Resultado de busca para : 




A primeira plataforma de Influenciadores Digitais de moda e lifestyle do mundo

TODOS OS POSTS

1745 resultado(s) encontrados.
  • Mi Casa, Su Casa – Indução então!

    Olá Fufubelezas, tudo bem por aí? Lá em março/abril eu comentei que tinha adquirido um cooktop de indução e que queria fazer mais testes antes de falar dessa tecnologia. Eis-me aqui, digníssimas. Antes de tudo, acho pertinente mostrar os 3 modelos deste produto mais comuns no momento e diferenciá-los. Gás Bem parecido com os fogões tradicionais, eles são alimentados por gás (GLP ou Natural) e tem a chama de 1 até 5 bocas com diferentes potências. Reconheceu? Então eles são os mais baratos na hora de adquirir, porém quando se procura modelos com dispositivos de segurança, chama tripla e alta performance, eles se equiparam aos modelos elétricos ou de indução. Se você optar por um produto a gás, ele terá essa “grelha” onde a gente apóia as panelas e uma dica é: verifique a estabilidade delas. A maioria das opções hoje deixam a desejar nesse quesito. Na hora de mexer a polenta e sua panela virar uma integrante da ala das baianas do carnaval do Rio de Janeiro, você vai lembrar de mim. Caso encontre, opte por grelhas robustas como essa: Elétrico ou Elétrico vitrocerâmico. Esse é aquele modelo que deu certo, mas não muito. Ele é mais eficiente no controle de calor, tem uma resposta mais rápida e não corre o risco de vazar gás,  porém não é de grande eficiência em prevenção de queimadura – é basicamente uma resistência, como a dos chuveiros, então ele aquece o vidro, que aquece a panela, que cozinha a comida. É bem provável que já tenha visto algum na televisão, ou em filmes. Ele é um vidro que fica vermelhinho: ou então umas rodelas estranhas: Como eu estou falando tanto de performance, deixa eu exemplificar quantos minutos são necessários para ferver 2 litros de água em cada um deles: CookTop Elétrico 15:24 Cooktop a Gás 11:22 Cooktop Indução 8:20 Eu acho fascinante meu café ficar pronto  3 minutos antes. Dá tempo de fazer um miojo com a diferença. Agora vamos falar do protagonista dessa matéria. Quem é, como são, onde vivem e porque sim ou porque não você deve tentar um… Cooktop de Indução: Como esse nenê funciona: Dentro dele tem uns trelelê de cobre, que tem umas bolinhas. Essas bolinhas são magnéticas, muito queridas de materiais tipo ferro, aço inox… então quando você coloca uma panela sobre o vidro e liga ele, acontece uma hola olímpica… …Acontece o quê? Aquela festa louca de quando a gente encontra uma super amiga e coisa e tal. Muita fofoca pra por em dia, muito abraço, grito e risada. Aí o resultado é o que?  Um calor lascado dentro da panela. É um fogo de amor, entende? Cientificamente eu deveria dizer para aqui que: A eletricidade quando ligada passa através de uma bobina formada por uma peça de cobre que exibe ímãs em sua porção posterior, e esta ação gera a formação de um campo eletromagnético. Quando um recipiente com propriedades ferromagnéticas está junto a este campo magnético, suas moléculas de ferro tem uma reação de movimento rápido algo em torno de 20.000 a 50.000 vezes por segundo, criando fricção, que resulta em calor na panela. É tão incrível que onde não tem panela, não há calor nenhum. Mas eu achei que aquele suador louco de quando a gente encontra as amigas pra uma fofoca gera muito mais fogo. Deixa eu explicar que nas primeiras tentativas de uso, tudo carbonizou. Realmente o moço da indução é bem forte mesmo. Eu comprei para testar um modelo portátil, 110V que tem uma beiça só. Era para ser da Eletrolux mas a Casas Bahia fez uma palhaçada comigo, eu dei um piti de consumidor e acabei ganhando um up-grade para um Brastemp: Meu conselho para a vida: LEIA O MANUAL. Até de algo que você já conhece e costuma usar, LEIA O MANUAL. Sempre aprendemos alguma função nova. Esse modelo compacto que eu tenho me ensinou muita coisa, por exemplo: Não deixar água “empoçada” sobre ele; Não usar panelas menores do que 13cm de diâmetro; Não usar a potência máxima se não for para selar carne ou outras situações específicas; Usar o timer de desligamento; Distâncias necessárias para não superaquecer… Minha mãe no início não curtiu muito. Dizia que a panela ficava “solta”, que escorregava e que era complicado. Porém, mão de vaca como eu que ela é, resolveu no dia 7 de Maio desligar o gás e fazer o teste de um mês. O teste acabou 7 de Junho, já estamos em Agosto e nunca mais o gás foi religado. Diferente do preparo com chama, os cabos das panelas não ficam quentes. A cozinha não fica quente, os alimentos ficam prontos mais rápido e ela tem se virado muito bem com uma boca só. Uma questão a ser explicada é que, o cozimento por indução só acontece na panela. O Cooktop e o vidro não se aquecem em teoria. Na verdade o vidro aquece um pouco, mas é a bundinha da panela que deixa ele quente, não ele que esquenta a panela. E é por isso que é necessário um tipo específico de panela para que a mágica aconteça. Sempre fui do tipo pobre metido, sabe? Então quando comprei as panelas aqui pra casa – muitos séculos atrás – eu já escolhi um jogo de ryco: Exatamente esse, com leiteira e escorredor de macarrão. Este segundo levamos para o salão de festas do prédio e esquecemos lá, no dia seguinte ele havia desaparecido. Porque né, pegar algo que não é seu num salão de festas aparentemente não é roubo aqui nesse condomínio. #indignado Voltando para a parte intrigante: A panela precisa ser ferromagnética, e para descobrir se as suas são, é só pegar aquele imã de geladeira de Porto Seguro e colocar na bunda da sua caçarola. Se grudar, ela serve para indução e você pode ir para a vida moderna sem grandes mudanças. Apesar de ter esse jogo, nos faltava uma frigideira anti aderente que funcionasse na indução. Aí, acabei comprando uma por R$ 199,00 o que eu achei um absurdo. Mas ela é imensa. Agora indo para a parte mais séria, realmente eu me sinto muito mais seguro não tendo fornecimento de gás em casa. Amo que se você tirar a panela de cima do fogão ele dá 3 apitos e desliga sozinho. Adoro que as coisas ficam prontas mais rapidamente e de forma mais uniforme. Limpar o cooktop mesmo que tenha caído molho ou feito alguma lambança leva segundos. Juro para você que em segundos ele tá limpo. Como não tem chama o que quer que seja que derrame não seca, não queima… só fica ali, esperando uma esponjinha e um pano. Na relação valor do gás x energia elétrica, a indução ganha por centavos. Mas também depende dessas politicas de bandeiras, porque o mês que eu comparei tava no amarelo, não no verde. Achei esse tema muito relevante, pois em grande centros, como SP, RJ e outras grandes capitais já existem muitos prédios, desses minúsculos que eu odeio, onde já é proibido o uso de fogões a gás. Até aqui no calcanhar do Brasil já tem algumas obras onde os bombeiros não liberaram o uso de gás. O que ainda pesa é o valor inicial, pesquisando por preço, o valor inicial de Indução é R$ 1.500,00 e o a gás é R$ 285,00 somando as panelas de ryco, sim é um investimento que deve ser programado. Mas que pela segurança de crianças por exemplo, já que a indução tem travas e menos probabilidade de queimaduras EU que nem criança tenho, vou trocar oficialmente para indução. Caso tenham mais dúvidas, deixa nos comentários que eu respondo. E um super viva para a patroa que juntô su cepillo!  Muita felicidade para vocês na jornada nova mi reina. #Bença!

