Resultado de busca para : 




A primeira plataforma de Influenciadores Digitais de moda e lifestyle do mundo

TODOS OS POSTS

2831 resultado(s) encontrados.
  • Contour Kit da Anastasia

    Como era a vida de beauté antes do contorno?! Bom, essa técnica até então sem nome era comumente usada por profissionais da área, depois que caiu no gosto popular graças a você sabem quem (Kardashians! Kardashians!).  Aqui no Fashionismo já contei minha experiência com 3 produto: o riquíssimo da Tom Ford, o classicão da Benefit e o baratex da Maybelline, agora chegou a hora de compartilhar o suprassumo dos kits de contorno, o Contour Kit da Anastasia! Essa palettinha é favorita entre maquiadores, beauty gurus e a família toda de Calabasas e, finalmente, na última viagem que fiz, comprei uma pra chamar de minha! O kit é muito bem recomendado por conta da sua variedade de tonalidades, o que ajuda a criar um contorno na medida, sem a mais ou a menos e o legal parece que você tá pintando um quadro, só que  um autorretrato. O produto tem 3 opções de cores e eu tô ligeiramente desconfiada que comprei a errada pra mim risos nervosos (acho que eu ficaria melhor com a versão Light to Medium), mas eu te garanto uma coisa, vale cada centavo e no fechar-das-contas não é tão caro. O kit custa U$40 e com o tempo você pode comprar outras cores como refil. O que é legal nele é que ele tem uma pigmentação na medida, não é muito exagerado a ponto de você errar no contorno, mas também não é leve a ponto de você ser ~enganada com as sombras. Ele tem um iluminador leve e cores claras que ajudam no “blend”. Também gosto que ele tem um acabamento 100% matte, o que facilita pra pessoas menos experts na área. Se você gosta de um contorno, vale muito a pena ter esse kit. Infelizmente ainda não temos Anastasia aqui na Spehora (please, Sephorinha, traz!), mas acredito que o Contour Kit da Océane é uma boa versão tropicalizada! E vocês tem algum produto de contour favorito?!

    Leia Mais

  • 5 Coisas

    Blá, blá blá! ajkshfkqjhwfoiq ESSSA MESA DE CENTRO! ESSA PENTEADEIRA Tão simples, tão elegante

    Leia Mais

  • A era do brincão voltou!

    Amigas peruas, cheguem aqui! Depois de um longo e tenebroso inverno de minimalismo e normcorismo, o maximalismo tá de volta, a ousadia, alegria e peruice também! Minina, eu tenho visto muitos acessórios extravagantes, especialmente brincos, brincões, adereços para suas orelhas! E meu lado peruinha agradece, pois sempre tive brincos dignos de instalação artística, mas essa fase mais discreta da marca só me deixou argolas, mas reveja seus conceitos que o brincão voltou! É só olhar no Pinterest ou ler matérias recentes de blogs como o de Alê Garattoni ou Gabriela Ganem, quer ideia ao vivo? Vai na Zara pra ver só! Semana passada fui dar uma olhada na nova coleção (postei no stories) e só deu brincão (na faixa de R$79-99), uma coisa assim bonita de se ver! E tem na Zara, mas tem espalhado pelos 4 cantos da internet, daí num #shopthepost investigativo, fiz uma seleção com dezenas de brincos exagerados, tudo para sua orelha entrar na moda rsrs! Tem do baratinho ao pequeno investimento. Maria Filó | 2. Dafiti | 3. Animale | 4. M.Loures | 5. Lokalwear | 6. Shop2gether | 7. Zattini | 8. Zattini |   9. Dafiti Vejo cores, vejo materiais diferentes, misturas inusitadas, pedras coloridas, argolas diferentes. Dessas opções acima, confesso que usaria todos! Agora entrando na onda da vez, o brinco de bolotas e tassel de cortina, onde encontrar o seu? Dafiti | 2. Shop2gether | 3. OQVestir  | 4. Dafiti | 5. Dafiti | 6. Dafiti | 7. Maria Filó | 8. Maria Filó     | 9. Amaro | 10. Juliana Manzini | 11. Dafiti | 12. Look | 13. Zattini | 14. Lool | 15. Amaro É chuva de penduricalhos! Eu amo esses brincos de bolotas, tenho um dourado da Renner que virou prateado de tanto que eu usei (rsrs #denúncia), acho que fica tão bonitinho e charmosinho! Agora tô curtindo essa versão colorida e degradê. Além das bolas, também tem de correntes, strass, miçangas e a boa e velha alça de cortina! E vocês, também tão sentindo esse retorno do brincão grandão e poderoso?

    Leia Mais

  • Look10: Jennifer Lawrence

    Como assim eu nunca fiz um Look 10 com a Jennifer Lawrence?! Na realidade essa tag tá tão adormecida (aceito sugestões de novos nomes) que eu até acidentalmente troquei de nome e perdi o arquivo pra editar (rsrs então releve o “evolução da espécie”). É que a gente pensa em JLaw no tapete vermelho e imediatamente associa a Dior, o que seria maravilhoso num cenário qualquer, já com a atriz a gente gostaria de ver uma coisa diferente, enfim, seja de Dior ou Saab, eis um look 10 bonito! Começando com a era pré-Dior, uma Jennifer Lawrence de Calvin Klein sexy e minimalista, lembro que foi a primeira vez que vi/ouvi falar na atriz e senti um glow, um star quality! Já na era Dior, é pra mostrar como um vestido vermelho “parecido” pode ter pegada totalmente diferente, do sexy pro cool. E o 8 (Dior) já entra na era volume dramático da marca, entre erros e acertos, esse é bem bonito. Pulando pro 7, uma coluna furtacor bem bonita, acho que Jennifer fica linda nessa pegada. No 6, a fase Dior com Maria Grazia Chiuri, uma verdadeira bailarina dos tempos modernos, o conjunto todo é uma graça! O Top5 é difícil, mas impossível não prestar menção honrosa ao Dior que ela ganhou seu Oscar. De primeira muita gente torceu o nariz e esperava mais (eu nessa), mas depois a gente vê a beleza e riqueza de detalhes do vestido. Partindo pro 4, sem Dior e de Elie, o que eu amo mesmo nesse vestido é que dá uma alegria ver a atriz vestida do libanês, queria que fosse mais comum. E o top3 é black é beautiful, amos os 3 looks! O com sutiã à mostra é sexy e moderno feito ela, numa versão gótica. O 2 é um Dior digmo de Oscar, com rendas e babados. E o 1 é Ralph Lauren e meu favorito que ela usou, pena que a foto não faz muito jus na riqueza detalhes do vestido lindíssimo e pra completar o cabelo, o bronze, queria mais JLAW assim! E qual é o favorito de vocês? Me contem!

    Leia Mais

  • O que rolou no Plaza Trends 2017!

    Quem me acompanha pelas redes sociais, sabe que na última sexta-feira passei uma tarde delícia no Plaza Shopping, em Niterói com parte da turma F*Hits! O evento consistia em rodar pelo shopping, passar em lojas selecionadas, escolher meus produtos favoritos e inserir o selinho Fashionismo de qualidade :) Comecei pela Sephora e lá escolhi todos os produtos que amo, ou seja, que são pauta recorrente aqui no Fashionismo e também na minha necessaire. Depois segui pra Pandora e montei uma pulseira com meus charms favoritos, que envolveram drinks, champagne, sapatos e vestidos, sério, parece que você tá numa loja de doces , porque é cada charm lindo. Uma publicação compartilhada por Por Thereza Chammas (@fashionismo) em Ago 18, 2017 às 12:57 PDT Depois seguimos pra Maria Filó e me bateu um saudosismo, a marca é uma das primeiras de moda que eu consumia religiosamente e há tempos não entrava pra ver sua coleção e essa está especialmente linda, foco nas estampas e nos brincos, aliás, em breve teremos um post com a volta do brincão. Depois segui pra MAC e encerrei em grande estilo na Forever 21! Eu já tirei tanta foto clandestina pelas forevinhas da vida, já tomei esporro de segurança, que confesso que foi um prazer montar uma arara de looks de maneira oficial e com ajuda da equipe de vm da marca, todos eles ficaram expostos durante o final de semana por lá. No final, ainda rolou um bate-papo no qual falamos sobre moda, blogs e internet e preciso confessar uma coisa, antigamente eu tinha pânico de falar em público, sério, pânico de me tremer toda e negar várias oportunidades, vocês não fazem ideia, mas eu mudei. E agora tenho me sentido muito mais confortável e aberta a falar e falar e se deixar… falar mais e mais, ainda mais um assunto que eu adoro e vivencio nesses 10 anos de internet e fashionismo! Portanto, obrigada Plaza e F*Hits pela tarde fashion e noite de bate-papo e muito obrigada em especial às leitoras queridas de Niterói que foram lá me prestigiar, amei!

