm acompanhando aqui no blog) e é democrática. Apostei também na cropped flare de couro preta e na dupla scarpin rosa + bolsa com listras para deixar o visual ainda mais feminino. Nas ruas, as it-girls e celebridades mostram outras formas incríveis de usar. A italiana Candela Novembre mostrou um jeito muito jovem e descolado para vestir durante o dia. Ela foi de vestido branco esvoaçante com fenda com casaco pesado (repare no relevo do chevron). Já Kris Jenner foi de powerwoman! O maxicoat sobrepôs um justíssimo vestido da Balmain de mesma tonalidade (mas com um pouco mais de brilho). Para acompanhar, a meia calça e botas de cano curto. Sua filha, Kourtney Kardashian, seguiu uma estampa mais artsy, que parece ter sido pincelada no pelo. Muito chique! E com jeans? Fica ótimo! Você pode usar por cima de um tricô preto e com um jeans branco. A minha querida Camila Coelho apostou em uma combinação de zig-zag azul-marinho, branco e terroso, da Cris Capoani, como peça-chave do look com jeans + bota (e a clutch linda da primeira coleção da Dior por Maria Grazia Chiuri). Cool! O recém apresentado desfile de Marc Jacobs também trouxe sua versão, mas com inspiração no universo do hip-hop americano. Dois truques de styling para roubar dele. Quando não estiver tão frio, vale brinca com o equilíbrio de peças e materiais. Como ponto de brilho, a minissaia de paetês dourados é o item certo para levar o look para noite. Na passarela de Simonetta Ravizza uma proposta minimalista. Camisa branca com aplicação de babados e calça cropped sequinha de alfaiataria dão um bom match com o p&b do chevron. Pronta para usar casacos de chevron até cansar no próximo inverno? A boa notícia é que ele é atemporal e você vai usar por muito tempo. Beijos, Alice Leia também:Rosa Amor + BrilhosBurberry: Pre-Collection Autumn Winter 2016Inspiration: Look total white!Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Destaques das passarelas na NYFW

    Um boost de sofisticação (nas suas mais diversas formas) nos últimos desfiles da NYFW. Afinal, a cidade é conhecida por reunir criadores que miram em uma mulher cosmopolita e admiradora de grandes clássicos da moda. Por aqui, não faltam exemplos. Principalmente vindo das marcas emblemáticas norte-americanas. A sempre elegante Ralph Lauren levou para a passarela o que mais sabe fazer melhor. Alfaiataria e camisaria com tecidos nobres e de caimento flawless (termo em inglês que está em alta por aqui e significa “perfeito”), shapes que alongam a silhueta, combinação de sobreposições de texturas, em tonalidades claras, como o off white, nude e branco. O toque de contraste vem com os acessórios, bolsas e sandálias de animal print, entre pythons e onça. Michael Kors investiu em um sensual inerente, mas nada clichê. Tinha couro, pelo, decotes e fendas, mas tudo em equilíbrio. Os comprimentos mídi encontravam camisas com os botões abertos quase até o cós das saias, por exemplo. Já os vestidos ganhavam abertura na parte inferior, mas tinham decote fechado. Os casacos longos não tinham mangas, mas tinham luvas. Entre padronagens, como poá, xadrez Príncipe de Gales e animal print, a cartela composta por preto, cinza, terrosos, verde militar branco e off-white, com algumas aparições de prata e dourado. Para Marc Jacobs, a sua principal inspiração foi o documentário “Hip Hop Evolution”. O resultado desta influência retrô foi muito veludo cotelê (um tipo de veludo canelado) em casacos que mesclavam gola de lã em cores contrastantes, calças pantalonas acompanhadas de botas com plataformas, jaquetas de pele sobrepondo bomber jackets. E, para os acessórios, o destaque ficou para o chapéu com cúpula altíssima e os colares com vibe bling ring. O Bohemian chic de Tory Burch veio para esta coleção com uma série de desejos. Logo nos primeiros looks, a estilista apostou nos chiquérrimos all white em maxicoats de cortes retos e calças tailoring, saias mídi com pregas, bomber jackets e casacos cobertos por pelos. Último dia de semana de moda nova-iorquina, mas logo mais tem Londres! Can’t wait! Beijos, Alice Leia também:Look Desfile Stella McCartneyLook Anos 70  - Maxi Colete e Vestido Manga BufanteSPFW: My Looks!Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • 70’s mood: Look casaco de pelo com estrelas

    Pode ser liso, estampado ou com bordados. O casaco de pelo é a peça curinga do guarda-roupa de inverno. Ele, além de ser quentinho, é o item que transforma o look sem muito esforço. Pode ser com suéter + jeans ou, no meu caso, que quis criar um mix de texturas de materiais do mesmo tom. O casaco, que usei para ir ao desfile da Coach, tem ar 70’s, da Cris Capoani e estrelas brancas, que contrastam com o azul. E veja o truque cool de styling. A cor se repete na calça de paetês e o resultado fica incrível na luz. O segundo match do visual é o rosa, que aparece na blusa de gola alta, no salto da bota e em uma das listras da bolsa. A onda setentista, a estilista gaúcha Cris Capoani criou peças para todos os estilos. Entre os destaques estão as perfecto jackets cropped e envernizadas com pelo na gola, como esta que a Helena Lunardelli vestiu aqui em Nova York. Ela brincou com o comprimento curto da jaqueta e fez uma sobreposição de suéter + camisa branca. Para arrematar, ela combinou a bota com mesmo acabamento de verniz. Já a Constanza Fernandez escolheu uma opção diferente para transformar seu visual jeans + tênis. Em uma cartela que mistura os tons claros e invernais, ela apostou em um comfy outfit e deixou o casaco como foco das atenções. Achei duas propostas muito descoladas! // Nova coleção Cris Capoani // No desfile da Coach, o que não faltou foi inspiração! Completamente tomada pelo American feeling, a coleção contou com muitas referências do hip hop nova-iorquino. As golas de pelo e os casacos encontraram tecidos levíssimos, comprimentos mídi e estampas das mais variadas – do floral ao xadrez grunge. Achei incrível as bomber e aviator jackets cobertas por patches. Outra tendência que se confirma é a cropped para as jaquetas. Sem falar na cartela de terrosos… eu amo! // Desfile Coach // Mais uma vez, as semanas de moda provam que renovar clássicos é uma missão. E, agora, quem ousa dizer que casaco de pelos é “coisa da vovó”? (risos) Beijos, Alice Leia também:Trends: Semanas de Moda MasculinaSonho de consumo: Bolsa GucciMy View: Linho!Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Special Collection: Claudia Bartelle + Cris Capoani