    Leia Mais

  • Chora Que Eu Te Escuto

    Quarta é dia de Chora! Chora 01 – Esmeralda “Cony!!! Não tenho como não dizer o quanto amo seu blog, a sua elegância e a forma descomplicada que você escreve e se comunica conosco. Já aderindo a toda essa descomplicação vou direto ao meu chora. Tenho 28 e a 4 meses namoro um cara de 30, nosso namoro é ótimo, nos damos super bem. Meu namorado é mara, super paciente, consciente, trabalhador, me trata super bem e eu gosto cada dia mais dele. Acontece que um tempo atrás numa das nossas conversas ele me contou que usa maconha, eu tentei não surtar e agi com naturalidade, mas não consegui esconder muito que isso me incomodou bastante. Ele conversou comigo me disse que tenho uma visão errada, que as coisas são mais simples e menos complicadas do que parecem ser, disse que nem de longe é um viciado e que maconha é algo comum que ele usa casualmente (tipo  2 a 3 vezes na semana) quando quer da uma relaxada depois de um dia estressante. Nunca mais falamos sobre, mas, até hoje penso nisso e já pensei até em terminar com ele por esse motivo, posso estar sendo careta demais nesse mundo tão moderno, mas isso não fez parte da minha criação, nunca tive qualquer envolvimento com drogas e fico pensando: Será que estou exagerando e fazendo tempestade em copo d’água? Será que fumar um baseado é tão normal assim? Será que isso não pode evoluir pra outras drogas? Ele nunca fumou perto de mim, mas é inevitável não pensar como num futuro juntos isso funcionaria? Como seria exemplo para os filhos se fosse o caso? Penso se devo acabar logo com isso, já que estamos no começo ou  se deixo rolar e ignoro esse fato e  deixo pra me preocupar com isso lá na frente. Não gostaria de pedir pra ele escolher ou o baseado ou nossa relação, gostaria que se fosse o caso isso fosse uma decisão dele, ele tem 30 anos não é mais adolescente, sabe o que quer da vida, sabe os malefícios que existe em qualquer droga. Enfim, estou me importando demais ou realmente é algo que deve ser pensado e decido nesse momento?” Nussa, como responder isso sem causar algum tipo polêmica? Antes de mais nada EU NAO USO DROGAS ok, mas a patrulha é tão grande que qualquer coisa que eu falar aqui serei julgada. Então, te responderei por mail, mas deixo o espaço para quem quiser se manifestar.     Chora 02 – Ametista Oi Cony, Te sigo a mtos e mtos anos mas sou aquela leitora que não interage por vergonha kkkkkk, mas consumo quase tudo que vc posta (nao tudo porque o bolso não aguentaria) mas mesmo com milhares de blogueiras novas sigo confiando em vc! Enfim vamos ao chora. Já escrevi uma vez mas nao foi publicado porque era um assunto meio comum, mas dessa vez estou passando por algo mto delicado, que acho que ja foi abordado, mas não encontrei o relato. Bom meu problema é com a minha mãe, ela é uma mãe toxica, eu descobri isso lendo alguns textos porque eu nao conseguia entender porque minha mãe era assim, ela sempre foi uma excelente mae, presente, participativa e amorosa, mas de uns tempos pra ca em determinados momentos ela demonstra inveja de mim, me boicota, nao me elogia nunca, e principalmente tudo que eu conto pra ela em desabafos quando estou triste ela usa contra mim em momentos de briga, se eu conto que briguei com o meu namorado ela em uma briga fala que ele ligou pra ela pra falar mal de mim, mas é mentira, se me desentendo com uma amiga e conto pra ela, ela depois usa isso pra dizer que nem minhas amigas me aguentam. Mas a ultima e pior coisa que ela fez que esta me atormentando foi a seguinte, eu namoro a 8 anos, a familia do meu namorado me trata como filha e nos damos mto mto bem, porem meu namorado esta passando por problemas em casa, os pais dele estão com o casamento estremecido, o pai dele tem uma amante que todos nos sabemos, mas ele não sai de casa e ela também não o expulsa de casa, alem disso o meu cunhado irmão do meu namorado é gay, a maioria das pessoas sabem e super aceitam e apoiam mas os pais nao sabem. Eis que essa semana chegou uma carta anonima na casa do meu namorado endereçada a mae dele, por sorte o irmão dele que recebeu a carta na portaria e abriu, na carta falava dessa amante do pai dele, que minha sogra tinha fama de troxa e corna, que ela era ridicularizada no trabalho ( os pais deles trabalham juntos em um orgao publico, e a amante tb), que todos sabiam menos ela. Na carta falava coisas absurdas, sobre esse assunto, falava sobre o irmao dele (meu cunhado) que ele era homossexual e que todos sabiam menos ela e o marido dela, porque o marido dela é homofóbico, enfim absurdoooos que nem consigo escrever. Acontece que quem mandou a carta anônima foi minha mae, eu custei acreditar, mas ela foi tão burra que imprimiu a carta em um papel de rascunho onde atras estava um extrato de inss com o nome completo dela. Fora isso a melhor amiga da minha mãe trabalha no mesmo lugar que meus sogros, na mesma sala que meu sogro (dai que vieram as infos). Alem de tudo nos somos do sul e moramos no mato grosso e a carta foi toda escrita com vocabulário do sul que só ela usa, como se não bastasse eu procurei no computador dela e achei o arquivo da carta! Meu namorado me chamou pra contar isso porque ele e o irmão pegaram antes a carta (graças a deus) e não sabiam o que fazer, convenci eles a não mostrar a carta e à destruímos, mas eu estou sem chão, alguém pelo amor de deus ja passou por isso? Alguém tem uma mae assim? Eu não sei porque ela fez isso, não sei se foi pra acabar com o meu namoro, não sei se ela tem inveja porque eu me dou bem com a familia dele, não sei mesmo, eu cobrei dela e ela jura que não foi ela, mas não tem como não ser!   Eu ri mas sei que é errado rsrsrs. MENINA COMO ASSIM ELA IMPRIMIU A CARTA COM O NOME DELA ATRÁS? HAHAHAHAHAHAHAHAHA, ai ai ai. Não tem como ela negar né fia. Peça desculpas pro seu namorado e cunhado (que vergonha gzuis) fale que você sente muito, que ela está passando por uma fase difícil e dá uma dura nela! Tá muito louca essa senhora!!! Mas fala firme, seja forte e mostre o tanto que ela está fora da casinha e o quanto pode te prejudicar. Eu hein.     Chora 03 – Opala Boa tarde, Cony!! Resolvi mandar meu chora para ver se você ou suas queridas leitoras conseguem me dar uma luz. Tenho 32 anos, sou formada e tenho um emprego que me faz feliz! Conheci meu atual marido faz 8 anos e começamos um namoro à distância. Nos víamos umas 3 vezes por ano, porque ele morava em outro Continente, e ficamos 3 anos nessa situação. Conseguíamos lidar bem com a distância, nunca fomos ciumentos, confiávamos muito um no outro e quando estávamos junto aproveitávamos muito para matar a saudade! Quando ele voltou a morar no Brasil, logo noivamos e 2 anos depois casamos! Nós nos damos MUITO bem, nos amamos muito, nunca brigamos, ele é extremamente carinhoso comigo, nós gostamos da companhia um do outro, adoramos fazer programas juntos, mas também amamos receber nossos amigos em casa e eu sou muito feliz no meu casamento! Acontece que faz pouco mais de um ano que ele recebeu uma proposta de emprego irrecusável, maaaasss longe daqui. Na época, nós conversamos bastante e decidimos juntos que aquilo seria bom para ele e, principalmente, para o nosso futuro, mas que de início não valeria a pena abrir mão de tudo o que havíamos construído aqui e nem da minha carreira. O combinado é que ele iria primeiro para sentir se iria gostar do novo estilo de vida da cidade e do emprego novo para que depois eu fosse também. Sofro muito com a distância, muito mais do que na época do namoro, mesmo nos vendo com mais frequência, mas agora que está chegando a hora de tomar a decisão definitiva, estou ficando angustiada. Eu sempre trabalhei e tive minha independência financeira e para o lugar onde eu vou, não existe a chance de trabalhar na minha área. Eu teria que começar do zero, pensar em alguma coisa nova para fazer, me reinventar. Acontece que eu estou muito insegura e não tenho a menor ideia do que fazer da minha vida, porque desde que me formei, eu me especializei em uma coisa e foi isso que eu fiz desde então. Fico muito mal de ter que abrir mão da minha carreira que tanto sofri para construir, do meu salário, mas ao mesmo tempo sofro por pensar que eu posso estar desperdiçando um relacionamento com o amor da minha vida. Não tenho a menor vocação para ser dona de casa, então está fora de cogitação ser sustentada pelo marido, mas cada vez que penso no assunto, me vejo chorando por não saber o que fazer. O que vocês fariam no meu lugar? Arriscariam ou ficariam no lugar seguro? Obrigada por pelo menos ler meu chora! Admiro muito seu trabalho! Respira fundo e vai, que a vida vai te dar o caminho! Senti que vocês realmente se dao bem, se amam e se respeitam. Vai, casamento é parceria, companheirismo, é abrir mão, ceder. É sua vez de ceder e acho que tudo dará certo sim. Não fica fritando no que vai fazer, vai, organiza sua casa, sua nova vida e depois avalie o terreno e veja o que pode fazer. Parada você não ficar afinal não ter perfil de pessoa acomodada. Vai dar certo, não pense muito! Gente, caixa de mail lotada, Choras suspensos ok? Não mandem mais. Depois aviso quando liberar! Beijos