    Leia Mais

  • Como se vestir para o casting do Victoria’s Secret Fashion Show

    Eis que você recebe o convite pra participar do casting pra seleção da next-top-model do Victoria’s Secret Fashion Show e você… basicamente não sabe o que vestir omg! Por isso que entra o Fashionismo nessa selecionando os melhores looks na tag necessária COMO-SE-VESTIR. É que essa semana rolou um casting pro próximo VSFS e foi literalmente um desfile de tops (porque as angels já estavam confirmadas) por Nova York pra mostrar como é que se faz. Separei 10 looks! Começando com Hailey Baldwin que quer seguir os passos das migas Jenner-Hadid no VSquad! Adorei o look e especialmente a brusinha Balmain. Agora se a maioria foca no jeans, a top austríaca Nadine Leopold, focou na elegância com uma calça clochard chiquérrima. Adoro esse nome, clochard. A modelo californiana, Josie Canseco, também apostou numa versão clochard pantalona e topinho. Ainda no fator elegância, Devon Windsor toda trabalhada na pantalona e trench de cetim, achei plena. Voltando ao jeans, Izabel Goulart com um jeans skinny corsário que não passa nem suor de tão justo. Gizele Oliveira, modelo brasileira revelação com z e um look fofo toda vida, na realidade só tive olhos pra essa Gucci linda! Martha Hunt parece saída de 1993 com essa blusa rasgada Fiorucci, quem lembra? Londone Myers focou no jeans total e desfiado e rasgado! Jasmine Tookes toda patricinha gracinha de Keds, amei o look todo! Annika Krijt também variou e foi no vestido fofo e no cinto fivela dupla sensação. Qual foi o look favorito de vocês?  

    Leia Mais

  • 5 Segredos pros cílios postiços parecerem naturais

    Tem dois temas (ok, na realidade tem milhares) que eu jamais seria capaz de fazer um post de dicas aqui no Fashionismo. Um deles é como fazer uma mala de viagem (eu sou péssima nisso, eu preciso de ajuda #help) e outro é com dicas de cílios postiços. ERA! Eu vivi muito tempo achando que tinha cílios suficientemente longos e volumosos, sempre gostei de extra-rímel, mas nunca me vi necessitada por cílios postiços. Lembro até que na maquiagem do casamento nem queria colocar (fui rapidamente demovida da ideia), porque me dava aflição, eu via os cílios com olho aberto, sabe? Tipo uma marquise pesada. Enfim, mudei, hoje em dia tenho até uma coleção razoável de cílios. Tudo começou no carnaval, eu peguei um tutorial pra aplicar e não é que acertei? Eu tenho tremor essencial nas mãos, ou seja, minha coordenação motora é menor que uma minhoca desgovernada na frigideira, mas eu venci, logo, viciei! Pra vocês terem ideia da minha ignorância cilística, eu achava que todos os cílios eram descartáveis, rs, até um dia, na hora que fui comprar um na MAC e a vendedora me contou que não era rsrs (mas também não é pra usar pra sempre, tipo uns 8-10 usos). Enfim estou aqui pra compartilhar 5 segredinhos que aprendi com esse novo momento postiço, vai que vocês tão ou querem entrar nessa!   Uma publicação compartilhada por Huda Kattan (@hudabeauty) em Jul 5, 2017 às 11:07 PDT JavaScript is currently disabled in this browser. Reactivate it to view this content. Selecionei opções online pra quem gosta do tema. Lá fora comprei vários da Ardell (a Kim ama essa marca e vende em qualquer farmácia) e por aqui intercalo os da MAC com o da Kiss e sempre, sempre cola preta!  

    Leia Mais

  • Tudo que você precisa saber sobre Clube de Vinhos!

    O post de hoje é sobre um assunto que muita gente tem me perguntado a respeito, Clube de Vinhos! Como funciona? Quais as vantagens? Quais vinhos vou receber? Por mais que esse estilo de Clube tenha crescido bastante aqui no Brasil, ainda há pessoas com dúvidas sobre essa modalidade que, pra mim, é a melhor forma para os iniciantes ingressarem, e para os mais experientes se aprimorarem nesse universo maravilhoso. Da minha parte, posso assegurar que foi entrando em um Clube que pude realmente estreitar minha relação com o vinho, ficar por dentro das novidades e, o melhor, aproveitar os benefícios e ofertas. Pois bem, não tem como entrar nesse tema sem falar do ClubeW da Wine.com.br – maior e-Commerce de vinhos da América Latina, que é sem dúvida o melhor Clube de vinhos do Brasil por vários aspectos. E fico muito feliz de ter sido convidado para falar mais a respeito, já que eles são presença recorrente aqui nos posts e fizeram parte do nosso #MelhorGrupoDay com uma seleção especial e aprovada pelas convidadas! OS DIFERENCIAIS DO CLUBEW O que mais chama a atenção é que há diversas modalidades e planos de assinatura, tudo de acordo com o que você deseja beber e quer pagar. O ClubeW também oferece diversas vantagens para os assinantes e, o principal, a excelente qualidade dos rótulos selecionados pelos especialistas para cada Clube. Isso faz toda diferença para que você receba vinhos incríveis das melhores regiões do mundo, criteriosamente escolhidos para você aproveitar e viver uma super experiência. PRA ENTRAR NO CLUBE É SIMPLES (E CUSTOMIZÁVEL)! Basta você escolher a modalidade que mais lhe agradar, depois é só selecionar a quantidade de garrafas que quiser receber por mês (2, 4 ou 6) e, por fim, aguardar a seleção no conforto do seu lar. Vale lembrar que são rótulos diferentes e que é possível visualizar os vinhos de cada mês antes de receber no próprio site da Wine. A entrada no Clube não tem adesão e você pode interromper a hora que quiser. QUAL É O SEU ESTILO? O CLUBEW TEM TODOS! E falando sobre as modalidades, o ClubeW, tem categorias de Clubes para todos os gostos e estilos, à partir de R$70, e a cada mês tem uma seleção nova! Você ainda pode aderir a quantas categorias tiver vontade. Abaixo as opções disponíveis. ClubeW One: Ideal para quem está começando no mundo dos vinhos. Esse Clube tem como foco vinhos bem elaborados e, ao mesmo tempo, fáceis de agradar todos os paladares. A partir de R$70/mês a seleção com 2 garrafas. ClubeW Classic: Esse clube apresenta vinhos mais estruturados e cheios de personalidade. A partir de R$124/mês a seleção com 2 garrafas. ClubeW Advanced: Vinhos complexos, exclusivos e muito elegantes para surpreender qualquer paladar. A partir de R$180/mês, a seleção com duas garrafas. ClubeW Premium: Verdadeiras jóias de produção limitada, vinhos sofisticados para os paladares mais exigentes. A partir de R$260/mês a seleção com 2 garrafas. E ainda tem mais 2 Clubes super legais pra quem é fã de vinhos mais específicos e refrescantes. O Fresh que conta com belíssimos vinhos brancos e rosés e o de Espumantes, pra quem não abre mão de uma comemoração o ano inteiro. SOBRE AS VANTAGENS DE INGRESSAR NO CLUBEW Além de você receber vinhos exclusivos, de qualidade superior, escolhidos a dedo por uma equipe de ponta por preços abaixo do mercado, você ainda tem benefícios muito legais! A cada seleção você recebe a revista da Wine, com matérias sobre vinhos, viagens e gastronomia, um corta-gota bem charmoso e o mais importante, 15% de desconto em todo o site e condições diferenciadas de entrega. Para nós, que adoramos um desconto, não tem coisa melhor! OS VINHOS DA VEZ NO CLUBEW ONE Vamos aos vinhos? Como são muitas modalidades, falarei hoje sobre a seleção desse mês do ClubeW One, e posso adiantar que fiquei maravlhado com o custo x benefício. São dois vinhos diferentes da região de Navarra na Espanha. O Señorío de Aldaz Tempranillo 2015, elaborado com a uva ícone espanhola, me encantou pelo frescor e pelos aromas de morangos e cerejas. Macio, frutado, com taninos redondos e acidez equilibrada. Da mesma vinícola, porém feito com outra uva, o Señorio de Aldaz Garnacha 2015 é repleto de aromas de frutas vermelhas frescas, pimenta negra e um toque de ervas aromáticas que traz uma sensação mais que especial. Dois vinhos de qualidade muito superior ao preço e perfeitos para harmonizar com vários tipos de comida, desde uma tábua de frios à comida asiática bem condimentada. Então, espero que tenham gostado, é um tema que eu particularmente adoro e tenho certeza que é um modo de entrar com o pé direito e poder desbravar o mundo dos vinhos. Isso sem falar que é uma excelente opção de presente, lembro que minha primeira assinatura foi presente da Thereza! Aqui você pode ver todas as categorias e seleções e se tiverem alguma dúvida sobre alguma modalidade do Clube, é só deixar um comentário.