    Confesso que a parte mais divertida da viagem é quando estou com as meninas do F*Hits. Como podem ver nos nossos perfis no Instagram, o que não falta é Elas são uma companhia e tanto. Mas, desta vez, a reunião teve um motivo mais que especial! Foi o lançamento da coleção de bolsas em formato de bolas (de pelo!) da minha influencer gaúcha Claudia Bartelle para a estilista (e sua conterrânea) Cris Capoani. A capsule collection de Inverno 2017 é composta por modelos apaixonantes, como este da foto, e vários furry charms para enfeitar. Uma tendência muito forte nas últimas temporadas. As peças têm ar pop, com motivos divertidos, entre eles frutas e o arco-íris. Dá vontade de ter todas! Dica: para quebrar a monotonia dos looks de alfaiataria e dos básicos, um acessório faz toda a diferença e é o ponto de cor ideal!O nosso encontro aconteceu em um restaurante super descolado, o Zuma. Na turma, Camila Coelho, Bruna Unzueta, Helena Lunardelli, Constanza Fernandez, Alice Salazar e Nicole Pinheiro (tenho certeza!) que não tiraram os olhos das bolsas durante o evento inteiro (risos). Isso porque vontade de fashionista é assim mesmo. Nas vitrines, nos looks de streetstyle, nas passarelas… tudo desperta desejo! Beijos, Alice Leia também:BELEZA: OLHOS ESFUMADOSUma lenda da moda: Barneys NYChloé - Spring Summer 2016Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Look Tendencia Pijamas – Regina Salomão

    Vocês devem ter reparado que a moda está caminhando cada vez mais em direção ao conforto. Isso inclui os sapatos com saltos baixos, modelagens amplas (às vezes, demais!) e o sleepwear. Um dos meus preferidos! Quer estilo mais “tarde de domingo” que esse? E isso não quer dizer que você precisa sair pelas ruas com qualquer roupa que usa para dormir e ficar no sofá, certo? (risos!). Um exemplo foi, há alguns anos, quando o designer Marc Jacobs saiu com seu conjuntinho de seda estampado pelas calçadas do Rio de Janeiro. Kate Moss também não ligava muito em vestir camisolas fora de casa na década de 90. A evolução disso foi a disseminação da tendência pelas ruas. Aqui em Nova York, vejo as referências por todas as partes (mesmo com o termômetro zerado!). As fashionistas inventam formas inusitadas em acrescentar uma calça de pijama ali ou uma camisa ali, de seda, cetim ou, até mesmo, de algodão. No meu caso, estou apaixonada pelo meu look all black, com detalhe de viés branco em volta da gola, punhos e nas laterais + barra. Este é da estilista Regina Salomão, uma marca que vem me encantando tanto. Ela trabalha com tecidos nobres, tem um acabamento impecável, modelagem idem e não dá vontade de tirar. No streetstyle, o resultado é esse! Robes e pijamas encontram saltos stiletto, clutches marcantes, maquiagens poderosas e óculos de sol. E existem modelagens para todos os gostos. Algumas pessoas gostam de calças com barra afunilada, como a it-girl italiana Candela Novembre, arrasou no match! Na passarela, a prova de que a tendência vai perdurar. Como disse no início do texto, Marc Jacobs usou nas ruas e levou para a sua coleção de Fall 2013 na época que era diretor criativo da Louis Vuitton. A versão floral com fundo branco contrastou com o casaco de pele, make de batom escuro, a sandália com salto alto e a bolsa de pelo. Visual de 2013, mas muito usável neste inverno nova-iorquino. Temporadas mais tarde, Dries Van Noten levou referências da alfaiataria masculina para o seu super confortável pijama listrado. Já Alexander Wang atualizou tudo que podia para deixar ainda mais descolado. Recortou a camisa, encurtou a calça e acrescentou uma sandália de couro pesada com aplicação de spikes ao lado de uma bucket bag com correntes à produção para o verão 2016. Pronta para escolher um pijama para chamar de seu? Beijos, Alice Leia também:LOOK: CALÇA/VESTIDOFhits House: Alugue TemporadaFashion Radar: Mangas VolumosasCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • O melhor da passarela | NYFW – 03

    O mais incrível da semana de moda é ver como cada marca consegue trabalhar materiais, cores e shapes de maneiras diferentes. Quando você pensa que já viu todas as versões possíveis, um desfile acontece e muda tudo – inclusive a sua lista de desejos! No caso da Carolina Herrera, vamos começar pela cartela de cores. O quarteto burgundy + marinho + nude + rosa está fortíssimo neste inverno e foi desdobrado dentro de um DNA tão coerente da marca – com delicadeza, sofisticação e um toque de modernidade. Outro trending topic entre os fashionistas é o veludo, que aparece em detalhes, como mangas, cintos ultrafinos e nos scarpins de bico fino com tiras para amarrar no tornozelo. Outra sintonia impecável foi o encontro da seda plissada com rendas em vestidos bourdoir à la anos 20, de comprimentos mídi e com direito à cintura desabada. E, falando em silhueta, a proposta da estilista foi descomplicar os shapes e deixá-los mais modernos, com destaque para as capas e longos evening dresses com aberturas que deixam os braços  à vista. Assimetrias, mais plissados encantadores, pelos, estampas artsy e peças oversized. A dupla de estilistas Jack McCollough e Lazaro Hernandez, da Proenza Schouler, trabalharam seu inverno em cima das desproporções, da união de diferentes estruturas e em uma série de sobreposições inteligentes, levando para a passarela uma coleção para a mulher cosmopolita e destemida. Amor: os looks terrosos com interferência de preto e branco. Já os volumosos casacos de pelo são absolutos! No Inverno 2017 de Diane von Furstenberg, tem opção para deixar cool qualquer look. Dos bicolores aos solares passando pelo azul bebê, a peça é ideal para compor produções diurnas, com direito a pantalonas de ar esportivo (repare nas listras laterais), e noturnas mais ousada, à bordo de saias transparentes de modelagem irregular. Mais artsy! A 3.1 Phillip Lim mirou a sua criação em uma mulher frequentadora de galerias de arte. O resultado? A alfaiataria boyish (que lembra as roupas usadas pelas galeristas belgas) ganha cós alto preso com cintos em pink, preto e azul Klein. E a referência ao artista francês Yves Klein não pára por aí. Círculos, que remetem a algumas das suas obras, foram aplicados em camisetas de cavas desabadas e com barra dobrada. Se teve um estilista que investiu seriamente no comprimento mídi, foi Prabal Gurung. Os shapes lady like dividiram o momento com silhuetas retilíneas de tricôs pesados e ricos em detalhes nas mangas – e com decote v inesperado! As tranças também enfeitaram o longo casaco usado por Bella Hadid com um maxicapuz de pelo. As tonalidades claras também são um ponto de harmonia com o que vem acontecendo nas ruas. Adorei! E, logo mais, vem mais novidades por aí! Beijos, Alice Leia também:DESEJO: CALÇA CROPPEDNovidade! Colunas Observatório FemininoEu e Camila: Das Passarelas Para As RuasCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Glacial cool: Look casaco de pelo mood 60’s