    Leia Mais

  • Blazer Amarelo

    Há um tempo comprei um blazer amarelo na Zara porque ia para Fortaleza e queria montar um look clássico porém com cara de sol, de verão, de nordeste. Comprei também uma pantalona colorida para fazer jogo com o blazer, mas acabou que só usei a calça mesmo, o calor estava demais! Daí que achei que não usaria muito esse blazer mas fiquei com dó de trocar, achei a cor bonita e pensei: vou me esforçar para montar looks com ele. Num primeiro momento usei com camiseta listrada e calça jeans. Fez um super sucesso. Usei de novo, depois com camiseta preta e jeans rasgado. Mais sucesso ainda! Depois fiz um look todo cinza com o blazer amarelo e ficou MARA! Pronto, tava pago hahaha. Usei já umas 3 vezes e sempre com muitos elogios. É esse. Não é um amarelo clarinho, mas sim um amarelo ovo, quase mostarda. Amarelo ovo caipira, digamos assim hahaha. Comprei na Zara, por cerca de R$ 280. Peguei paixão nele. TODA VEZ QUE USO, alguém comenta. Além claro, de saber que boa parte dos elogios vem por ser uma peça de roupa na cor da minha paleta. Sim, vocês vão ouvir para sempre que sou PRIMAVERA BRILHANTE rsrsrsrs Querem mais inspirações de como usar um blazer amarelo? VEEENHAAAAA Como eu fiz na primeira vez: jeans e camiseta branca. Nos pés pode tênis, bota, sandália, o que for. Eu gosto muito do tom de amarelo que escolhi para o meu blazer, que é bem parecido com o da moça da primeira foto. Acho mais chique. É um amarelo com toque de marrom. Amo looks monocromáticos. ALONGA e é chique! A Miroslava Duma (da foto da esquerda) tem 1,50 e pareceu alta nessa foto. Acho chique. Também me agrada muito a ideia de usar um blazer sem nada por baixo. MAS para isso ele tem que fechar e ter uma boa folga. Não tem como não gostar né? Mas percebam que o corte é impecável e o tom de amarelo é fechado. Isso faz TODA a diferença. Onde comprar? recomendo a Zara e só. Melhor custo x benefício.

    Leia Mais

  • Pro Cérebro Não Parar

    A gente não dá valor aos estudos quando é novinha né? Me arrependo tanto de não ter prestado atenção na aula de história, de não ter me aprofundando mais em várias matérias na faculdade… Hoje, sinto a necessidade de sempre estar aprendendo. A maturidade vem e com isso, um desejo IMENSO de conhecimento, de saber mais, de entender mais. Fora que quando a gente para de estudar, emburrece. Eu acho. Todo conhecimento é válido. Hoje me tornei aquela pessoa que sempre quer saber dos cursos que estão acontecendo na cidade, palestras, workshops. Além de blogueira, virei empresária da moda e há quase 1 ano lancei minha marca de camisetas. Foi tudo no escuro, sem saber, sem entender direito, sem muito direcionamento e eu pensando que aprenderia fácil com a experiência. Sim, a gente aprende muito, sofre muito, tem que dar o braço a torcer em várias coisas que julgávamos corretas e isso intensificou ainda mais minha vontade de estudar e aprender a fazer as coisas direito. Mas temos um problema… problema que é meu, da minha sócia (que é mãe de duas crianças), seu, da vizinha, de todo mundo: a falta de tempo. Como vou me comprometer a estudar, a ter freqüência, a não faltar as aulas se tem dia que nem almoçar consigo? Se tem dia que saio do escritório quase meia noite? Nessa vida louca que todas nos temos, cada uma a sua maneira, precisamos de tudo o que facilite o dia a dia e nos faça aproveitar ao máximo nossas horas. São só 24 né? E ainda temos que dormir pelo menos 8 horas para aguentar o tranco com saúde e disposição. Já falei há alguns anos aqui sobre a EnModa, que é uma escola de negócios da moda com os cursos MAIS LEGAIS desse universo fashion que tanto amo. A escola já tem mais de 13 anos de mercado e além dos cursos, oferece workshops e consultoria empresarial. Qual o diferencial da EnModa além de ter um vaaaaaaasto portfólio de cursos?  Todos são ONLINE! As aulas tem textos, vídeos, fórum de debates, atividades práticas e links de pesquisa. A escola tem uma rede onde os alunos criam perfis e se conectam com outros alunos e professores, que estão sempre a disposição para tirar dúvidas e fazer acompanhamento! Por serem cursos 100% online, você pode escolher o dia que vai fazer a aula, o horário e pode fazer de ONDE QUISER. Só precisa ter internet! Tem cursos de formação e de curta duração. O de formação dura um ano e tem inicio mês que vem, dia 20 de agosto! Se quiser, já pode estudar: Design de moda – “O designer de moda pode atuar em ateliê, na criação de peças únicas sob medida. Pode também atuar na indústria, com desenvolvimento de produtos a partir de pesquisas de mercado e de tendências, dos desejos do público-alvo e do posicionamento da marca. Define temas de inspiração e de conceito de coleção, bem como materiais, cartela de cores e modelagens. Em empresas de varejo, esse profissional desenvolve as peças junto a fornecedores. Elabora mix de produtos e quantidades de peças e plano de compras, e monitora a inserção dos produtos no mercado e sua aceitação.” Fashion Business (quero MUITO esse) – “O profissional de negócios da moda atua nos campos administrativo, de marketing e de compras em moda, objetivando a convergência dessas áreas. Realiza pesquisas de mercado e de tendências, participa de feiras e eventos, desenvolve estratégias de marketing e branding. Desenvolve fornecedores, administra compras, elabora do six-month plan (plano de vendas, estoques, giro e open to buy). Elabora formas de apresentação dos produtos no ponto de venda físico e ou no ponto de venda virtual (e-commerce), acompanha as vendas e os resultados”   Consultoria de Imagem (top top top top mil vezes top!)  “O objetivo do consultor de imagem é trabalhar o marketing pessoal de homens e mulheres, aprimorando sua imagem através de técnicas específicas. O profissional analisa a imagem atual de seu cliente e como ela é percebida pelas pessoas que o rodeiam. Para isso aplica testes diretos e testes 360graus, faz análise de lifestyle e de tipo físico. A partir daí planeja a imagem ideal do cliente de acordo com seus interesses e necessidades, respeitando seu estilo pessoal e suas características. Planeja guarda-roupa, acompanha em compras e faz produção de looks. Ele pode também atuar como Personal Shopper e Personal Stylist. Como complementação, pode ainda atuar com comportamento e etiqueta. Como consultor de imagem corporativa, o profissional atende empresas no desenvolvimento de dress code e uniformização, orienta funcionários sobre a imagem profissional com palestras e treinamentos.”   E quem fizer a matrícula até o final de julho, consegue um DESCONTO DE 10%!!! Eu acho isso tudo muito maravilhoso, moderno e necessário. Por a cabeça pra funcionar, alimentar a alma, enriquecer a vida. E sem pressão de “TEM QUE IR PRA AULA HOJE“, “AI MEU DEUS TO ATRASADA NÃO VOU CONSEGUIR CHEGAR“, “AI TÔ RESSACA NÃO VOU CONSEGUIR PRESTAR ATENÇÃO“. Você faz da forma que achar melhor e quando estiver melhor!!!! Como contei, além dos cursos de formação, tem vários de curta duração (2 meses) e uns BEM incríveis: e-commerce pra moda (também quero rs), fashion branding, história e repertório da moda (quero DEMAIS, sempre quis estudar história da moda), jornalismo de moda, marketing de moda, mídia sociais para moda (super atual esse hein), pesquisa de tendências, entre outros. Me diz se não dá vontade de fazer vários??? Ah, e quando acabar e aprovar o curso (tem que passar viu mocinha?) você consegue seu certificado com o selo a ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância). Coisa séria e de verdade! Quem quiser saber mais, ver valores (eu olhei os preços e achei BEM justos) é só acessar o site da EnModa por este LINK. Querem mais canal de contato? Vou passar todos!  E-mail: atendimento@enmoda.com.br telefone: (11) 4134-7861 whats: (11) 97377-1313 Facebook: facebook.com/enmodaescoladeempreendedores Youtube: youtube.com/escolaenmoda Instagram: @enmoda_ Twitter: twitter.com/enmoda LinkedIn: linkedin.com/company/enmoda-escola-de-empreendedores Sem erro e sem desculpa para não estudar mais!   AHHHH TEM MAIS COISA! Quase ia me esquecendo! Como os cursos de curta duração e os workshops são SUPER legais e acho super importante fazer vários, consegui um desconto pra vocês (e pra mim também hahahahaha) 10% DE DESCONTO nos Cursos de Curta Duração e Workshops Online até dia 31 de Agosto de 2018. É só usar o código FUTILISHENMODA10 (desconto não cumulativo ok?) APROVEITEM, estudar NUNCA é demais e não tem idade para aprender algo!