    Leia Mais

  • Face Slimmer, ferramenta de beleza facial (direto do sex shop?)!

    Que as orientais são surpreendentes no quesito produtos de beleza, isso não há dúvida. Seja cuidados de  skincare com tecnologia avançada, passando pelas eficientes sheet masks, até chegar às invenções de beauté que dizem muito do padrão-de-beleza-imposto-pela-sociedade (tipo a cola para pálpebra que (postamos aqui). E quem somos nós para julgarmos, cada país com sua cultura e história. A febre da vez não é lá muita novidade, mas viralizou quando comediantes ocidentais descobriram a geringonça e com isso também descobriu-se a origem, digamos, não muito ortodoxa (veja esse vídeo da Rashida Jones para a Allure, por lá tem muitas outras ferramentas curiosas). Você já viu esse utensílio por aí? Pois bem, o Face Slimmer é item sensação entre as sul-coreanas, tudo para reduzir a flacidez facial através de exercícios com esse molde de silicone. Dizem que o produto de fato ativa e enrijece os músculos da região, garantindo um visual mais firme e combatendo as intempéries criadas pela gravidade. O que muita gente não sabe, é que o apetrecho também é comumente usado para outra função que, digamos, requer  exercícios à la Anastasia Steele e Christian Grey. Nos sex shops, o Face Slimmer  vem com um nome específico do universo bdsm e existe desde antes da preocupação da papada e região. Ambos os produtos são vendidos pela Amazon e Aliexpress na faixa de U$5-10 e cada um com seu vendedor e sua função, mas ainda tem aqueles, com um astuto tino comercial, que mostra a dupla função do produto, que tal? Apesar de ser mais uma popular ferramenta oriental na busca do tal do padrão, existem muitas resenhas positivas pela internet revelando que de fato o produto é eficiente e tonifica a musculatura de uma região que as mulheres se incomodam com a perda de tônus, tudo em 2 inocentes minutos diários. E vocês, usariam?  

    Leia Mais

  • 7 Looks: O bom e velho jeans!

    Bom dia segunda-feira, começando a semana fazendo uma ronda dos looks das celebridades nesse final de semana de sol no hemisfério norte. Em comum, um item: jeans! Quem sabe pode inspirar você também de alguma forma? Kourtney Kardashian é a sister mais estilosa, básica, clean, ligada nas modas, mas de acordo com seu estilo. O look  com um top tipo lingerie é a cara da temporada e o toque da camisa social – bem casual – deixa o look, digamos, menos literal. Da nova geração de its gringas, é bom ficar de olho na Kaia Gerber, filha da maravilhosa Cindy Crawford. A modelo segue discreta no novo momento e está sempre a bordo de looks fofos e ainda de acordo com sua idade. Outro dia eu vi uma blusa franzidinha e pensei “ish, essa moda super anos 00 vai voltar” e não é que além da Kaya, a Emily Ratajkowsli usou um look com brusinha assim similar? Vocês lembram dessas blusas assim enrugadinhas? Esqueci o nome, mas lembro bem #sdds E voltando à tendência do sutiã exibido, lembra que falei outro dia sobre? Eis Heidi Klum, soberana, mostrando que dá pra usar a trend, mas de maneira menos literal e ainda muito eficiente com uma blusa drapeada bem solta, que tal? Emma Stone, que anda sumida dos tapetes vermelhos, pois está às voltas de gravação de filme, pra reaparecer no tapete vermelho. O look é gracinha e foco total na sandália bloco, será que Emma também “não pode usar sapatilha” rsrs. Hilary Duff, usando um look totalmente usável… usaria tudo! Amo essa cor de calça, o scarpin e tô adorando essas blusinhas com choker acoplado. São 7 looks, mas trouxe uma dobradinha muito charmosa da Miranda Kerr com jaqueta jeans + floral! Seja com um vestido romântico ou uma saia fluida, alguém mais aí desejando o inverno pra apostar num look assim?

    Leia Mais

  • 11 Looks da Victoria Beckham por aí

    Victoria Beckham não tem o apelido de posh spice desde 1900 e bolinha à tóa! A cantora, empresária, estilista é estilosa desde sempre. Da geração Hervé Leger passando por um momento minimal, pode até não ser seu estilo, mas inegável que ela tem bom gosto e muita consistência na hora de se vestir. Com isso, merece entrar no nosso hall POR AÍ, vem comigo nesse tour recente de streetstyle. Seu estilo favorito consiste em muita alfaiataria, peças que parecem quem foram feitas sob medida pra sua figura petit, discreta e low profile. O look acima risca de giz é um raro momento, digamos, mais sexy e exibido. Cores vivas não são muito comuns no seu guarda-roupa, mas esse amarelo ovo estalado é bonito de se ver. Combo azul e laranja, adorei esse coloblocking discreto à la Vic. Esse é o look mais romântico que você vai ver na estilista. Vestido branco com estampa discreta e comprimento midi. A sandália nude é queridinha dela. Uma coisa mais gráfica e ainda no comprimento midi. O scarpin tipo meia (não sei o nome oficial, logo, inventei) é Stella McCartney e moda lá fora, já vi até genérico na Forever 21. Basiquinho num aerolook de Supreme Outro dia falamos da tendência do cinza xadrez e o dela tem uma pegada bem discreta e muito elegante, apesar da barra arrastando e limpando Londres inteira. Caramelo desidratado Amei essa combinação de cinza com vinho, pretendo adotar. Chiquérrima achei Pra fechar, um dos meus casais favorito de todos os tempos, se um dia eles se separarem talvez eu fique um pouco muito triste demais. Passado o momento tiete, uma dupla toda trabalhada no estilo e sinergia no amor e looks, tem como não ser fã? ++ PARA VER MAIS LOOKS POR AÍ DAS FAMOSAS, CLICA AQUI! ++

    Leia Mais

  • Filtro da vida real: O segredo das loiras gringas pra cor saudável!

    Alô loirinha, ô loirinha, a gente sabe mexer, mas taí uma coisa que a gente não tem e as loiras gringas saem na frente. Estava vendo o insta da Riawna Capri, cabeleireira e influenciadora digital, que cuida dos cabelos de Nina Dobrev, Julianne Hough e cia e ela compartilhou um produto capilar que eu desejei. E ela atribui o tal uso justamente a isso: loiro saudável! Filtro! Não aqueles do Instagram, mas um bom e velho filtro caseiro, mais especificamente um filtro para o seu chuveiro. A Raindrops é uma marca criada pela cabeleireira, que desenvolveu filtros com foco no cabelo bem cuidado e não só pra loiras, mas pra quem busca o tal do cabelo saudável. E Riawna conta que essa é a dica número 1 que dá pras suas clientes, claro. Acha que um bom creme ou tratamento é o suficiente? Adicione aí um bom filtro pra ajudar a resolver seus problemas capilares. Segundo a Raindrops, o filtro garante um cabelo livre de resíduos e depósitos minerais que o chuveiro normal despeja sobre nossas cabeças. Esses tais minerais causam quebra do fio e ainda um acúmulo de resíduos que muda não só a textura do fio, bem como a cor do cabelo. E a ideia do Raindrops é justamente purificar a água em um processo de filtração de 6 passos. A marca vende o filtro que você pode acoplar a qualquer chuveiro (e o refil pra trocar de tempos e tempos) e ainda uma versão mais poderosa que vem com chuveiro e tudo. Já li matérias de famosas contando que usam esse filtro no dia a dia e de fato muda não só o cabelo, mas a pele também. Vocês já repararam que quando vocês vão pra certos países, o cabelo fica mais bonito? Pois bem, a água do chuveiro local já é muito melhor que nossa água ~made in Brasil, então se elas precisam de filtro, imagina a gente! Aguardando um filtro capilar brasileiro, vocês comprariam?  

    Leia Mais

  • O apartamento da Naomi Watts em Nova York

    Sempre elegante e impecável nos tapetes vermelhos da vida, não poderíamos esperar nada de diferente do apartamento da Naomi Watts. A atriz abriu as portas de sua morada – com o ator Liev Schreber – para a revista Architectural Designer  e o local é sofisticado, aconchegante e com objetos de design na medida.  

    Leia Mais

  • A volta do colorblocking: Vermelho e rosa!