    Vocês estão vendo que eu estou em pleno mood glacial (no bom sentido, claro!).  Com este cenário coberto por neve pelas ruas, difícil não cair na tentação e usar um look total white, com algumas interferências de tons pastel e terrosos. Desta vez, tem um protagonista que está mais em alta do que nunca e perdeu o ar de antiquado e peça da vovó. O casaco de pele (fake ou não) está circulando em diversos estilos. Dos mais românticos e girlie aos minimalistas. No meu caso, escolhi uma das criações da estilista gaúcha Cris Capoani, em tom off-white com uma interferência de estampa losangos na vertical em nude. Outro destaque é o shape, que é diferente dos modelos tradicionais. A manga é mais larga, curta e deixa o suéter por baixo aparecendo. Acho um contraste de peças e cores bem elegante. Para combinar, o combo calça de alfaiataria + loafer branco. Outras formas repaginadas dos casacos de pelo aparecem nos looks das fashionistas com detalhes que fazem toda a diferença. Mistura de fios de várias texturas, recortes e fechamentos diferentes. Fiquei encantada pela aposta da it-girl russa Lena Perminova, que tem bordados de flores, com mesmo material e tonalidade, e algumas aplicações de cristais. E o chapéu Fedora laranja como ponto de cor? Descoladíssimo! Nas passarelas, mais composições criativas e ousadas! Os casacos aparecem com mix de franjas e lãs, em visuais que encontram vestidos de jérsei com fenda, como na Monse. Já Diane von Furstenberg combinou truques de styling ultramodernos. O cinto colorido para marcar a cintura, a minibag transversal e a saia com trabalho de rendas florais coloridas. Tudo junto e ao mesmo tempo. É um reflexo do momento que estamos vivendo agora – e o que absorvemos a cada segundo. Beijos, Alice Leia também:A semana no instagram - 5/09DESEJO DU JOUR: PULSEIRAS POR EDDIE BORGOSapato PlataformaCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • O melhor da passarela | NYFW – 01

    É incrível como a moda sempre nos surpreende. Os cenários, o novo caminho que as marcas vão tomando, o amadurecimento das coleções e como o sistema do “See Now, Buy Now” vem ganhando força. Ainda mais em Nova York, o paraíso do consumo de moda. Quem começou com surpresas logo no primeiro dia foi Tommy Hilfiger. Nada de desfile aqui na Big Apple não. Pela primeira vez, ele levou sua apresentação para Los Angeles, mais especificamente para Venice Beach, um ponto de encontro dos descolados americanos. Afinal, depois do seu parque Tommyland, da última temporada, parece que ele entendeu que a atmosfera de diversão é o mais novo segredo do seu sucesso. Com Gigi Hadid abrindo o desfile e com Bella Hadid na sequência, prepare-se para ver muitas jaquetas bomber, croppeds nas versões regata, t-shirt e pólo (um clássico da marca), e ressuscitar itens noventistas, como a saia curta justíssima e a calça de cintura baixa com ar de cowboy/motociclista. Por outro lado, os looks comfy também aparecem nos maxisuéters e nas saias longas multicoloridas. Aliás, a cor foi tudo para a coleção, que teve desde a tradicional cartela composta por marinho, branco e vermelho aos vibrantes amarelos e metálicos. A estampas geométricas e com referência a bandeira norte-americana marcaram vestidos, saias e blusas, enquanto os bordados (muitos corações, coqueiros e símbolos fun) marcaram peças em jeans e camisetas. Se Nicholas K precisou escolher dois protagonistas para o seu Inverno, o veludo e a cor laranja ganharam a passarela com poder absoluto! Em um mood glam street dos anos 90, a dupla de estilistas Nicholas e Christoph Kunz investiu em vestidos assimétricos, camisas com amarrações, jaquetas pesadas, saias e macacões com detalhes utilitários (muitos bolsos!). Nos looks monocromáticos, mas com diferentes tecidos, a aposta foi deixar metalizados e verniz para os pés. As botas de cano curto deixaram o visual ainda mais cool.   Tendo uma cartela terrosa superchic e materiais clássicos do inverno, a Noon by Noor trouxe a sua nova coleção um mix de veludo, camurça, lã e pelos na mesma tonalidade, mas com uma brincadeira incrível de texturas. O destaque fica para a alfaiataria masculina, mas soltinha e confortável, daquelas que dá vontade de usar todos os dias. O espírito boêmio da Erin Fetherston ganhou um tempero vindo do Marrocos e um romantismo de cidades como Sevilha e Paris. O resultado foi visto em vestidos compostos por camadas de franjas, echarpes e camisas de seda com estampas florais que lembram arabescos e novamente ele… o veludo. A predominância do burgundy também foi um dos pontos altos da coleção, que prova sua constante presença no guarda-roupa (oba!). Para a primeira série de desfiles da NYFW, um verdadeiro deleite para os fashionistas. E um show de maestria dos designers que não cansam de nos impressionar. Beijos, Alice Leia também:As joias da Paula MendozaFEELING YELLOWSemanas de Moda Internacional - Verão 2017Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • O melhor da passarela | NYFW – 02