    Leia Mais

  • Chora Que Eu Te Escuto!

    Choradeiras do dia: Chora 01 – Bibi “Oi Cony! Sei que já deve estar cansada de ouvir isso mas acho você o máximo! Nem acompanho mais blogs, porém no seu estou aqui firme e forte. Bem, meu chora é o seguinte… Tenho 26 anos e namoro há 4 anos um cara muito bacana, porém a família não é tão bacana assim. Sempre fui uma pessoa muito educada, independente e diga-se de passagem com muita noção de espaço e de como me comportar. Sempre notei que a família era desequilibrada, pequenos problemas geram quase que uma guerra entre eles e justamente por isso sempre frequentei a casa dos pais dele, mas com uma certa distância para não me enfiarem no meio do caos que eles próprios criam. Meu namorado tem um irmão gêmeo e sempre foram muito unidos, fizeram o mesmo curso, têm a mesma roda de amizades e por aí vai… Há alguns anos, quando estávamos no início do nosso relacionamento eles foram de intercâmbio e ele aprontou bastante por lá. Descobri em um dia que o irmão publicou na minha linha do tempo uma mensagem dizendo que meu namorado estava me traindo com outra. Enfim, na época fiquei chateada, mas não dei tanta importância, ele era imaturo, primeiro namoro, início de relacionamento e se eu fosse de intercâmbio também ia querer aproveitar. O tempo passou, desculpei meu namorado e meu cunhado, mas quanto ao meu cunhado, desde sempre nunca nos batemos muito bem. Mesmo eu tentando ser agradável com ele sempre percebi uma barreira em relação a mim, enquanto meus sogros e o restante da família só faltavam me colocar no céu, de tanto que gostavam de mim. Este ano meu cunhado começou a namorar uma menina bastante complicada, não gosto de exagerar mas ela é insuportável. Acho que tudo que eu dizer aqui ainda vai ser pouco para a falta de noção da pessoa. Meu sogro não gosta que namoradas durmam em sua casa e por isso sempre respeitei, ela na primeira vez que foi na casa deles já dormiu e mandou o recado que não era pra ninguém palpitar no relacionamento deles e que ela iria continuar dormindo lá sim. Enfim, falta de noção e de educação total. No primeiro mês de namoro deles ele a traiu com outra pessoa e um belo dia, ela viu a mensagem dessa outra no celular dele. Ele para se safar, disse que o irmão, no caso meu namorado, usou o celular dele para conversar com essa menina e que ele que traiu. A menina foi perguntar para minha sogra se ela sabia disso e ela erroneamente tentando acobertar o filho, colocou o outro numa cilada e confirmou que foi meu namorado mesmo que me traiu. A menina quis me procurar para contar, mas minha sogra não permitiu, fez um drama, chantageou e coisa e tal e pensaram que o assunto havia morrido. Porém, nós descobrimos e obviamente ficamos p… da vida. Um belo dia minha sogra me liga chorando e me contando essa história, pedindo desculpa e ao mesmo tempo dizendo que isso iria virar um caos na família e que ela não daria conta, iria se matar, fez drama e mais drama. Meu namorado me provou que não foi ele com as mensagens que o irmão enviou para ele pedindo desculpas e tentando se justificar e eu já tinha um feeling que não havia sido ele mesmo. Estamos numa fase ótima, tranquila, madura e não acho que ele seria capaz disso, porque realmente gosta muito de mim e vice versa.Acontece que desde que ela e meu cunhado começaram a namorar ela tenta nos provocar de uma forma inexplicável. Manda indiretas a todo tempo, fala uma asneira atrás da outra, na frente dos meus sogros tenta ser um amorzinho enquanto por trás ela tira todo mundo do sério, tanto que até os amigos afastaram do meu cunhado porque não aguentam conviver com a dita cuja. Desde que essa história veio à tona eu exigi que falassem a verdade e contassem tudo para ela, porque penso que as vezes ela é provocativa com meu namorado porque pensa que tem um carta na manga contra ele e mal sabe ela que estamos aguentando calados toda essa história para livrar a cara do namorado dela e para não prejudicar o relacionamento deles. Sempre que esse assunto surge na família é briga sem fim, porque nos sentimos de certo modo injustiçados pelo meu cunhado e minha sogra, que só fala do valor do perdão para gente mas que querendo ou não ´´salvou´´ um relacionamento que mal começou e colocou o nosso em xeque. Imagina se eu não acreditasse nessa história toda e realmente pensasse que meu namorado que havia me traido? Desde então minha sogra já parou no hospital porque tomou remédios durante uma briga sobre o assunto e eu e meu namorado com medo das atitudes loucas deles ficamos calados, quietos e sofrendo por dentro. Não sei mais o que fazer, essa mentira está me fazendo mal e não suportamos mais essa menina nos tirando do sério.Ao mesmo tempo acho que sente uma certa inveja de mim e pensa que temos que competir entre a gente pelo primeiro lugar na família. Ela não tem trabalho, tem uma família toda desestruturada e eu graças a Deus tenho uma ótima família, sou muito bem sucedida na Arquitetura e sinto que ela dá plantão na minha vida, já virou até piada quanto posto alguma coisa no meu perfil pessoal ou do meu escritório, ela é sempre a primeira a ver, acho que não faz nada da vida além disso. Enfim, preciso de ajuda! Ocultei muitos detalhes porque meu texto já está gigante mas a situação está séria e tirando minha paz! Help me! O que vocês fariam? Grande beijo e obrigada!” Miga, primeiro cuidado com o que você fala. Pelo que senti no seu relato, pra você toda família é maluca, desestruturada e só a sua que salva né? Enfim, é só um ponto para você pensar. Quanto à mentira e a concunhada maluca, se estivesse me enchendo MUITO a paciência, eu contava tudo, saía correndo pra montanhas e ficava do alto vendo o circo pegar fogo. Chega né? Tem uma hora que cansa. Mas se for para sermos adultas, maduras e pregarmos a paz mundial, engole o choro e faz cara de egípcia pra essa pessoa. Seu boy não te traiu, você já sabe disso, então nada mais deve importar. E outra, você tá dando muita atenção pra essa moça. O que não damos atenção, não nos atinge. Chora 02 – Babi “Oiiii Cony!!! Bom…..eu e meu namorado estamos juntos a quase 3 anos….no começo do relacionamento ele realmente demonstrou ser uma pessoa incrível sabe, diferente de todos os outros namorados que tive. Não demorou muito pra ele mostrar quem ele realmente era…..passou o tempo e ele começou a se mostrar uma pessoa grosseira…até ai tudo bem, sempre fui compreensível e entendia que ele não estava feliz no emprego dele e etc. e acabava descontando em mim….no começo as conversas resolviam o problema, mas ele é uma pessoa muito fechada e aos poucos as conversas já não resolviam mais nada, ele só jogava a culpa de tudo encima de mim e sempre achava que estava certo. Então comecei a frequentar a casa dele e vi que ele trata a mãe dele SUPER mal…..muito mais grosso do que ele é comigo, até tentei conversar com ele sobre isso, mas ele não gosta que me meto na relação dos dois….enfim, eu pensava “contando que isso não me atinja” MAS atingiu….. Acontece que já faz 7 meses que estamos morando juntos porque eu consegui um emprego na cidade dele, ou seja, moro com ele e com a mãe dele, nós duas nos damos muito bem, mas acho que faltou na criação dele impor limites sabe, agora ele já tem 28 anos e não adianta mais querer impor nada porque ele é uma pessoa muito teimosa e não aceita a opinião de ninguém. Bom, apesar dos pesares, ele nunca foi um namorado “ruim”, mas como estou morando na casa dele agora cada vez que a gente briga ele me fala “se não ta bom assim então procura outro lugar