    Teclando sobre o verão, mas hibernando num inverno carioca abaixo de 20 graus! É que eu tô muito empolgada com essa nova estação e olha que eu não sou a pessoa mais veranesca que tem, mas tô achando que as modinhas da nova estação serão promissoras, especialmente no quesito cor! Todo lugar que vejo, só enxergo vermelho e rosa @stylecollective Uma publicação compartilhada por Por Thereza Chammas (@fashionismo) em Ago 16, 2017 às 2:56 PDT JavaScript is currently disabled in this browser. Reactivate it to view this content.

    Leia Mais

  • A Década Kardashian!

    Dizem que a cultura pop das celebridades morreu em 2009. Mas, se desde então não ouvimos mais falar tanto de Lindsay, Paris & Nicole, nessa mesma época começou a desabrochar uma nova geração de mulheres que rendiam capa, menos pelo fator loka-na-balada, mais pela simples existência na nova era selfie/digital. Fez-se as Kardashians! Esse ano o reality Keeping Up With the Kardashians comemora 10 anos de existência e as mulheres da família foram capa da prestigiada revista The Hollywood Reporter e nada de dicas de produtos, maquiagem ou relacionamento, o papo foi business e de como a família transformou esse universo digital de marketing, selfie, girl power e empreendedorismo. De personagens de um reality show num canal a cabo (eles também gostam de chamar de docusérie) a produtoras de uma megafranchise que é transmitida em 167 países, reúne 9 spinoffs (Take Nova York, Miami, Khloé e Lamar e até o mais recente, Life of Kylie), sem contar as empresas de moda, beleza, apps e as inúmeras parcerias com outras marcas. Trouxe uns highlights da matéria pra cá! DE QUEM FOI A IDEIA A polêmica começa por aí. Recentemente, em seu livro, Caitlyn Jenner disse que a ideia foi dela, “A casa está inundada na puberdade, repleta de jovens e com dois pais com estilos muito diferentes. Parece-me que há algo para a televisão”, versão que Kris obviamente rejeita. Ela fala “talvez alguém devesse lembrá-la de que o programa se chama Keeping Up With the Kardashians”. Oficialmente a ideia foi de Ryan Seacrest, ao ver o sucesso de Os Osbourne, ele buscou uma família até então não muito conhecida e, entre amigos em comuns, chegou na K-Family. A ideia original ia girar entre as 3 irmãs cuidando da loja Dash, mas logo se tornou um programa pra falar do dia-a-dia de todos. O QUE FEZ OS PRODUTORES SE ENCANTAREM? No auge do frenesi das celebridades, muito difícil se destacar entre o meltdown da Britney, as polêmicas de Lindsay e o frenesi de Brangelina. Sabe o que encantou os produtores e fez o programa sair do papel? Kimberly Noel Kardashian. Ela estava aparecendo um pouco como amiga da Paris, tinha o lance da sextape… e o que os produtores viram, “Ela tinha um visual que não era comum na tv. Ela não era super magra, era real, e isso poderia inspirar.” Viu como, mesmo sendo obviamente magra, houve de fato uma quebra de padrão e isso mudou com o tempo? Da loirinha herdeira Paris Hilton à morena ~exótica armênia desconhecida Kim Kardashian, foi bem por aí. O MOTE DO PROGRAMA Segundo Seacrest, “Vai ter brilho e glamour, mas vai ter honestidade e vulnerabilidade. Não serão apenas lindas imagens, teremos momentos reais e vulneráveis” E Kris acrescenta “Se formos participar disso, estaremos todas entregues, será um reality sobre a nossa realidade de fato”. E às vésperas de lançar, surgiram as primeiras ideias de nome:  “Kardashians: Krazy with a K”, “Living Kardashian”, “Krazy Kardashians”. O nome oficial veio por acaso, de tanto que a equipe estava… “Keeping Up With The Kardashians”, fez-se a franquia. AGRADEÇA AO TWITTER Pense 2007, quais redes sociais existiam? Certeza que a família não estava no Orkut, mas foi o famigerado Twitter (que muita gente acha que morreu, mas segue vivíssimo e poderosíssimo, me segue) que espalhou a palavra Kardashian e trouxe o lado mais vida real à família. Ryan então sugeriu que as meninas entrassem na rede social do passarinho pra estender o impacto que o programava causava na “2a tela” e que elas também compartilhassem um pouco mais de suas vidas de forma rápida, sem filtro e autêntica. E lá mesmo foi o termômetro que mostrou o surgimento do fenômeno. É bem engraçado pegar tweets antigos – à la Neymar – da Kim e cia. F-A-M-Í-L-I-A A entrevista seguiu entre as irmãs, Kris, Ryan e os produtores e algo em comum é notório: o senso de família unida. O que eu, particularmente, acho incrível nelas é essa união e força que elas passam umas as outras. É claro que o programa é editado, tem roteiros e narrativas, mas a gente sente que há amor e apoio entre eles, até mesmo com os agregados (vide o relacionamento com o Scott e o apoio dado ao Lamar). E eles atribuem muito da longevidade do programa a esse fator, pois no final das contas, entre altos e baixos, é uma família contando história, seja com muito glamour ou invenção de moda, no final das contas eles são família e com tantas cifras e egos envolvidos, eles seguem forte. Foto 1 de 10 E além do recheio, fotos lindíssimas das irmãs nessa cartela crua e exposta, comc erteza tem um significado por trás disso. Adorei saber esse lado b do programa e como elas se reinventaram e, de fato, trouxeram um novo comportamento à industria das celebridades. Seja selfie, nudez e publipost, impossível falar dessa última década digital sem traçar um paralelo com a família Kardashian, isso é mérito puro.      

    Leia Mais

  • Onde comprar Protetor Solar

    Voltamos com mais uma edição do #OndeComprar! Depois de compartilhar dicas de stick de contorno, vamos para um assunto sério: filtro solar! Pedro Bial não fez aquela canção à tóa, é preciso usar filtro solar! E não só se besuntar de Sundown na praia, mas no dia a dia, na vida real. Você sabia que até pra ficar em casa de frente pro computador é preciso de filtro solar? Pois é. Daí eu fiz uma seleção democrática de alguns que uso e também recorri às leitoras no #MelhoGrupo pra saber o que o pessoal tem usando e então fazer uma lista definitiva. Vem comigo! AVÈNE | VICHY | LA ROCHE-POSAY | ISDIN | BIODERMA | ROC | LANCÔME | EPISOL FAVORITOS/BESTSELLER Eu intercalo entre dois favoritos, o da Avène e o Capital Soleil da Vichy, ambos funcionam bem na minha pele que é mista, pois eles tem boa cobertura, não melecam e absorvem rápido (importante). E os dois foram dos mais falados na escolha das meninas, dois clássicos da proteção solar diária. Junto aos favoritos, o Anthelios Airlicium da La Roche-Posey, outro queridinho e com proteção solar variada. REVELAÇÃO E eis um produto que não conhecia, mas foi tão falado entre as meninas que fiquei curiosa! O Fusion Water da Isdin foi muito bem recomendado por se tratar de um protetor leve, com boa textura e que seca rápido, fiquei bem surpresa. Outro queridinho e que não conhecia é o da Bioderma, mais um que foi recomendado por ser sequinho e ter uma boa cobertura, praticamente um “pó líquido”, pra quem se incomoda com certas texturas, parece ser duas boas opções mais secas. VALE FICAR DE OLHO Outro produto bastante popular no quesito proteção é o Minesol da Roc, versão gel e com fácil absorção. Agora um produto que eu amo e já surrupiei muito da minha mãe – é o favorito dela – é o Expert Shield da Lancôme, eu sou muito incomodada com cheiro de protetor e esse foi o primeiro que usei justamente por isso, você nem sente que é protetor. Por fim, outro queridinho e bem recomendado entre as leitoras e feito no Brasil, é o Episol Color, tem alta cobertura, não tem cheiro e ainda uma boa variedade de cores. ADCOS | PROFUSE | SHISEIDO | AVÈNE Agora um tema que eu amo, na realidade acho que é meu favorito, é o futuro! Protetor solar em pó/compacto! Acho tão melhor de passar e tem a melhor função: retocar o protetor. Quem nunca passou protetor de manhã, precisou retocar horas depois e como faz com a maquiagem? Tira? Daí que entra uma versão pó, acho que é uma boa solução. O que eu mais uso é o Pó da Adcos, apesar de caro, uma camadinha com FPS50 já ajuda na proteção. O Ensolei da Profuse também é ótimo e versão cremosa com base. O da Shiseido é um clássico e esse da Avène estou doida pra testar, a contar pela qualidade da marca no segmento, é uma boa dica e com preço razoável. E como é a rotina de proteção solar de vocês? Quais produtos usam?