    Já estava com saudade deste clima de semana de moda. As cidades ficam em uma atmosfera tão especial. Desde as pessoas, que se vestem de uma forma criativa e se revelam com produções encantadoras, às lojas com decorações que lembram o Natal, mas fashion! Voltando aos desfiles do final semana, consegui captar duas tendências que serão fortes para o próximo Inverno. O brilho e a leveza, em suas diversas formas, tecidos e acabamentos. Para começar, o sempre excêntrico e divertido Jeremy Scott buscou referências glam vindas de Las Vegas, um pouco do estilo do pop star Michael Jackson e o inusitado, como estampas religiosas. O resultado foi muito paetê, veludo molhado, animal print e uma cartela infinita de cores. Já Jason Wu intercalou seus looks all black com metalizados em veludo devorê nos vestidos longos com fendas, comprimentos midi e um jogo interessante de assimetria nas alças – algumas estavam caídas nos ombros propositalmente. Na alfaiataria, cortes retos e femininos na medida. Outro destaque que adorei foram as meias arrastão, que falei ontem aqui no blog. Este é um jeito cool de usar com ankle boots! Um dos shows que estava mais aguardando era o da Lacoste. o cenário futurista já entregava que a coleção seria fora do comum. O sportswear veio de um jeito renovado. Muitas modelagens com perfume noventista, vestidos-parkas em veludo metalizado, casacos esportivos com estampas lunáticas, calças utilitárias e peças em tonalidades vibrantes que, com toda certeza, serão desejo absoluto para acender os dias mais frios.   Tudo azul na Tibi! A marca entrou com tudo na passarela valorizando as várias tonalidades da cor em suas texturas, seja na lã ou no veludo (mais veludo!). Chiquérrimo! Além deste highlight, o minimalismo nos vestidos de gola alta e a alfaiataria com shape mais solto também encantaram as fashionistas de plantão. Por último, mas não menos importante, Victoria Beckham levou a família para prestigiar seu inverno – ao lado de Suzy Menkes e Anna Wintour. A pequena Harper estava lá, no colo do pai, David. A coleção revelou um boyish contemporâneo, elegante ao nível elevadíssimo, graças a um passeio da estilista ao Tate Britain, quando viu a exposição de Paul Nash. Camisas com colarinho fechado e paletós típicos masculinos contrastaram com saias transparentes e fluidas. Um equilíbrio tão sofisticado. Sem falar no burgundy, que se mantém poderoso. Agora basta acompanhar as próximas apresentações da semana. Será que vem mais veludo por aí? Beijos, Alice Leia também:London fashion week!Entregue-se às birkens!Desejo: Anel Quadruplo Maison Martin MargielaCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Desfiles destaques na NYFW – 01

    Já estava com saudade deste clima de semana de moda. As cidades ficam em uma atmosfera tão especial. Desde as pessoas, que se vestem de uma forma criativa e se revelam com produções encantadoras, às lojas com decorações que lembram o Natal, mas fashion! Voltando aos desfiles do final semana, consegui captar duas tendências que serão fortes para o próximo Inverno. O brilho e a leveza, em suas diversas formas, tecidos e acabamentos. Para começar, o sempre excêntrico e divertido Jeremy Scott buscou referências glam vindas de Las Vegas, um pouco do estilo do pop star Michael Jackson e o inusitado, como estampas religiosas. O resultado foi muito paetê, veludo molhado, animal print e uma cartela infinita de cores. Já Jason Wu intercalou seus looks all black com metalizados em veludo devorê nos vestidos longos com fendas, comprimentos midi e um jogo interessante de assimetria nas alças – algumas estavam caídas nos ombros propositalmente. Na alfaiataria, cortes retos e femininos na medida. Outro destaque que adorei foram as meias arrastão, que falei ontem aqui no blog. Este é um jeito cool de usar com ankle boots! Um dos shows que estava mais aguardando era o da Lacoste. o cenário futurista já entregava que a coleção seria fora do comum. O sportswear veio de um jeito renovado. Muitas modelagens com perfume noventista, vestidos-parkas em veludo metalizado, casacos esportivos com estampas lunáticas, calças utilitárias e peças em tonalidades vibrantes que, com toda certeza, serão desejo absoluto para acender os dias mais frios.   Tudo azul na Tibi! A marca entrou com tudo na passarela valorizando as várias tonalidades da cor em suas texturas, seja na lã ou no veludo (mais veludo!). Chiquérrimo! Além deste highlight, o minimalismo nos vestidos de gola alta e a alfaiataria com shape mais solto também encantaram as fashionistas de plantão. Por último, mas não menos importante, Victoria Beckham levou a família para prestigiar seu inverno – ao lado de Suzy Menkes e Anna Wintour. A pequena Harper estava lá, no colo do pai, David. A coleção revelou um boyish contemporâneo, elegante ao nível elevadíssimo, graças a um passeio da estilista ao Tate Britain, quando viu a exposição de Paul Nash. Camisas com colarinho fechado e paletós típicos masculinos contrastaram com saias transparentes e fluidas. Um equilíbrio tão sofisticado. Sem falar no burgundy, que se mantém poderoso. Agora basta acompanhar as próximas apresentações da semana. Será que vem mais veludo por aí? Beijos, Alice Leia também:As delícias do Espaço Liza na SPFWLOOK: FEELING LIKE 2016SPFW - APARTAMENTO 03 + MY LOOKCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Look All White

    No dia do desfile da Lacoste, tive uma vontade daquelas de vestir um look all white – sim, com direito a brincos também! Este mood glacial combina tanto com inverno e põe abaixo aquela regra de “inverno = roupas escuras”. Acredito que é possível acordar com vontade de usar cores vivas e claras nos dias gelados. Afinal, já basta escurecer cedo, não é? Minha escolha foi composta por itens-chave minimalistas e cortes elegantes, como o casaco amplo com gola sem acabamento, a pantalona que eu amo e um confortável loafer da Paula Torres. Ou seja, um trio perfeito para acompanhar a rotina que começa muito cedo e vai até tarde (como vocês podem acompanhar no meu Stories do Instagram). Brincar com branco e tons pastel é uma forma de ganhar um upgrade de elegância. Por baixo, escolhi uma blusa de lã nude quentinha com pelo nas mangas. Como ponto de cor, optei pela bolsa Tote com shape moderno, que combina bege e amarelo. Independente do estilo, o que não falta é fonte para inspiração na hora de entrar na tendência, que ainda por cima alonga a sua silhueta. As fashionistas mostram mundo afora que, quem brinca com texturas de materiais na hora de se vestir, sempre ganha pontos extras. Por isso, explore e saia do óbvio! Produções em que os decotes encontram peças do guarda-roupa masculino, como da it-girl Kendall Jenner, são poderosas. Se você gosta de combinações femininas, aposte no match de elementos mais delicados, como a calça de cintura alta com abotoamentos laterais, suéter e a bota de bico fino. Metalizados? Sim, muito bem-vindos, ainda mais se for um calçado marcante. Da passarela, vale extrair a fluidez das calças, a alfaiataria oversized nos casacos, aplicações delicadas, o jogo de sobreposições que, às vezes, confundem no primeiro olhar… um turbilhão de informações. Deixe o branco te desafiar! Beijos, Alice Leia também:Match StyleDica de Viagem: Visa PlatinumFocus On: PoásCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Look maxi cardigan + meia arrastão