pra morar” e isso me deixa extremamente magoada, porque eu só vim procurar emprego nessa bendita cidade por causa dele. Eu tenho a minha casa em outra cidade e tenho até amigas aqui que me acolheriam, mas o problema é que eu não tenho um meio de transporte pra vir até o meu trabalho sabe e também não tenho dinheiro sobrando pra pegar onibus e essas coisas…..o que eu faço? Já conversei com ele MUITAS vezes e não adianta. Quando brigamos simplesmente ignoramos um ao outro até que ele vem e finge que nada aconteceu. Help Conyy!!!” Tá certinho, vai barrigando essa humilhação dele te por pra fora da casa dele, agüentando tudo e se justificando por falta de dinheiro pra passagem. Jura que sua paz e seu amor proprio valem só isso? Você tem CASA própria, e já sondou até amigas pra te acolher, jura que o problema é a falta do meio de transporte? Miga se valorize mais, por favor. Que homem é esse que te ameaça por pra fora da casa dele e você abaixa a cabeça. Você não depende dele pra nada. Se respeite! Dá próxima vai embora mesmo. Chora 03 – Bubu “Cony, nem vou falar muito o quanto adoro seu blog, o quanto você me ajudou e ajuda, seja com dicas, auto estima etc. Nunca me imaginei enviando um chora, mas lendo os conselhos das leitoras, criei coragem pra enviar o meu. É o seguinte, conheço meu namorado a quase quatro anos. Na época eu tinha um outro relacionamento e ele também. Faz dois anos que ele terminou com a ex dele e mais ou menos dois anos também que eu terminei com o meu ex. Tivemos outras pessoas, vivemos outras aventuras e decidimos ficar juntos de verdade a uns 8 meses.Ele é um cara muito bom, procura sempre me entender, mas bastante ansioso. Eu não ganho mal, moro com meu filho de 7 anos (que ele adora e se dão super bem), consigo manter minha casa sozinha (sem luxos, mas me viro muito bem). Ele tem um salário um pouco menor que o meu, é recém formado em direito, está naquela fase complicada de montar escritório, abrir sociedade, enfim. Ele dorme na minha casa nos finais de semana e alguns dias na semana. O fato é que ele não me ajuda em nada! NADA. Nunca me levou pra jantar e pagou a conta, sempre dividimos tudo! Nas compras de mercado, eu sempre pago tudo. Óbvio que eu não quero um cara que me sustente, que me dê o mundo (meu ex sempre foi assim e não foi suficiente pra continuarmos juntos), mas o mínimo de ajuda sabe? Comprar uma coisa diferente no mercado, pagar uma conta, não sei..ele dorme na minha casa, come o que eu compro. É dificil escrever esse chora porque eu sempre fui criada pra ser independente, pra trabalhar, pagar as minhas contas, ter o meu carro, sustentar o meu filho. Eu sai de casa pra estudar em outro estado com 17 anos! Penso que é um pouco a criação dele, tudo que ele conquistou foi por mérito próprio, a mãe dele nunca esteve tão presente, nunca auxiliou em nada, talvez isso tenha deixado ele um pouco individualista. E dentro da casa dele, ele nunca pagou uma conta de energia, nunca ajudou em mercado, não teve uma crianção e, consequentemente, uma aproximação boa com a mãe. Eu sei que financeiramente pra ele não esta fácil, ele esta pagando um carro mais caro, não sobra muita coisa mesmo, e o escritório ainda não da o retorno esperado, ele reclama de dinheiro e eu entendo. Mas, por exemplo, esses dias ele vendeu um aparelho de som dele, tirou 900 reais com a venda, no mesmo dia que caiu o dinheiro eu precisei ir ao mercado comprar o que faltava pra fazer a janta (que eu nem faria se não fosse por ele, já que meu filho esta de férias na casa dos meus pais) e ele não ajudou com um real, paguei sozinha, só mais tarde ele me disse que tinha caído o dinheiro. Ele é muito ansioso, é do tipo de pessoa que não fica seguro sem uma poupança, por isso nem estranhei tanto quando ele disse que ia pegar o dinheiro desta venda, guardar pra pagar o cartão de crédito e o restante ia guardar pra pagar os impostos do carro do ANO QUE VEM. Gente, eu não quero que ele pegue o dinheiro e me leve pra jantar fora, pague um restaurante caro…mas ajudar com o mercado, pagar um lanche pra comer já que estava tarde e eu teria que fazer a janta ainda. As vezes eu passo numa loja de doce, compro um pote de paçoca, de balas, que eu sei que ele também gosta sabe? Já cheguei a comprar pizza, voucher de churrascaria pra gente não passar o final de semana sem fazer nada. Mas nunca tive isso dele, ele nunca apareceu em casa com um doce, um bombom, nada. Até presentes de natal por exemplo, ou páscoa, mesmo eu dando pra ele, ele não me deu…depois de um tempo, quando eu dei uma questionada, ele disse que não teve essa criação, não esta acostumado, que prefere me ajudar com outras coisas no dia a dia (ele pagava gasolina no meu carro quando o dele estava na oficina e comprou um filtro mais caro lá pra minha casa porque eu estava sem) e eu fico sem saber o que responder. Eu já falei pra ele que não espero joias, roupas caras, mas sei lá, um chocolate, um bombom, só pra mostrar que lembrou, que se importa. No dia dos namorados eu não comprei nada pra ele (já estava meio frustrada com essas datas) e ele me deu uma caixa de bombom de uma marca mais famosa e só…mas não é nem pelo presente em si, só fiquei pensando que ele tinha comprado meio que por obrigação, porque eu falei isso antes. Sei que ele é só um namorado, por mais que nos conheçamos a anos, ele não é meu marido, nem quero exigir isso dele. Apesar de saber que ele gosta muito de mim, apesar de me sentir amada, isso tem me incomodado bastante. É um assunto difícil de conversar diretamente, eu já dei indiretas, ele aceitou bem e por mais que ele perceba que eu fico mal com essas coisas, não mudou muito. As vezes quando toquei no assunto da individualidade dele, e do egoísmo, ele disse que também me via assim as vezes, que eu também tinha atitudes que o incomodavam. Preciso de um conselho, não sei o que fazer, só sei que estou incomodada, e nada bem, porque não sei o que pensar dessa situação. Se estou querendo demais, se estou mal acostumada, enfim.” Miga sabe o que você vai fazer? DAR A REAL PRA ELE. Eu acho que é falta de bom senso mesmo e ele nem se tocou que tem que te ajudar com algumas coisas SIM. Não tem nada de errado em você querer isso, é mais que compreensível! Como falei, é questão de bom senso. Quando vamos jantar na casa de alguém, não levamos algo? Não perguntamos se precisa de alguma coisa? Pois numa relação é a mesma coisa! Se ele dorme na sua casa, come da sua comida, é ÓBVIO que ele tem que ter o mínimo de inteligência, educação e gentileza de retribuir de alguma maneira. Não deixe isso ir se acumulando pois o tempo vai passando, o relacionamento vai se concretizar ainda mais e láaaa na frente isso se tornará um BAITA problema, fora que você sempre terá esse nó na garganta e esse sentimento guardado. Já conversa com ele. Ele pagar a gasolina do seu carro quando ele usou NAO É GENTILEZA, É OBRIGAÇÃO. Trocar o filtro é o mínimo! Não se apegue a isso. Já me relacionei com gente assim e sei o quanto incomoda e frustra. Tem que ter mais companheirismo sim, bom senso, cuidado, gratidão. Ou ele é muito sonso e não sabe ser casal (e ter bom senso na vida) ou ele é aproveitador. No primeiro caso, dá pra consertar. No segundo, pule fora.   Choras abertos hein! Mande suas angústias, seus desabafos, suas tristezas para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO. Sejam resumidas e diretas ao ponto. “Boy lixo”, “amo fulano mas quero o sicrano também”, “o que fazer se ele não ligar no dia seguinte” somente serão publicados se for algo MUITO inédito.