    Leia Mais

  • 9 dicas de restaurantes em Nova York

    Depois de falar de marcas de beleza na cidade, agora vamos à minha parte favorita: comida! Taurina, né mores, eu geralmente vou com uma lista de 30 ou 40 restaurantes pra conhecer, ok que na vida real isso é impossível, mas o que vale é a intenção e o post com dicas de restaurantes em Nova York! No início do ano falei sobre novidades gastronômicas da cidade nesse post aqui, mas agora selecionei 7 lugares que fui e amei! Lembrando que é sempre importante fazer reserva, todas as minhas faço pelo Open Table e funciona muito bem. VANDAL Esse foi o restaurante que escolhi pro meu aniver. O Vandal é um mix de restaurante com baladinha, música boa de se ouvir e tudo numa espécie de galeria de arte. O restaurante é enorme e em cada salão uma decor diferente e tudo com temática artsy. A comida é street food sofisticada, tapas e comida oriental, bom de ir pedindo e se fartando. Ótimo pra jantar entre amigos! {199 Bowery | Lower East Side} $$$$ CITY VINEYARD Gosta de vinho? Mesmo se não gosta, precisa conhecer esse novo point da cidade. O City Vineyard é um bar restaurante que fica às margens do Hudson River e debruçado sobre o Financial District, ou seja, pense na vista! E não só o visual, mas os frequentadores tem mais essa vibe local e isso deixa tudo muito legal. Vale ir ao happy hour e ver o pôr-do-sol. É importante reservar, mas caso não consiga, é possível beber bons drinks no bar. Imperdível! {233 West Street | Tribeca} $$$$ LOCANDA VERDE Robert de Niro é um dos donos desse restaurante italiano incrível e super badalado. Foi uma das melhores massas que comi na cidade, o ambiente é incrível, super chiquezinho, mas com aquela atmosfera descomplicada. Pra quem gosta de cruzar com um famoso ou ainda comer como um local, é uma excelente pedida! {377 Greenwich St | Tribeca} $$$$ OLIO E PIÚ Mais um italiano imperdível! Ele fica numa esquina super badalada do Village. Ele tem uma decor fofa e vale a pena ficar na varanda vendo o povo passar. A comida é mais típica do sul da Italia, mas remete cada delícia de todos os cantos do país. Recomendo um almoço ou brunch de final de semana. {3 Greenwich Ave | West Village} $$$$ CASA MONO/BAR JAMÓN Não conheço muitos rests espanhóis na cidade, mas o Mono me foi bem recomendado (ele tem 1* Michelin). Ele é bem mini, aconchegante e comida autoral, que mescla os clássicos do país, com boas surpresas. A carta de vinho é enxuta e certeira. É uma boa sugestão romântica e que ainda pode estender pra mais umas tacinhas de vinho no Bar ao lado (o Jamón, do mesmo dono). {125 E 17th St | Gramercy} $$$$ LUPULO Esse foi o restaurante que mais fui durante a viagem, pois ele ficava ao lado do meu hotel (postei sobre o Hyatt House aqui). O Lupulo é um restaurante português de um chef super renomado na cidade, o ambiente é super contemporâneo e a comida deliciosa típica do país, mas com toque moderno. Menção honrosa pra carta de vinhos e as diversas torneiras de cervejas. Boa sugestão pra quem tiver em meio às compras da Herald Square e quiser comer bem. {835 6Th Ave | Chelsea} $$$$ BOUCHERIE Lembram do Pastis? O icônico restaurante não existe mais, mas seu então chef abriu recentemente no West Village o Boucherie. Sua especialidade é carne e tudo da clássica culinária francesa, numa versão mais contemporânea americana. O rest é novo e super badalado, ótima sugestão para um jantar especial! Salivo só de lembrar desse jantar. {99 7th Ave S | West Village} $$$$ LE DISTRICT Pense na versão francesa do soberano Eataly. O Le District abriu há pouco no Brookfield Place e é uma excelente opção de almoço pra quem estiver pela região. Além do mercado clássico, é possível comer todo o tipo de gastronomia francesa e o bar ainda tem um happy hour com vinhos com excelentes preços. Vale muito a visita pra quem gosta desse universo. {225 Liberty St} $$$$ MURRAY’S CHEESE BAR Gosta de queijo? Então anote essa dica preciosa! O Murray’s é a extensão do super clássico mercado de bairro do mesmo nome e é um bar super descolado, sem muitos turistas e com uma carta incrível de vinhos e cervejas! Tem centenas de opções de queijos – alguns que você nunca ouviu falar – e você pode montar sua tábua com frios e quitutes delícias. Eu poderia morar nesse lugar. {264 Bleecker St | West Village} $$$$ Gostaram da seleção! Aguardem que ainda teremos mais posts da temporada Nova York!

    Leia Mais

  • Problematizando o termo anti-idade (e a capa mais bonita do ano!)

    Outro dia conversamos sobre a idade que temos e a pressão da sociedade em nos empurrar a juventude como objetivo de vida, quando deveria ser justamente o contário (a meta é ser velhinha, afinal, sinal que vivemos muito rs). Eis que ontem me deparei com a capa da Allure que não só nos premiou com a maravilhosa Helen Mirren, como trouxe um debate válido. Já disse aqui várias vezes que a Allure é minha revista favorita. Ela é de beleza, mas tem moda, comportamento, pra mim é o guia da mulher antenada e interessada nesse universo, mas sem afetação ou pretensão. E a capa de setembro – a principal edição do ano – vem pra quebrar paradigmas, afinal, quantas vezes a gente vê uma mulher de 72 anos esfregando na capa suas rugas, histórias e muita inspiração? O recheio está igualmente lindo. E além da entrevista, na qual Helen fala da sua relação com Hollywood, feminismo e como é envelhecer sabendo tirar proveito disso, um manifesto me chamou a atenção. O fim do termo anti-idade. Como uma revista de beleza vai deixar de falar uma palavra tão comum? Como vão parar de dar dicas de produto anti envelhecimento, muitos deles bancados por patrocinadores? A revista não vai propor que as pessoas parem de usar produtos com essa finalidade, pelo contrário, eles vão continuar indicando, falando, só sugerem a mudança da nomenclatura, simples assim. “Queiramos, ou não, estamos sutilmente reforçando a mensagem de que o envelhecimento é uma condição e que precisamos lutar contra ele”. Né? E sigo citando a editora da Allure, Michelle Lee, “Se tem algo inevitável nessa vida, é que ficaremos velhos. Cada segundo. Cada minuto. E mais, muitos de nós não teremos a oportunidade de envelhecer. Com isso, ficar velho é algo incrível e significa que tivemos a chance, todo o dia, de viver uma vida feliz, simples assim.” Né?? Já contei pra vocês que minha nova idade me deixou um pouco mais reflexiva (ou sensível, rs)  com esse tema e essa questão, digamos existencial. Ao mesmo tempo que tenho 9 produtos de skincare na minha cabeceira que uso antes de dormir (e eu amo essa rotina), tenho pavor de agulha e nunca me arrisquei em nada mais ousado, apesar de ter vontade. Junto a tudo isso, esse tema tem me chamado muito mais atenção que 1 ano atrás. E ver um manifesto de uma revista do porte da Allure nos faz simplesmente parar pra pensar e ao menos quebrar uma condição automática e totalmente enraizada na nossa rotina, envelhecer é ruim? Sem hipocrisia, a idade chega e surgem problemas, é natural, mas é importante rever conceitos e até estigmas que só trazem mais peso pra nossa luta diária de aceitação. E a revista segue falando sobre o peso da tal da ANTI-IDADE, junto a ela vem expressões que deveriam ser banidas ou, ao menos, revistas: “ela parece ótima para a idade que tem”, “ela é linda para uma senhora de idade”. Isso é tão automático, quem nunca pensou ou até mesmo falou algo parecido? Tipo aquela história que falei da Sandy, 34, estar “conservada”. No lugar disso, a revista sugere substitutos: “Ela está ótima”, “Ela é linda”. E a Allure finaliza, “Parabéns às marcas que já refletiram sobre o termo, e quem ainda não o fez, sabemos o quão é difícil rever embalagens e o marketing de todo um produto, mas essa conversa precisava ser iniciada para haver a mudança e celebração da beleza de cada idade”. E a própria Helen conta que já teve essa conversa com a L’Oréal (marca na que ela é uma das  embaixadoras) e eles já estão em processo de rever esse conceito. Achei bacana! Eu achei tão incrível e certeiro da Allure propor essa mudança e só prova que com o tempo temos questionado hábitos e caminhando pra uma mudança positiva e um mundo mais fácil de se viver! E vocês, já pararam pra pensar no termo anti-idade? A gente quer sim creminhos e afins, mas e o peso da palavr? Sei que muita gente pode achar até exagero, mas são esses detalhes que desenham um novo momento e no futuro a gente olha pra trás e acha transformador.  