    O frio continua por aqui com tudo! E é uma boa desculpa para misturar texturas, padronagens e tendências do momento sem se preocupar com o excesso de camadas. A grande questão é que você não precisa correr para as boutiques de luxo ou as redes de fast fashion internacionais para entrar em sintonia com o que está acontecendo nas passarelas. Digo isso porque sinto muito orgulho em ver como a moda vem ficando, cada vez, mais democrática e bem feita no nosso país. Sempre vesti roupas de fast fashion estrangeiras para atender aos meus desejos imediatos e agora é hora de valorizar o que é nosso. Um exemplo é o trabalho impecável que o time de pesquisa da Riachuelo vem fazendo. Seja no tricô, na linha de jeanswear ou nos acessórios. A equipe, que desenvolve estes produtos, está sempre viajando, ligada nos lançamentos, assim como as outras redes mundo afora. Para este look, pensei em um mood sessentista com duas peças statement para usar #DoMeuJeitoRiachuelo. O maxi cardigan de tricô com esta mescla de fios claros, que foi feito pela Chloé, encontram harmonia com a calça com estampa de ladrilhos retrô, que lembra a padronagem da Prada, mas com outra cartela de cores. E, para arrematar a produção, a meia arrastão, que voltou à cena no styling de Inverno 2017 de Jeremy Scott. Escolhi a versão nude para ser mais leve. Nos pés, um scarpin rosa pastel da Miu Miu. Saindo do mood retrô 60’s, é hora de ficar atenta às formas de vestir a meia arrastão preta. Vi tantas maneiras incríveis de usá-la. Mesmo no styling ousadíssimo de Jeremy Scott, que não basta a arrastão, precisa ter uma meia de algodão por baixo para compor o visual. Já a it-girl Alexa Chung não economizou na produção. Tem calça com xadrez vichy e sapatilha vermelha de bailarina da Miu Miu. Nas ruas, vale misturar com jeans e mocassim. As irmãs Kendall e Kylie Jenner também incentivam a tendência! Além de circularem com suas meias, elas criaram para a sua marca também. Em outfits noturnos, vai bem com o clássico combo vestido + sandália e com alfaiataria de corte feminino, como apresentado por Eric Schlosberg. Em vez de losangos, Jason Wu mostrou que arrastão funciona bem em círculos. Quantas ideias e caminhos criativos para transformar tendências. O grande segredo é adaptar ao seu estilo e arrasar! Beijos, Alice Leia também:LOOK SPFW: VINTAGE HIGH-LOWLOOK 1: NYFW SS2016Match The Style - Nova Temporada!Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • A primeira Calvin Klein por Raf Simons

    Que atire a primeira pedra a fashionista que não estava aguardando ansiosamente pela estreia de Raf Simons à frente da Calvin Klein. Eu estava curiosíssima para ver como seria o direcionamento da marca norte-americana nas mãos do estilista belga. E o designer fez falta na moda durante este gap após a sua saída da Dior, em 2015, onde deixou um legado de criações apaixonantes, entre cores vivas, silhuetas superfemininas e modernas na mesma medida, sem falar no trabalho rico em bordados e rendas. O mistério sobre para onde o estilista iria só foi desvendado em agosto de 2016, quando Business of Fashion disparou um “Breaking News” (daqueles emails que assustam a gente, sabe?). Logo que o estilista brasileiro Francisco Costa, quem comandou a direção criativa da marca americana durante 14 anos, se despediu da CK Collection, algumas pessoas já apostavam em Raf como sucessor. “O desfile de moda mais esperado em décadas foi uma apresentação brilhante”. Foi assim que Cathy Horyn, do New York Times Magazine, definiu a nova passarela da Calvin Klein. E uma multidão concordou! Diferente do minimalismo all white, all black, all gray e das modelagens clean de Costa, Raf Simons apostou no que sabe fazer bem: colocar cor e vida nas suas criações. O “Americanismo” de Raf era outro. Ao som de “This is not America”, de Bowie, modelos entraram em cena com uniformes de alfaiataria típicos masculinos em looks color blocking, assimetrias, comprimentos midi chique, brincadeira de sobreposições (como as mangas de tricô caneladas por cima de um paletó), jaquetas de xerife (com aquele pelo na gola) bordadas com flores metalizadas, vestidos super delicados com bordados de flores em tons de rosa e uma combinação moderna de casaco de pele dourada por baixo de uma camada de plástico. Não bastou um, ele investiu na versão com plumas. Uma miscelânea de referências, materiais, ideias. Tudo para abrir uma nova era da CK com magia e mostrar a importância de celebrar a moda e todas as pessoas envolvidas nela. Na terça-feira passada, a campanha de Verão 2017 da marca foi uma espécie de teaser desta nova fase. Um ou dois modelos, vestindo suas peças emblemáticas, como a regata branca de algodão, o jeans índigo e o underwear, em frente à uma obra de arte norte-americana, de artistas famosos como Andy Warhol, Sterling Ruby, Richard Prince e Dan Flavin. Uma comparação inteligente entre as roupas e os quadros de um país que, volta e meia, precisa relembrar alguns dos seus “clássicos”. // Campanha Calvin Klein // Agora me conte: aprovada a nova CK? Por aqui, só tenho aplausos! Beijos, Alice Leia também:QG F*Hits com Fábio Jr. e Cléo PiresStreet Style New YorkNeo Statement: Anéis de ChevalièreCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Look maxi cardigan + meia arrastão

    O frio continua por aqui com tudo! E é uma boa desculpa para misturar texturas, padronagens e tendências do momento sem se preocupar com o excesso de camadas. A grande questão é que você não precisa correr para as boutiques de luxo ou as redes de fast fashion internacionais para entrar em sintonia com o que está acontecendo nas passarelas. Digo isso porque sinto muito orgulho em ver como a moda vem ficando, cada vez, mais democrática e bem feita no nosso país. Sempre vesti roupas de fast fashion estrangeiras para atender aos meus desejos imediatos e agora é hora de valorizar o que é nosso. Um exemplo é o trabalho impecável que o time de pesquisa da Riachuelo vem fazendo. Seja no tricô, na linha de jeanswear ou nos acessórios. A equipe, que desenvolve estes produtos, está sempre viajando, ligada nos lançamentos, assim como as outras redes mundo afora. Para este look, pensei em um mood sessentista com duas peças statement para usar #DoMeuJeitoRiachuelo. O maxi cardigan de tricô com esta mescla de fios claros, que foi feito pela Chloé, encontram harmonia com a calça com estampa de ladrilhos retrô, que lembra a padronagem da Prada, mas com outra cartela de cores. E, para arrematar a produção, a meia arrastão, que voltou à cena no styling de Inverno 2017 de Jeremy Scott. Escolhi a versão nude para ser mais leve. Nos pés, um scarpin rosa pastel da Miu Miu. Saindo do mood retrô 60’s, é hora de ficar atenta às formas de vestir a meia arrastão preta. Vi tantas maneiras incríveis de usá-la. Mesmo no styling ousadíssimo de Jeremy Scott, que não basta a arrastão, precisa ter uma meia de algodão por baixo para compor o visual. Já a it-girl Alexa Chung não economizou na produção. Tem calça com xadrez vichy e sapatilha vermelha de bailarina da Miu Miu. Nas ruas, vale misturar com jeans e mocassim. As irmãs Kendall e Kylie Jenner também incentivam a tendência! Além de circularem com suas meias, elas criaram para a sua marca também. Em outfits noturnos, vai bem com o clássico combo vestido + sandália e com alfaiataria de corte feminino, como apresentado por Eric Schlosberg. Em vez de losangos, Jason Wu mostrou que arrastão funciona bem em círculos. Quantas ideias e caminhos criativos para transformar tendências. O grande segredo é adaptar ao seu estilo e arrasar! Beijos, Alice Leia também:Meu Look: Cropped top com camisaVídeo NYFWChoker - A gargantilha da vezCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • NYFW – Day 01