    Leia Mais

  • Fala Que Eu Te Escuto! Vestido Madrinha Casamento Simples

    Dúvida fashion do dia! Oi Cony, tudo bem? Te sigo há tanto tempo, que já me sinto íntima de você, como se fosse aquela amiga de anos, rss Preciso de uma ajuda. Serei madrinha de casamento da minha melhor amiga, no final de setembro, em São Paulo. Será uma cerimônia simples, por opção dela. O casamento será na igreja, às 11h, e depois terá um churrasco em um espaço de eventos. O vestido da noiva é simples, curto e de renda. As madrinhas irão usar vestido curto e rosa (qualquer tom). Não posso usar renda, pq a noiva já estará de renda, e acho que não pega bem. Também não quero aqueles vestidos Djalma Festas, rs Me ajuda com a escolha de um modelo elegante e simples, por favor! Obrigada! Hum… o que mais me complica é o comprimento! TEM QUE SER curto? Vestido curto e rosa é muito infantil! MAS, vamos dar um jeito. Entenda-se por curto, o que não é longo, assim sendo, vou escolher alguns midis também hahahaha! E prometo ser boazinha com o rosa, que é uma cor que não gosto muito! Fucsia pra mim é rosa, um tom forte, magenta quase, bem pigmentado. ACHO LINDO! Principalmente se você for morena. Eu sempre falo que por mais que a noiva diga que é um casamento simples, ainda É UM CASAMENTO. É uma data importante, vai ficar na memória e temos que mostrar interesse, respeito e consideração com os noivos. Não dá para ir de qualquer jeito mesmo que a festa seja um churrasco. E  você ainda é madrinha. Concordo com a renda, mas não pelo fato da noiva já usar, mas porque renda tem alto índice de reprovação e pode estragar seu look se não for bem escolhida. Todas as opções que vou apresentar aqui são de tecidos lisos e praticamente sem detalhes. Chiques e elegantes, como uma madrinha de casamento deve ser. Na montagem acima, escolhi dois vestidos curtos, acima do joelho. Ok, não é curto curto, mas ela especificou o “curto”? Se não tiver falado nada, tente o máximo do comprimento permitido, muito mais elegante.  Eu, no seu lugar, iria de midi com toda a certeza do mundo.  A outra certeza é que usaria o tom de rosa mais chegado ao magenta possível. E mais uma certeza, é que combinaria com acessórios turquesas. “Ah mas tem que ser curto de verdade.” Ok, então manga mais compridinha por favor. Quanto mais perna se mostra, menos decote e braço pra fora. É mais chique. Ou então uma manguinha assim.  Em último caso, sem manga, mas zero decote ok? (reparem como os looks curtos de manga comprida são infinitamente mais classudos) Porém, quer um decote? Tem esses dois looks acima. Gosto do babado no colo e acho o tomara que caia perigoso para uma cerimonia na igreja. EU passaria longe . “Ah não gosto de rosão, quero rosinha”. Tá bom tá bom, mas vá de rosa chá, rosa millennial, não rosa bebê.  AMEI esses modelos. Fino demais. Chique. Look de madrinha linda. Sério. Quanta elegância. E um rosa mais forte, mas que também foge do rosa infantil.  Acho que ficou uma boa seleção de vestidos rosas e elegantes né? Nada de renda, nada de pedrarias, nada de detalhes. Seja minimalista, cabelo preso alto, brincão, clutch linda e só. Vai arrasar.  

    Leia Mais

  • Onde Comprar – Macacão Chique!!

    Semana passada falei sobre as maravilhas de ter um macacão CHIQUE no armário e como usar. Hoje vou contar onde comprar! Mas seguinte, não espere nada muito barato. Macacão é o tipo de peça que tem ser PERFEITA e qualidade, caimento, modelagem, tecido bom, infelizmente, custam caro. Por isso falo: se for pra ter um macacão (ou blazer que é outra peça que tem que ser perfeita), que seja um LINDO e que atenda a todos os requisitos de uma roupa atemporal e chique. 01 – Market 33 e esse tá pela metade do preço! R$ 279 no OQVestir LINK 02 – Amissima, lindo! Acho ,CHIQUERREÉEERRÉEEERRIMO macacão de um ombro só! R$ 460 LINK 03 – De veludo! Realeza pura. Da Loft 747 por R$ 511 LINK 04 – Corporeum, chique de doer, pela metade do preço na Farfetch. R$ 455 LINK 05 – Mais um de veludo! Decote V e mangas bufantes. Da Iorane por R$ 944. LINK 06 – Veludo tá com tudo né? Também da Iorane, por R$ 635 LINK   07 – Achei fofo esse pantacourt de alcinha! Aroeira Abe, por R$ 454 LINK 08 – Outro pantacourt (alguém tem dúvidas que esse comprimento veio para ficar?) da AMARO por R$ 159 (preço ótimo hein!) LINK 09 – Agora vamos de macacão com cor? AMEEEEI demais esse vinho rico da AMARO! R$ 229! CORRE que tá mara e barato! LINK 10 – A Olympiah tem um acabamento dos deuses. R$ 448 na Farfetch LINK 11 – Laranja da Animale com um X nas costas. LINDO! R$ 639 LINK 12 – Macacão burgundy da coleção da Isabella Fiorentino para o O Q Vestir. Gente, só tem coisa linda e ta tudo na promo. Arrematei um blazer mara! Esse macacão é 100% SEDA e está por R$ 394!!! LINK 13 – Agora vamos de macacão clarinho? Pra aquela viagem pro verão europeu, gringo, cruzeiro, ou qualquer coisa que remeta a calor chique? Aroeira Abe, mude, fino, por de R$ 324 LINK 14 – Pantacourt lindíssimo da AMARO e por R$ 160 LINK 15 – Achei fino esse pantacourt/macacão em tom fendi. Aroeira Abe R$ 279 LINK 16 – Quase não mostrei macacão estampado né? Prefiro os lisos, mas esse tá bem bonito: da Ateen por R$ 649 LINK 17 – Agora sim a brincadeira ficou linda e cara. MORRI nesse azul da Stella McCartney!!! Seria extremamente feliz nele e olha que está pela metade do preço: R$ 7.345. A quem interessar possa, segue o LINK 18 – Oscar de La Renta, até o nome é fino. Olha o caimento desse macacão. Dá pra sentir de longe o quanto veste bem! Mais barato que o da Stella, só R$ 7.200. E dá para dividir de 12 vezes ok? Nada é impossível hahahaha segue o LINK   Acabou que tem caro e barato. E todos lindos. Façam suas escolhas e sejam CHIQUÉEEERRIMAS!