    Leia Mais

  • Uma cobertura super feminina e aconchegante no Soho

    Sabe aquele apartamento mobiliado que a gente entra pra visitar e aceitaria morar sem tirar nem pôr nenhum móvel? Bom, essa é a minha relação imaginária com esse apartamento em Nova York! É muito lindo, é discreto, mas com personalidade, é confortável, tem objetos de design, tem alma, só falta me ter, rsrs. Vem nesse tour.   essa poltrona! já vejo todas as minhas maquiagens adoravelmente entulhadas nessa bancada! Ficaria aí olhando pro “nada”

    Leia Mais

  • Eu não posso mais usar sapatilha!

    Outro dia recebi um diagnóstico do meu ortopedista: eu não posso mais usar sapatilha! Justo eu, a rainha da sapatilha :o Bom, não é tão radical assim, eu até posso, mas tenho que reduzir o uso drasticamente, e eu explico o motivo. Tenho pé cavo. Isso é o oposto do pé chato, ou seja, possuo o arco plantar excessivamente alto. Na prática, é uma redução significativa na área da planta dos pés, cuja função é dar apoio, com isso, eu acabo forçando mais o tendão do calcanhar e adjacências, sabe quando um elástico puxa muito? Quando era mais nova e descobri esse fato – que é super comum – meu médico mandou eu usar uma mini palmilha pra me dar mais conforto e fazer menos esforço, mas quem disse que usei? Usei pouco, daí com o tempo a dor foi ficando mais incômoda, até nessa última viagem que fiz pra NY ter sido cansativa além da conta. Eu não sou lá a pessoa mais atlética do mundo, desde o ano passado tenho feito exercícios regularmente, mas quando eu viajo, eu ando como se fosse uma peregrinação, eu ando muito, e nessa viagem usei e abusei da sapatilha, ou seja, doeu e me incomodou. Daí que ao voltar ao médico, ele mandou eu reduzir bastante o uso e focar em saltinhos pra descansar um pouco meu tendão de fazer esforço. Onde a moda entra nessa? Saltinhos! Tenho buscado mais e mais saltos baixos, médios, pois os vertiginosos eu já tenho (mas nem uso tanto). No final das contas, achei até um bom alerta, afinal, confesso que estava um pouco preguicosinha de subir no salto, mas chegou a hora de investir em saltos médios e, ainda bem, o mercado tá cheio de opções super legais! 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 Como o meu momento #saudismo, pode ser o seu momento salto médio, fiz uma seleção de modelos fofos! Muita gente acaba associando esse tamanho de salto a sapato de vovó, mas então as vovós estão estilosas, porque o modelo tá super na moda, numa pegada parisian girl. Já falei das slingbacks da Chanel e Dior e agora tem um mundo de versões tropicalizadas e charmosas, que tal? É aquele tipo de salto que te inclina na medida do sucesso, sem você precisar subir no palanque! Bom, depois desse momento íntimo e pessoal da minha anatomia rs, fica a dica de um modelo chiquezinho e charmoso, curtem?

    Leia Mais

  • Os Looks do Teen Choice 2017

    Talvez melhor que o calendário, o Teen Choice Awards 2017 me trouxe uma realidade: tô velha! O evento, que reúne os jovenzinhos da tv/cinema/música, estava recheado de novos talentos e, confesso, a grande maioria mal sabia quem era (e olha que eu costumo gostar de um guilty pleasure juvenil). Mas deu pra reunir alguns talentos e os looks destaque da noite, vem comigo nessa análise sincera. Um minuto de defesa para o Fifth Harmony. É muito difícil de se vestir quando se anda em bando e as Spice Girls tão aí pra nos comprovar. Mas eu acho esse look uma evolução. É coeso (vejo um tema minimalista em comum), é atual, é de acordo com o evento, é simpático. Talvez trocaria o sapato da Dinah e faria a bainha da Lauren, de resto, busque analisar individualmente, não é tão ruim, é bom. Renee Bargh, não te conheço (fiz meu trabalho e joguei no google, ela é tv host australiana), mas eu gostei do seu look. O vestido é a cara do verão e mostra que esse listradinho-social segue com tudo. É um look atual, despretensioso e até a sandália transparente eu gostei. Victoria Justice foi uma das minhas favoritas da noite. Achei esse macacão dramático e bonito, ela sempre opta por looks com uma pegada mais fashionista e esse deu super certo. Eu gosto da proposta do look da Rita Ora, mas a execução não deu muito certo. Rolou uma confusão ali no wrap do dress e esse topete amarelo, sei lá. De resto, achei bem intencionado até. Zendaya sempre acerta no tapete vermelho, mas dessa vez ela resolveu ir discreta e confortável. Sim, um macacão listrado é discreto e confortável pra ela. Lucy Hale é uma gracinha, sempre gosto dos seus looks, mas esse… não sei se amo. É um vestido simpático, mas faltou liga, sei lá, achei a sandália sem graça, os acessórios num todo não funcionaram. Gostei da maquiagem. Pra finalizar, Baby Viii Vanessa Hudgens sempre gata e com um doguinho, tem como não amar? Bom, eu não entendi muito bem o cavalo da calça, acho que deixou o look – que teria tudo pra dar certo – desproporcional. Pequeno detalhe, mas que fez a diferença. Qual foi seu favorito da leva?  

    Leia Mais

  • 11 Looks da Reese Witherspoon por aí

    Outro dia postei que a Reese Witherspoon ia salvar as comédias românticas e, enquanto esse dia não chega, vamos nos deliciar com seus adoráveis looks? Uma coisa meio Elle Woods vivendo em Monterey?! Reese tem um estilo bem marcante, é super feminina, adora vestidos, estampas e peças românticas. Aliás, tudo isso é traduzido na sua marca própria (a Draper James, postamos aqui), na qual ela levou seu dna de mulher sulista, simples, mas com essência e muita personalidade. E pouco vemos Reese com marca x ou bolsa y, taí uma boa garota propaganda da sua marca, tá certíssima! Jeans, xadrez, palha e uma anabela, super Reese Peças floridas, mais jeans e uma botinha pra compensar Reese saber ser mais basiquinha, mas sempre alinhada, combinandinha, fofinha e romantiquinha. Excesso de inha pra provar que a atriz é uma gracinha. Combo favorito do jeans + estampa (listras, no caso) e uma bolsa de destaque. Super casual Essa saia rodada de flamingo! Tá gritando Reese! Repara que as bolsas são sempre grandonas e sempre de sua marca, o chaveirinho indica “Totes Y’all”. No friozinho elegante, mas ainda combinandinha! Essa é a filha da Reese! Seguindo os passos da mãe literalmente e em todos os sentidos. Nunca vi a perpetuação de um dna sendo feita de forma tão fidedigna, parabéns aos envolvidos. E chuva de estampa e fofura, tem como não ser adorável?!  

    Leia Mais

  • Um apartamento todo preto pretinho!

    Atenção emogóticas, esse apartamento é pra vocês! Esqueça tudo de fofo que já viram no Pinterest, os apês nórdicos e os 50 tons de millenial pink, olha esse apartamento da fotógrafa Patti Robbins localizado em Londres. Eu tô bem impactada!  

    Leia Mais

  • Investindo na bolsa: edição Brasil 2017!