    É incrível como a moda sempre nos surpreende. Os cenários, o novo caminho que as marcas vão tomando, o amadurecimento das coleções e como o sistema do “See Now, Buy Now” vem ganhando força. Ainda mais em Nova York, o paraíso do consumo de moda. Quem começou com surpresas logo no primeiro dia foi Tommy Hilfiger. Nada de desfile aqui na Big Apple não. Pela primeira vez, ele levou sua apresentação para Los Angeles, mais especificamente para Venice Beach, um ponto de encontro dos descolados americanos. Afinal, depois do seu parque Tommyland, da última temporada, parece que ele entendeu que a atmosfera de diversão é o mais novo segredo do seu sucesso. Com Gigi Hadid abrindo o desfile e com Bella Hadid na sequência, prepare-se para ver muitas jaquetas bomber, croppeds nas versões regata, t-shirt e pólo (um clássico da marca), e ressuscitar itens noventistas, como a saia curta justíssima e a calça de cintura baixa com ar de cowboy/motociclista. Por outro lado, os looks comfy também aparecem nos maxisuéters e nas saias longas multicoloridas. Aliás, a cor foi tudo para a coleção, que teve desde a tradicional cartela composta por marinho, branco e vermelho aos vibrantes amarelos e metálicos. A estampas geométricas e com referência a bandeira norte-americana marcaram vestidos, saias e blusas, enquanto os bordados (muitos corações, coqueiros e símbolos fun) marcaram peças em jeans e camisetas. Se Nicholas K precisou escolher dois protagonistas para o seu Inverno, o veludo e a cor laranja ganharam a passarela com poder absoluto! Em um mood glam street dos anos 90, a dupla de estilistas Nicholas e Christoph Kunz investiu em vestidos assimétricos, camisas com amarrações, jaquetas pesadas, saias e macacões com detalhes utilitários (muitos bolsos!). Nos looks monocromáticos, mas com diferentes tecidos, a aposta foi deixar metalizados e verniz para os pés. As botas de cano curto deixaram o visual ainda mais cool.   Tendo uma cartela terrosa superchic e materiais clássicos do inverno, a Noon by Noor trouxe a sua nova coleção um mix de veludo, camurça, lã e pelos na mesma tonalidade, mas com uma brincadeira incrível de texturas. O destaque fica para a alfaiataria masculina, mas soltinha e confortável, daquelas que dá vontade de usar todos os dias. O espírito boêmio da Erin Fetherston ganhou um tempero vindo do Marrocos e um romantismo de cidades como Sevilha e Paris. O resultado foi visto em vestidos compostos por camadas de franjas, echarpes e camisas de seda com estampas florais que lembram arabescos e novamente ele… o veludo. A predominância do burgundy também foi um dos pontos altos da coleção, que prova sua constante presença no guarda-roupa (oba!). Para a primeira série de desfiles da NYFW, um verdadeiro deleite para os fashionistas. E um show de maestria dos designers que não cansam de nos impressionar. Beijos, Alice Leia também:Trend: Botões em evidênciaLOOK: FEELING LIKE 2016LFW: Highlights – Parte 02Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Look comfy + tênis aveludado em NY

    Morning from NY! Já cheguei muito animada! Está frio, céu azul e a paisagem branquinha, como puderam ver no meu Stories. Mas o dia já começou colorido como pude ver em alguns desfiles – como na estreia incrível de Raf Simons na Calvin Klein. Tão esperada e tão inspiradora. Em breve terá um post específico para falar das tendências que mais gostei dos primeiros desfiles e um apanhado focado no Raf e a sua primeira campanha para a marca norte-americana que foi apresentada esta semana. Artsy, chic. Esses belgas são impressionantes, né? Diferente do colorido e artsy da passarela, eu prefiro um monocromático comfy para viajar de avião. Viagens longas pedem calças mais soltinhas, tênis e mochilas práticas, mas nada sem graça. Um dos tecidos que estou amando é o veludo, que apareceu repaginado nas últimas estações e perdeu aquele ar de envelhecido. O toque e a aparência são cool! Você pode usar dos pés à cabeça, inclusive, no dia a dia. Desta vez, optei por um look all black, que brinca com texturas e dois pontos de cor. A camiseta de algodão, da Lemon Basics, e o casaco longo de malha de cashmere, da Trousseau, contrastam com a calça de veludo, que tira o visual do óbvio. A dupla azul fica por conta do cachecol de pêlo, quentinho, e o tênis em veludo da Olympikus (que não dá vontade de tirar do pé). Quem diria que até os tênis entrariam nessa tendência. Com este espírito urbano dominando a moda, vamos sempre nos surpreender, não é? A boa notícia é que o tênis aveludado é versátil e dá aquele toque de feminilidade ao seu estilo. Combine com jeans, calça cropped ou uma saia midi e arrase. Dica: azul, rosa envelhecido, lilás e burgundy são cores certeiras para quem já está querendo um par para chamar de seu. A gente ainda vai ver muito do mood comfy encontrando esse luxo que está, cada vez, menos óbvio! Beijo, Alice Leia também:London fashion week!Lançamentos alto verão na ATT: Tendência Maxi brincos!My View: Alberta FerrettiCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • A calça da vez: Flare Cropped!