    Leia Mais

  • Mi casa, su casa – Na Parede, Boiserie

    Olá Fufulândia! Semana passada eu estava deprimido com o 2º lugar da Copa eu torci TANTO para a Croácia… Acabei não aparecendo aqui. Aí, como vocês sabem, essa coluna reflete fatos acontecidos em minha vida no escritório. E essa semana iniciamos os trabalhos para uma casa em estilo Neo Clássico. Eis que um item que nos remete ao estilo, são os detalhes na parede chamados Boiserie, pronuncia-se: /bóizerí/, e que algum abilolado brasileiro decidiu que seria traduzido como “apainelamento” Vamos fazer uma vaquinha para tirar essa pessoa abençoada do fundo do posso. Se não consegue pronunciar Boiserie amigo, chama de moldura. Afinal, nada mais é do que um ornamento na parede formado por umas moldurinhas. Se você não gosta de história, pule até a próxima linha de asteriscos igual essa daqui de baixo: ************************************************************************************ Me considero uma  pessoa curiosa, e não tem nada que eu odeio mais do que informação errada. Esse desserviço a inteligência/cultura humana é algo que me enfurece. Logo, resolvi pesquisar um pouco sobre essa aplicação. Joguei no Google e procurei um link que eu confiasse para ler. Na Wikipedia em português, só tem essa triste e infundada notícia do “Apainelamento”. Segui com alguns blogs de revistas e de profissionais… Basicamente eram todos iguais: “blá, blá, blá… técnica francesa do século XVIII…” Só que, xizinho-vêzinho-pauzinho-pauzinho-pauzinho quer dizer século 18. Não obstante, titio aqui assistiu a série Versailles , que conta as treta todas do período de construção deste castelo (tem na Netflix), e lá aprendi o Rei Louis XIV (o Rei  Sol) mudou a corte francesa de Paris para a aldeia Versalhes e isso aconteceu em mil-seiscentos-e-alguma-coisa… Bora lá pra wikipedia de novo e descobri que toda a corte mudou-se para lá em 1682. Ou seja, se o castelo que é a “obra prima máxima do boiserie” tava inaugurado no século 17, porque é que essa técnica é do século 18? Aí fiquei irado de vez e, já que o termo é em francês, tirei meu curso de francês da última gaveta do meu cérebro e fui para Wikipedia neste idioma e: Nessa primeira frase o meu Français de 2001 enferrujado desde 2014 (quando passei uns dias na França) permite que eu entenda que: A boiserie é um trabalho de …menuiserie… que recobre a parede interior de uma construção. Tá, concluímos que chegamos na coisa certa, mas quado ela surgiu?   “A primeira boiserie foi encontrada provavelmente do Egito antigo, onde elas era utilizados pelos faraós para decorar seus palácios. Ao se procurar em estábulos, capelas e de edifícios regionais a origem francesa é encontrada na capela do Châteu de Gaillon, (em uma etapa de construção datada) de 1513… Pelos castelos o uso se prolonga até a Renascença,  como é possível se ver Castelo de Blois no gabinete da Rainha Marie de Médicis em 1520… A boiserie é amplamente utilisada para decorar os maiores palácios europeus, como Palácio de Versalhes  (França) Palácio Laeken ( Bélgica), Palácio de Buckingham ( Inglaterra), Palácio de Schönbrunn (Áustria) e o Ermitage (Rússia) .” Resumão tosco com tradução minha mesmo. O importante é que, no século 18 a Boiserie já tinha pelo menos 3 séculos de idade, super juvenil. E eu fiz esse pequeno falatório de quase 500 palavras porque eu passei apenas seis horas lendo sobre isso, e sobre as construções de palácios, sobre os reis Luis XIII, XIV e XV… inclusive, o rei XIV teve 22 filhos! E quem assumiu quando ele morreu aos 76 anos foi o bisneto Luís XV, pois todos os filhos morreram na infância, menos o primogênito que até ficou adulto mas morreu anos antes do pai. ************************************************************************************ Então a boiserie tem fama francesa, mas é egípcia e não começou no século 18 coisíssima-nenhuma-da-silva-sauro. Tradicionalmente feita em painéis inteiros de madeira esculpida, eles tinham além de função estética, as propriedades de ajudar no isolamento térmico. Atualmente criamos desenhos e detalhes que podem ser feitos em madeira, gesso, molduras de pvc e até em poliestireno (isopor). Hoje em dia até usam o termo “falta boiserie” porque já não é um painel inteiro, só o detalhe adicionado a parede. Esse tipo de aplicação é uma das formas mais baratas de se decorar uma parede com bom gosto e sem ocupar espaço. Ainda que sua essência seja clássica, ela é facilmente aplicada em outros estilos, que é o que eu gostaria de mostrar aqui. Em sua forma mais clássica, as paredes recebiam uma cor e depois os detalhes eram realçados com outro tom, especialmente o dourado, para que a opulência da coisa chegasse ao ápice: Versões mais suaves eram vistas em apartamentos da corte também: Hoje em dia, a não ser que você more em um lindo apartamento em Paris, a forma mais usual de utilizarmos esse detalhe decorativo é mesclá-lo com itens mais simples, como um mobiliário de linhas mais contemporâneas: Perceberam que todas as fotos aqui em cima tem a mesma cor de parede e relevo? Ainda que neutras elas criam uma sensação de nobreza aos ambientes. Todos os desenhos acima também exibem um desenho alto na parte superior, e um bem menor na parte inferior. Para mim essa é a expressão mais tradicional da técnica. Quanto as larguras, elas variam muito, é preciso estudar a proporção do ambiente antes de criar o desenho final. Lembre sempre que para dar a impressão de alongar um cômodo precisamos de linhas horizontais, e para deixá-lo mais amplo, é necessário linhas verticais. Se estiver querendo de aventurar, vale a pena comprar uma fita creme e estudar o desenho no local, colando o formato na parede e observando de vários pontos diferentes. Para um visual mais moderno e ousado, cores marcantes são a aposta certa. O grande motivo desse post, foi que essa semana eu estava com a pá virada e não queria fazer “mais uma boiserie” com a mesma cara, aí fui pesquisar modelos/desenhos diferentes: Esse efeito pode ser utilizado também para emoldurar outros materiais, como espelhos, papéis de parede, para dar ênfase em quadros… Tem uma imagem que eu adoro. Na minha pesquisa sobre esse tema ela surgiu inúmeras vezes em blogs descrita como “boiserie Moderna com detalhe no teto”: Tudo mentira de novo. Na verdade eu já conhecia esse projeto, que eu acho muito bonito aliás. E a inspiração para ele realmente são as boiseries, porém não é uma moldura na parede. É o fio da luminária, que para não ter que mudar ponto elétrico eles resolveram puxar lá de cima mesmo. Incrível, né? Algo incrível para quem gosta do efeito mas, por exemplo, vive de aluguel e não pode fazer grandes intervenções no imóvel, é muito lindo usar esses detalhes no mobiliário: E o local onde eu mais adoro colocar essa decoração é… Nos corredores! Afinal, ocupa quase nada de espaço. Neste da foto acima também são armários. Para acabar, antes que a patroa divina me dê as contas por excesso de imagens e de texto, eu quero que vocês não confundam a técnica em questão com rodameio ou lambril. O lambril – muito comum em quartos de bebê – divida a parede, e geralmente é feito um revestimento em ripas, painéis, ou molduras na porção inferior: Eu não posso perder a chance de postar um banheiro roxo: O Rodameio, é uma moldurinha que divide as paredes em duas porções também, mas só isso, não precisa necessariamente ter adição de nenhum outro material: Muitas vezes nem precisa ser um novo material, apenas uma outra cor: Chega né! Mandem suas perguntas para mim nos comentários que eu respondo! Nem ando demorando tanto. Super beijo, #Bença!