    A tag #QuerPagarComo é uma das mais pedidas do Fashionismo e consiste na gente fazer aquele comparativo esperto de onde comprar uma ~it-bag mais barato, seja em dólar, euro ou real mesmo. Essa tag surgiu com o dólar a R$1,99, ou seja, eram tempos mais razoáveis, sem crise, enfim, saudades 2012, volta! Depois disso o dólar foi subindo e até mesmo nossa consciência e foco se transformando, daí a tag sumiu! Mas agora, apesar do cenário político instável e assustador, mas com o dólar dando aquela caidinha de leve, a gente gastando menos com tranqueirinhas, enfim, sempre me pedem pra fazer um novo apanhado de bolsas grifadas e que vão um pouco além do budget. É inegável que uma bolsa de qualidade (ok, marca) é algo que dura muito e, pra quem gosta desse universo, vale a pena. Antigamente o foco era na próxima viagem, mas hoje em dia muitas dessas marcas tem não só loja física, mas também podemos encontrar online por aqui e sempre com um preço competitivo com a moeda de origem. Com isso, fiz um #InvestindonaBolsa só com marcas gringas e que podemos comprar online (nesse quesito, a Farfetch é sumidade no assunto e ainda parcela rs) e o limite é R$4.000, vai que você juntou um dinheiro, tem o ir, fgts, sei lá, você acha que você merece e pode. Vem comigo! PROENZA SCHOULER R$3.920 | GUCCI R$3.870 | EMPORIO ARMANI R$2.850 | TORY BURCH R$2.120 | MARC JACOBS R$1.990 | RED VALENTINO R$3.120 | COACH R$1.698 | MICHAEL KORS R$1.300 | MANSUR GRAVIEL R$3.720 | SEE BY CHLOE R$1.960 Como uma boa bag lover, confesso que compraria todas! Gosto de bolsa colorida, diferente e, a melhor parte, sempre quando é uma cor fora do óbvio, ela costuma ser mais barata que uma tradicional preta, por exemplo. Dentre a seleção, foco na mini PS1 da Proenza Schouler, bom tipo de bolsa pra quem é modernete, mas ainda discreta, já que não tem logomania. A Gucci Soho é um clássico e esse preço é um achado. Se você é uma mulher elegante e quer uma bolsa um pouquinho maior, essa Armani é lindíssima e que cor bonita! Já a Tory Burch é elegantíssima, super clássica, tem um quê de Birkin, mas com alguns dígitos a menos rs. Para os entusiastas de Marc Jacobs, esse modelo é lindo e super utilitário. Pra quem gosta de uma estrelinha, a Red Valentino tem modelos lindos. Outra bolsa sensação que todo mundo ama – e tem em várias cores – é essa da Coach. Já para as entusiastas de Michael Kors, achei esse modelo uma graça. Por fim, Mansur Graviel e uma bucket bag clássica e a versão See by Chloé pra quem gosta da marca francesa. YSL R$3.620 –  R$3.280 – R$3.420 | GIVENCHY  R$3.660  –  R$2.500 Opa, por falar em França! Olha essa seleção da YSL e Givenchy, sério eu usaria toda e qualquer bolsa dessas. A blogger bag é lançamento e um xodó, tenho uma parecida deles e uso muito, até durante o dia e acho essa cor dourada quase neutra. Já pra quem gosta de espaço, a versão Tote azul Mondrian é ótima. Pra fechar, a Loulou vinho é uma lindeza, quero. Já na Givenchy, essa preta e branca é uma graça, bem como a Clutch logomania pra quem gosta de versão menor pra sair à noite, lá tem vários outros modelos nessa faixa de preço. E vocês, tem investido na bolsa e buscado modelos mais razoáveis e agora aqui no Brasil?!

    Leia Mais

  • A vaidade foi longe demais? Conheça o coquetel de vitamina na veia

    Você é vaidosa?! Bom, esqueça todo e qualquer procedimento estético que você conhece, acho que esse superou. Obviamente envolve polêmica e questionamentos, afinal, qual é o limite da vaidade? Tenho visto pelo stories algumas celebridades (a última foi a Steph Shep) no soro, isso mesmo, no soro, só que não no hospital, mas num local casual, num dia qualquer. Como boa curiosa, fuxiqueira, investigadora que sou, fui desvendar e mistério e logo abriu-se um novo universo (que talvez eu neeem queria ter conhecido) de vitamina na veia. Os IV Drip spa ou os Injection Bar, do que se trata? Explico. São lugares que desenvolvem um coquetel à la carte e customizado de vitaminas e injetam direto na sua veia. Você pode tá querendo se curar de uma ressaca, acabar com o jet-leg, evitar uma gripe, repor uma vitamina no seu corpo, tem de tudo. Existem clínicas de tratamento exclusivas para esse tipo de tratamento e muitos spas que já colocaram em seu cardápio esse tipo de procedimento, o negócio é uma febre lá fora e já foi recomendado por famosas como Rihanna, Chrissy Teigen e Gwyneth Paltrow. O que os profissionais garantem é que, diferente de comprimidos de vitaminas que perdem muito de sua absorção durante a ingestão, o tratamento intravenoso é mais eficiente e poderoso, pois seu sangue recebe na hora uma alta dose de vitaminas, minerais e aminoácidos, tudo a gosto do freguês. O tratamento garante um aumento de energia, imunidade, melhora seu humor, sono, pele, tudo em meia hora, 500ml e resultando instantâneo. Dentre os tratamentos, é possível encontrar shots de vitaminas como: L-Carnitina (reduz colesterol, pressão sanguínea), Biotina (pra quem sofre com perda de cabelo), Vitamina B6 (ajuda na perda de de peso, aumenta serotonina), Vitamina B12 (acelera o metabolismo), Vitamina B (melhora energia e imunidade), Vitamina C (Cuida da pele e evita gripe), esses pontuais custam na faixa de U$25. Ainda existem tratamentos com mix de ingredientes que tem função múltipla, tais como: Coquetel de vitaminas anti-cansaço; Hidratação; Antiidade; Detox; Ressaca (bestseller); Enxaqueca; Jet-Lag e outros tratamentos que podem ser customizados de acordo com a necessidade vigente. Entre spas espalhados por todo o país, um dos mais famosos é o Le Jolie, em Los Angeles (dizem que é o favorito das Kardashians), ele tem uma decoração moderninha e que nem faz parecer que você está passando por um procedimento invasiso. Muitas pessoas realizam festa da vitamina, tudo pra ficar vitaminada em conjunto, é mole?! As clínicas contam com médicos que avaliam a sua necessidade e enfermeiras, que aplicam e acompanham toda sua curta estada, ainda é possível receber o IVDrop no conforto do seu lar. E logicamente o tratamento é polêmico, enquanto muitos médicos recomendam justamente por se tratar de um tratamento eficiente e de alta absorção, outros afirmam que o ideal é manter uma rotina saudável de exercícios e alimentação, sem precisar recorrer a tratamentos mais invasivos. Eu fico um pouco chocada, mas impossível não reconhecer que não deixa de ser uma ideia atraente pra muitos. E vocês, já tinham ouvido falar, fariam? Alguma leitora médica pode opinar, apoiar ou questionar?!

    Leia Mais

  • A vaidade foi longe demais? Conheça o coquete de vitamina na veia

    Você é vaidosa?! Bom, esqueça todo e qualquer procedimento estético que você conhece, acho que esse superou. Obviamente envolve polêmica e questionamentos, afinal, qual é o limite da vaidade? Tenho visto pelo stories algumas celebridades (a última foi a Steph Shep) no soro, isso mesmo, no soro, só que não no hospital, mas num local casual, num dia qualquer. Como boa curiosa, fuxiqueira, investigadora que sou, fui desvendar e mistério e logo abriu-se um novo universo (que talvez eu neeem queria ter conhecido) de vitamina na veia. Os IV Drip spa ou os Injection Bar, do que se trata? Explico. São lugares que desenvolvem um coquetel à la carte e customizado de vitaminas e injetam direto na sua veia. Você pode tá querendo se curar de uma ressaca, acabar com o jet-leg, evitar uma gripe, repor uma vitamina no seu corpo, tem de tudo. Existem clínicas de tratamento exclusivas para esse tipo de tratamento e muitos spas que já colocaram em seu cardápio esse tipo de procedimento, o negócio é uma febre lá fora e já foi recomendado por famosas como Rihanna, Chrissy Teigen e Gwyneth Paltrow. O que os profissionais garantem é que, diferente de comprimidos de vitaminas que perdem muito de sua absorção durante a ingestão, o tratamento intravenoso é mais eficiente e poderoso, pois seu sangue recebe na hora uma alta dose de vitaminas, minerais e aminoácidos, tudo a gosto do freguês. O tratamento garante um aumento de energia, imunidade, melhora seu humor, sono, pele, tudo em meia hora, 500ml e resultando instantâneo. Dentre os tratamentos, é possível encontrar shots de vitaminas como: L-Carnitina (reduz colesterol, pressão sanguínea), Biotina (pra quem sofre com perda de cabelo), Vitamina B6 (ajuda na perda de de peso, aumenta serotonina), Vitamina B12 (acelera o metabolismo), Vitamina B (melhora energia e imunidade), Vitamina C (Cuida da pele e evita gripe), esses pontuais custam na faixa de U$25. Ainda existem tratamentos com mix de ingredientes que tem função múltipla, tais como: Coquetel de vitaminas anti-cansaço; Hidratação; Antiidade; Detox; Ressaca (bestseller); Enxaqueca; Jet-Lag e outros tratamentos que podem ser customizados de acordo com a necessidade vigente. Entre spas espalhados por todo o país, um dos mais famosos é o Le Jolie, em Los Angeles (dizem que é o favorito das Kardashians), ele tem uma decoração moderninha e que nem faz parecer que você está passando por um procedimento invasiso. Muitas pessoas realizam festa da vitamina, tudo pra ficar vitaminada em conjunto, é mole?! As clínicas contam com médicos que avaliam a sua necessidade e enfermeiras, que aplicam e acompanham toda sua curta estada, ainda é possível receber o IVDrop no conforto do seu lar. E logicamente o tratamento é polêmico, enquanto muitos médicos recomendam justamente por se tratar de um tratamento eficiente e de alta absorção, outros afirmam que o ideal é manter uma rotina saudável de exercícios e alimentação, sem precisar recorrer a tratamentos mais invasivos. Eu fico um pouco chocada, mas impossível não reconhecer que não deixa de ser uma ideia atraente pra muitos. E vocês, já tinham ouvido falar, fariam? Alguma leitora médica pode opinar, apoiar ou questionar?!