      A tendência não é simples, mas tenho certeza que pode pegar você de jeito! As brasileiras amam as calças flare e não faltam motivos: elas alongam a silhueta e afinam as pernas. O modelo – que é símbolo da década de 70 – ganha destaque nas passarelas atuais em versão repaginada, para perder um pouco do estigma de boêmio e conquistar seu lugar como peça statement. A peça alcança outro patamar fashion no trabalho da estilista e querida amiga Carol Bassi  :) O modelo de couro com a barra super full me conquistou e trouxe todo um olhar inovador sobre a tendência! Para criar uma proporção harmoniosa optei pelo blazer nos ombros, criando um volume maior acima da cintura, já que a calça é justa – e o couro por si só, é um material mais ajustado ao corpo – e eu tenho coxas “grossinhas” :) Nos pés, minha sandália vintage Yves Saint Laurent, e como acessório imprescindível minha bolsa companheira Dionysus, da Gucci.   Nas passarelas, grifes como Ellery também uniram o lado clássico das leather pants com recortes diferenciados e encurtados para criar esse modelo de cropped flare. Um desfile tão inspirador, cheio de informação de moda! Alfaiataria, cintura marcada, monocromia e ela, claro!   No street style, vale apostar na calça com slippers, com tênis e, sim (!) com aquele seu salto altíssimo – trazendo sensualidade e também alongando as produções! :) Para nós, brasileiras, as sandálias altas são um ótimo recurso para deixar as produções sofisticadas, valorizando a feminilidade de nossas curvas. Vale lembrar que as plataformas estão super em alta e já foram destaque aqui no blog!     Beijos, Alice Leia também:Trending: Maxi ListrasTREND STYLE: Look Total EstampaTrend Alert: Verde MilitarCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • A tendência do salto plataforma!

    As plataformas voltaram e a brasileira agradece :) Somos fãs e temos motivos para isso: a plataforma traz altura e ganhar alguns centímetros ajuda sempre no caimento das roupas! As tendências dos anos 70 e 80 tiveram seu boom nas últimas temporadas, trazendo à tona itens clássicos dessas duas décadas, como as peças metalizadas e as mangas bufantes. E no footwear, os saltos estão ganhando formatos e trabalhos tão inusitados, que resolvi dar destaque aqui no blog. E não restam dúvidas: eles são a cara da mulher brasileira que ama se produzir de maneira poderosa e que adora um salto! Por falar nisso, vamos avaliar as passarelas! Elas trazem a essência da tendência que depois, claro, vai sendo adaptada para o nosso dia a dia. A começar pelos saltos em grande escala! Grifes como Rochas (com a assinatura excêntrica e elegante de Alessandro Dell’Acqua), Maison Margiela (que recebe toda a essência inglesa nas mãos do estilista John Galliano) e Marc Jacobs (estilista americano que sempre surpreende a todos com o seu trabalho super criativo e underground) apostaram em modelos com solados bem altos e exagerados, com essência típica dos anos 80!     Michael Kors investiu em uma versão super feminina e romântica, com bordados handmade em flores – que amei – e trouxe de volta o solado de cortiça (a brasileira normalmente não é fã mas, eu pessoalmente sou). A Dolce&Gabbana  apresentou um modelo com mix entre poá e o fundo do mar, uma delicia de ver, daqueles para ter e guardar para sempre! E eu que sempre amei as plataformas voltei a usar, claro :) Separei dois looks para exemplificar. Vamos a eles: Na primeira, a sandália em veludo azul trouxe toque sofisticado ao mood esportivo da calça track pants, abraçando a tendência do sportswear chic que vimos nas passarelas nas últimas temporadas. No segundo look, a plataforma Carmen Steffens trouxe um novo olhar na  esportiva calça cargo Stella McCartney e na jaqueta Comme des Garçons. A plataforma voltou mas a maneira de usar deve se renovar :) A gente ainda vai falar muito disso! Beijos, Alice Leia também:Trend Alert: Preto + cores fortesTrend Color - Back to BlackSonho de consumo: Bolsa GucciCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Os meus tratamentos de beleza!

    Há algumas semanas, compartilhei aqui no blog os produtos de beleza que uso diariamente no rosto e corpo. O sucesso foi tanto que agora quero compartilhar os procedimentos estéticos que faço para manter a minha pele saudável :) Com o tempo, o corpo vai pedindo novos tipos de cuidados – principalmente quando se evita ao máximo optar pelas cirurgias plásticas! Eu faço dois tipos de tratamento: o Thermage e o Ulthera, os dois com a dermatologista e cirurgiã plástica Maria Bussade – a melhor de São Paulo, que eu amo e super recomendo! O primeiro, Thermage, eu faço a cada 6 meses. É um aparelho a laser que penetra na derme e aquece as camadas mais profundas. O resultado dele é semelhante ao lifting (ele rejuvenesce a pele através do estímulo de produção de colágeno), mas a diferença é que o Thermage não faz nenhum corte no rosto – e, consequentemente, não tem nenhum tipo de inchaço, hematomas ou descamação. Dói, mas nada que não dê para aguentar! A dra Maria coloca um anestésico local e faço tranquilamente.  O segundo, Ulthera, eu faço uma vez ao ano, e tem um processo mais dolorido porque ele age diretamente na musculatura do rosto e, no meu caso, eu uso na região das bochechas. É o único aparelho que age em nível muscular com efeito lifting. Ele nada mais é que um ultrassom fracionado, que ajuda no rejuvenescimento da pele e na prevenção da flacidez nas regiões do rosto e pescoço. Ele também não é um processo cirúrgico e, exatamente por esse motivo, ele é menos invasivo para o corpo. Se há 30 anos atrás, a principal alternativa era optar pelos liftings, hoje há vários tipos de tratamentos que não são tão agressivos à pele e que não te obrigam a fazer cortes no rosto. É incrível ver como a medicina estética está sempre se renovando, oferecendo alternativas cada vez mais eficazes que contribuem para a saúde da pele sem agredi-la :) Para quem gostou e quer conhecer melhor todos os tratamentos dermatológicos que a Dra Maria Bussade oferece, vale a pena dar uma olhada em seu site e também visitar uma de suas unidades. A sua equipe é composta por dermatologistas, esteticistas e fisioterapeutas com os tratamentos mais avançados e um atendimento de altíssima qualidade! Clínica Maria Bussade Unidades: – Lorena Rua Alameda Lorena, 820 – Jardins Tel.: (11) 3064-0104 São Paulo – SP – MB Dermatologia Rua Padre João Manuel, 450, 13º. andar – Jardins Tel.: (11) 3061-9632 São Paulo – SP – Unidade Mogi das Cruzes Av. Vereador Narciso Yaque Guimarães, 1145, 7º. andar Tel.: (11) 4725-1507 Mogi das Cruzes – SP Beijos, Alice Leia também:STATEMENT: Isabella BlancoWelcome SPFWMesa Redonda com Bruno GagliassoCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Match the Style – Calças

    Para o “Match the Style” dessa semana, selecionei dois estilos  de calça que trazem as tendências da temporada.  A calça pantacourt em paetê foi a minha aposta para trazer ponto de brilho ao dia a dia. Uma peça super fashionista, mas que, em azul marinho, trouxe sofisticação ao look.  Nas passarelas, Courrèges – conhecido por trazer a essência futurista em suas criações – trouxe o modelo de paetês em shape reto e comprimento tradicional, equilibrando com maestria informação de moda e sobriedade. Herança dos anos 70, a modelagem flare chega para a temporada repaginada: mais solta e com o comprimento mais curto: estilo cropped flare! Na minha escolha, a peça aparece ao lado da alfaiataria como truque de styling perfeito para minimizar o efeito sensual da camisa transparente. Para criar uma silhueta mais elegante, a dica é investir no salto! Enquanto eu optei pela bota de bico fino no mesmo tom da calça, a editora de moda Carine Roitfeld trouxe a sandália meia pata como elemento mais feminino na produção rocker. Carine usa esse estilo de calça desde sempre e é expert usa-la com sandálias com meias. Exatamente por seu recorte quebrar um pouco a seriedade das calças compridas, a cropped flare é ideal para trazer um ar fashionista as produções Beijos, Alice Leia também:Étnico CoolMy Essentials: Dove Invisible DryComfy&chic - Uma produção para o verão paulistano!Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • A tendência da calça Carrot

    A moda e os seus revivals :) Hoje quero falar sobre uma modelagem de calça que fez muito sucesso nos anos 80 e 90 e que agora está voltando para as passarelas: a carrot pants! Eu tenho vários modelos no meu guarda-roupa, e entre as minhas preferidas, está a branca da Olympiah, que traz toda a leveza da estação que eu tanto amo! Ela também é uma ótima forma de trazer a tendência da cintura marcada à tona. Se muda o modelo do cinto e da blusa, você simplesmente transforma toda uma produção. Nesse meu look acima, o cinto colorido foi responsável por trazer um pouco mais de cor à cartela clara da produção. O tecido da camisa tem um movimento mais fluído que o da calça, o que contribui ainda mais para criar esse equilíbrio bem sutil de silhueta mais fininha :) Nas passarelas, o modelo apareceu bastante na temporada Inverno 2014 como peça-chave no closet de uma mulher fashionista, e agora surge para este verão como aposta mais versátil para diferentes composições: de looks elaborados ao workwear. A estrutura da calça tem um corte de alfaiataria, e é muito associada ao dress code formal, mas muitas grifes vem apostando em diferentes combinações e modelagens e, com isso, trazendo novas propostas à tendência. Nas mãos de Stella McCartney – uma das minhas estilistas favoritas -, por exemplo, a calça ganhou ares sensuais quando combinada com a blusa em renda com ultra decote. Aqui vale, aliás, outra dica: para mulheres magras com pouco seio e quadril mais reto, ela é perfeita para dar um shape à silhueta. Apostar em tops e croppeds em forma de conjuntinhos também pode ser uma ótima ideia! Em 2013, a Balenciaga de Nicolas Ghesquière (então estilista frente à marca)  trouxe elementos da alfaiataria (como a estampa risca de giz) e deu olhar jovem e ultra cool ao estilo. Apesar de, à primeira vista, a calça causar certo estranhamento , ela pode ser um ótimo curinga nos looks de verão! O seu recorte quebra um pouco a seriedade das calças compridas e transita entre uma produção despojada e elegante. Invista :) Beijos, Alice Leia também:Esmaltes Camila Coelho e YNC!Lava & Seca FashionOn My Way: Meu Look Em MiamiCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Mood Board – Produção clássica e atual

    Hoje quero mostrar para vocês um exemplo de produção clássica mas com peças atuais, que abraça algumas das principais apostas da temporada: a tendência do brilho, a cintura marcada e a volta do mule. Vamos aos meu look e alguns itens de inspiração: Os tons de rosa pastel foram a base do meu look. O cinto multicolorido conversa com a cartela de cores claras e ajuda a destacar a região da cintura. Para quem prefere tons mais escuros, a minha sugestão é pelo modelo da Burberry. Modelos que amo e quero ter!  A calça branca carrot Olympiah  é uma das minhas preferidas! A ideia de colocar a camisa pra dentro é perfeito para criar esse efeito de proporção: o volume fica na parte de baixo, enquanto a parte de cima fica mais enxuta. Fininha :) Como sobreposição, o casaqueto desejo Carol Bassi – que eu simplesmente amo e tenho vários modelos no meu closet. É maravilhoso ter uma marca nacional que faz um produto tão único e eterno. Ele vai bem com uma produção para o dia, quanto para a noite. Para uma cidade como São Paulo, que tem um clima instável, ele é uma peça curinga! Nos acessórios, a bolsa camel Evelyne Hermès e a mule metalizada Cris Capoani (mais masculina do que os modelos do Gucci), que é perfeita e tem me acompanhado  pelo mundo nessa temporada.  A cartela rosa + turquesa dão toque ultra feminino no power duo brincos e colar Tiffany. Inspire-se! Beijos, Alice Leia também:Milão: Moda tradicionalNew Vision: Moletons!Focus On: MaxibrincosCompartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais

  • Tendência do brilho: Vinil!

    Há algumas temporadas, a moda vem resgatando o estilo vintage para as passarelas! Dentre as várias propostas, um dos materiais que marca a temporada é o vinil, que acompanha o retorno dos anos 60, 70 e 80 na catwalk. A sua textura lembra bastante o plástico e está ganhando cada vez mais espaço em casacos, vestidos e botas! Lacoste, Emilio Pucci, Lanvin e Giorgio Armani (e sua inconfundível assinatura de alfaiataria) trouxeram o estilo em casacos estruturados para trazer brilho futurista às modelagens. O vinil – e a sua estética rocker – ganhou vez no universo fashionista graças ao estilista francês André Courrèges e sua grife homônima. Símbolo da revolução da moda na década de sessenta, o designer trouxe o estilo para produções femininas sob um olhar clean e ousado na mesma medida! Além do vinil, outros materiais – como o couro metálico – conseguem trazer o efeito molhado de uma forma bem versátil, permitindo você recriar diferentes tipos de look e manter o brilho na medida certa! É cool, versátil e cheio de atitude! Get inspired :) Beijos, Alice Leia também:Burberry: Pre-Collection Autumn Winter 2016Special Thanks: Movida!Comfy&chic - Uma produção para o verão paulistano!Compartilhe isso:Compartilhar no TumblrEmail Siga o F*hits nas Redes Sociais

    Leia Mais


TODOS OS BLOGS