    Leia Mais

  • A onda do terninho cinza xadrez

    Quando num curto espaço de tempo muitas celebridades usam um determinado item fashion, já pode conjecturar tendência. E assim podemos conclamar terninho cinza xadrez como tal, vem comigo nesse tour interessante. Tudo talvez meio que tenha (re)começado com ela, Cara Delevingne, na première de Valerian e esse look rock n’roll pós happy hour em wall street. A atriz usou e arrasou no look que é a cara dela, e a cara da temporada. Logo depois disso muitas outras famosas entraram na onda, veja só! Sophia Bush, Cate Blanchett e Bella Hadid charmosas e com toque feminino da blusinha branca e decote. Rihanna foi toda trabalhada nas sobreposições, Victoria Beckham seguiu com seu signature look, uma coisa meio tomboy british. Por fim, Priyanka Chopra numa versão sexy desconstruída. Em comum a todas, o rolo do pano xadrez cinza e tudo nesses últimos dias. Ainda no mesmo metro do xadrez, Kourtkney Kardashian e Phoebe Tonkin também recentemente apostaram no material, mas numa versão mais verão. Enquanto uma foi de shortinho e botinha, outra apostou no conjuntinho e tênis branco, adorei os dois looks. Momento bônus com Bella Hadid e mais uma versão xadrez, mas nesse caso, foco no sapato! Tinha amado a mule até descobrir que era made in Brasil, modelo lindo da Schutz que tem branco,  bege e preto e nem custa os olhos da cara (bom, depende do ponto de vista)! JavaScript is currently disabled in this browser. Reactivate it to view this content. E pra quem busca uma estampa hit que ainda pode ser usado nesse inverno, mas também no verão, vale variar do fenômeno vichy e apostar num bom e velho e renovado xadrez, que tal?    

    Leia Mais

  • 10 Lojas de Lingerie Online

    Vamos falar de lingerie? Taí um assunto que ganhou ares de look do dia oficial e o último post é um pouco prova dessa onda. Se antes ela ficava escondida e a gente focava numa ocasião especial, agora elas andam mais exibidas do que nunca, mas sem perder a função de look íntimo pra gente se sentir bem, bonita, poderosa, simples assim e taí uma peça de vestiário que tem esse poder. E se outro dia teve post com 10 lojas online pra comprar objetos de decoração, vamos à seleção de loja de lingerie online? Loungerie: Super clássica, quem não conhece? Praticamente nossa VS made in Brasil, sempre com peças sexies, mas básicos indispensáveis. Foco no sutiã com modelagem bem variada e que vai além do trivial. Hope: Outra marca clássica quando o assunto é lingerie, eu ainda tenho um carinho especial, pois a Hope foi a primeira marca parceira do Fashionismo, isso lá em 2010, então se uma marca acredita em blogs assim desde sempre, terá o meu amor. E eles seguem implacáveis em lingerie para todo o estilo e ocasião, adoro comprar um bom básico por lá. Verve: Mais uma tradicional no quesito, conheço a Verve há muito tempo e adoro suas coleções, especialmente a Homewear, roupa gostosinha pra ficar em casa (quem tem home office sabe que é difícil manter a dignidade). Recco: Outro dia fiz post exclusivo sobre a Recco e me impressionei com seu e-commerce com uma grande variedade de peças, sério mesmo, eles tem uma variedade absurda e não só de modelos, mas uma grade bem democrática. Adoro os bodies deles pra usar na vida real. Intimissi: Acho o nome tão chique e ainda tem a Grazi Massafera de garota propaganda rs, adoro essa pegada italiana sexy rendada. No início achava que a marca era caríssima, mas não, tem umas peças razoáveis e belíssimas. Valisère: Se tem uma marca que disseminou a moda dos bodies rendados no look, foi a Valisère. Eles tem modelos lindíssimos, vale cade centavo (alguns são muito$). Plié: Pra mim é o lugar pra comprar aquela lingerie utilitária, pra colocar sob vestido de festa, disfarçar uma coisinha ali ou acolá. Eles tem corset, cinta modeladora e outros modelos imprescindíveis no nosso guarda-roupa íntimo. Renner: A gente adora uma loja de lingerie, mas nada como a boa-e-velha Renner pra você comprar aquela lingerie de algodão, confortável, gostosinha pro dia a dia. Também adoro os pijaminhas deles, baratinhos e bonitinhos. Amaro: Ainda no quesito fast fashion, a Amaro tem uma seleção bonita de lingeries inspireds naquela pegada For Love and Lemons e todas com bom preço. Janiero: Por falar nessas marcas gringas, a Janiero é uma boa opção nacional de peças mais ousadas e poderosas, ótima praquela ocasião especial. Gostaram da seleção? Se conhece outro ecommerce no tema, compartilha aqui!

    Leia Mais

  • A casa da Ellen Pompeo em Los Angeles

    Fãs de Grey’s Anatomy? A atriz Ellen Pompeo abriu as portas de sua casa em Los Angeles para a revista Architectural Design e veja cliques exclusivos de uma casa bucólica, aconchegante e muito charmosa!

    Leia Mais

  • Trend Alert Verão 2018: Top, sutiã, biquini!

    Bota essa sirene pra tocar muito alto, pois esse alerta de tendência é forte, fortíssimo, é a cara do verão. E se você já não aguenta mais o inverno e suas roupas de frio (que nem foram lá muito usadas nessa estação), se prepare pois na próxima temporada, as barrigas ficarão meio que de fora. Whaat?! Isso mesmo! Se o cropped te aterrorizou e a lingerie aparecida foi um alerta, essa nova tendência é um mix de tudo isso, mas calma, ela pode ser até democrática. No ano passado, logo após a NYFW, fiz nosso tradicional Report de tendências e comentei que entraríamos na era do biquini aparente! Se você foi jovem – e saidinha rs – no ínicio dos anos 00, vai se lembrar que nessa época a gente usava biquino no look do dia, não tão obviamente como agora, mas numa blusa mais decotada ou camisa menos abotoada.  Pois bem, a ideia agora retorna e kulpa de kem? Sim, das Kardajenners todas! Essa fotos acima são só na história recente e mostra que a família levou a sério a tendência e tá colocando o abdómen pra jogo. O que difere essa tendência da lingerie aparecida vigente? Essa pode até ter algo na pegada lingerie, mas basicamente funciona com tops mais lisos e sem renda, seja na versão triângulo, retângulo ou simplesmente aqueles tops de academia, versão glamour. É a moda esportiva seguindo fortemente, mas fashionisticamente. Ah, mas nas Kardashians é tudo muito exagerado, cafona, vulgar……… Charlize Theron, você quer?! Nas últimas semanas, bem como as sisters, a atriz usou dobradinha de top Dior no tapete vermelho do seu novo filme. E vai dizer, ficou gata! Tudo muito bom, tudo muito bem, daí ou você é Kardashian ou você atravessa o tapete vermelho, mas e na vida um pouco mais real?! Ok, precisamos confessar que essa onda na teoria não é lá muito democrática na vida real de muitas, mas assim como em 2002, que tal usar com uma camisa extra decotada à la Gigi Hadid com uma blusa de couro ou nessa camisa de seda? Um jaquetão mais fechado também ajuda a sugestionar a tendência e por aí vai. O movimento é sexy, é ousado e também um grande atualizador de look. Quando o verão chegar, sem dúvida, será o item da vez, da praia direto pro look do dia! Agora sabe a versão queridinha de muitas famosas e fora do óbvio? Com terninho! Bruna Marquezine usou no seu aniversário e dúzias de outras celebs já colocaram o top/sutiã/biquini pra jogo de maneira sexy, com um quê masculino/feminino e muito interessante! E vocês, usariam e adaptariam a trend?!   JavaScript is currently disabled in this browser. Reactivate it to view this content.

    Leia Mais


TODOS OS BLOGS