    Leia Mais

  • Fala Que Eu Te Escuto – Niver de 1 Ano da Filha

    Diga moça: “Cony, Bom dia!! Me ajudaaa!!!! rsrs. Minha filha irá completar 1 ano e a sua festinha será a noite em um buffet. O aniversário será simples, tanto minha família quanto a do meu marido são simples, então eu não queria comprar uma roupa muito sofisticada, nada muito elaborado, porque quero aproveitar a roupa depois. Eu queria algo simples mas elegante então acabei comprando esse macacão pantacourt (essa foi a melhor foto que consegui achar do macacão). Mas agora estou na dúvida, porque estou achando ele simples demais, e no momento não tenho condições de comprar outra roupa. Por isso imploro sua ajuda rsrsrs……para deixar esse pantacourt mais sofisticado. Não sei combinar sapato e acessórios. Helpppppp!!!!!! rss bjao e muito obrigada!! obs: Pode ser super sincera caso vc tb não tenha gostado do macacão. Eu confio no seu bom gosto.” Ah eu gostei do macacão! Sério mesmo! E a cor dele fica chiquérrima com dourado! A única coisa que faria, é puxar a amarração um pouco mais pra baixo. A linha da costura da cintura + amarração logo acima me incomoda um pouco. Mas no mais, tá ótimo, é só mudar um tico a posição do nó. Eu usaria com uma sandália nude (pode ser uma tem que ter nude) e um brinco dourado, estilo geométrico, com braceletes dourados também. Uma pegada mais moderna e futurista nos acessórios, tipo isso: Vai ficar lindo, elegante e ainda vai alongar! Nos pés, sandália nude para alongar também e não brigar com o comprimento da calça.     Tá bem fácil de ficar chique e elegante pro niver da sua filha!!! Depois manda foto da produção

    Leia Mais

  • Chora Que Eu Te Escuto!

    Quarta feira é dia de Chora! Chora 01 – Globo Olá, Cony! Tenho pressa em tomar uma decisão, resolvi contar essa fase da minha história e ver se existe alguma saída. Agradeço por esse espaço, mas meu caso envolve decisão. E como já dizia Sartre “estamos condenados às liberdade”, e isso envolve fazer escolhas.. Escolhas nunca são fáceis, por diferentes razões…  Para as poucas pessoas que abri o caso, ninguém consegue opinar, nem eu. Será um caso sem solução? Bom, meu caso é o seguinte: tenho 41 anos, meu namorado 22. Estamos juntos há 2 anos. Preciso decidir ser mãe ou não. Ele quer muito, por ele repensei essa ideia que já havia descartado por nunca ganhar bem, não confiar totalmente no pulso firme das pessoas com quem me relacionei e por ser responsável- levantando a bandeira de que filho não é para os outros criarem (avós por exemplo) e eu trabalhava em dois empregos na época. Por essas questões sempre adiei a maternidade. Mas hoje, com o relógio biológico nos minutos extras do segundo tempo, to me questionando e não tenho muito tempo mais para isso. Detalhe, fiz todos os exames e estão tudo ok, mas a médica falou que pela idade ainda tenho sorte de estar tudo ok, mas que isso não durará mto tempo, que preciso decidir em 1 ano no máximo. E quanto antes melhor… 7 meses já se passam depois papo. A situação a ser analisada: Eu: formada, mestre, prof de faculdade particular(educação) e desempregada! Há uns 3 anos tentando recolocação sem sucesso, embora a busca seja frenética em diferentes áreas tb. Tenho uma renda de aproximadamente 3 salários por conta de aluguel.  Ele: trabalha com os pais em oficina mecânica, mas sem registro, faz curso de computação nos final de semana.  Nossas famílias possuem status econômico-social diferente, eu nunca liguei pra isso. Namoro pessoas com as quais me encanta a alma. (devo ser inocente ou trouxa?) Sai de São Paulo para tentar a vida em Curitiba, moro sozinha num ap pequeno e sem lavanderia. As vz ele tá aqui, outras vezes eu vou pra cidade dele. Conheci ele e os pais aqui,  pq ele a família estavam de mudança da cidade dele (interior do PR) para viver na capital a trabalho.   Nossas famílias pensam diferente: A dele dá total apoio, não tem preconceitos com nossa diferença de idade(não aparentamos fisicamente quase diferença) e apoiam a vinda do filho/neto, dizendo que unidos damos jeito. Não sabem o status social-econômico da minha família, pq nunca falo dessas coisas e tampouco eles perguntam. Oferecem a casa deles da cidade do interior(1h30 da capital) para o nosso começo ser lá, já que estão na capital sem usufruto da casa no interior. E outro detalhe: meu namorado quer muito ser pai. Não gostaria de morar de favor, mas aceitaria por um tempo essa condição pelo filho.  A minha família e dele nunca se conheceram, pois somos de cidades diferentes. Meus pais sabem, mas não apoiam muito. São bem mais racionais e pé no chão. Vislumbram problemas futuros com mta desenvoltura hehehe. Não demonstraram total apoio, percebo isso pq nem falam “Traz o rapaz pra gente conhecer” (acho que se envergonham). E o rapaz super querendo conhecer minha famila e segundo ele conversar com meu pai (acho digno! Mas tb acho q nao preciso disso, já to bem grandinha). Por eles (meus pais) deveria nunca ter nada com “esse rapaz”, que é mto novo, e por isso nao tem estabilidade emocional e financeira. Só mostraram as dificuldades que eu enfrentaria. Tipo eu ficar velha e ele me deixar..  que eu deveria fazer um curso e seguir minha carreira. Sim, é uma opção também. Mas lá na frente gostaria de ter criado um filho, esse desafio, creio eu, nos traz aprendizagens e motivações para uma vida com algum sentido. Sei q na hora H minha familia nao me abandonaria. EU podia ter aparecido grávida e só dar a noticia, mas quis compartilhar a situação pela amizade que temos e por sempre ser responsável.  Mas fazer isso seria a rebeldia que nunca apareceu na adolescência hehehe. Com essa situação esclarecida aos meus pais, faltou meu pai surtar. Nem quis saber do rapaz que queria ir pessoalmente conversar com ele. Tentou tirar essa ideia da minha cabeça, dizendo q eu poderia fazer o curso que eu quisesse que ele pagava. É o que eles querem ou o que eu quero? Não me senti ouvida, sei lá. Sempre fui boa filha, responsável, sempre trabalhei apesar desses 3 anos sem emprego., além do mais sempre fui cuidada no aspecto de nao me faltar nada material qdo realmente precisei. Meu plano de saúde é meu pai quem paga, pq ele sabe que nunca tive nos empregos por onde passei. Sou mto grata, e reconheço que meu pai foi um homem batalhador e honesto durante uma vida,  talvez por isso tenha uma visão mais dura da vida, no entanto um homem de fibra.  Apesar de ser muito grata em ter a familia que tenho, me sinto diferente deles, sou mais branda para analisar a vida, as pessoas e suas reais necessidades. Minha mãe apoia um pouco mais, ela ama ser mãe, somos 5 irmaos. Mas fica dividida pelo meu pai.  Resumindo a minha família: uma situação financeira bem melhor, porém o apoio foi bem menor (o meu tempo biológico foi ignorado). Ao final falaram o q vc decidir tá ok, vc sabe q vai ter nossa ajuda, as com aquela cara de não admiração.. não senti que foi de coração mesmo.. Saí dessa conversa que durou alguns dias, em uma de minhas visitas a eles, com a sensação de ser um fracasso e alguém não admirado. MInha irmã mais velha disse “eu nao teria filho com esse rapaz nem a pau”. Faz congelamento de óvulo, adota.. e pensa em fazer um curso… como se isso fosse barato. Saí praticamente abandonando essa ideia..  Tento entendê-los com um pouco da maturidade que a vida me proporcionou, pois cada um pensa de um jeito e tento respeitar, mas não foi a reação que eu gostaria: a de me sentir ouvida de verdade realmente dentro das minha necessidades do momento. E assim foi sempre, nunca quis dar trabalho pra eles.  E para meu namorado não conto metade do que foi dito, falo que meu pai sugeriu a gente colocar nas costas o que  se  pode carregar…e omito um pouco a dureza.  No fundo eu gostaria da estar com eles e contar com o apoio deles, em quem confio mais, apesar de nossas diferenças. Eu e meu namorado nos damos bem, hj vivemos um lindo amor, mas eu smp tenho pé atrás com relacionamentos, pois não temos como prever futuro, se vai dar certo, se algum de nós perderá o encanto.. eu vivo intensamente o tempo que durar, já que nada é pra sempre mesmo. Sou do lema “eterno enquanto dure”. Mas dar ou não certo futuramente, não me preocupa tanto qto me arrepender de não ter sido mãe um dia por esperar a pessoa ou a situação ideal na vida. Isso nunca chegou pra mim. Se não der certo futuramente o namoro, sei que manteria uma relação amistosa e cuidadosa com ele, respeitando os seus direitos como pai. Hj não posso cobrar muito dele financeiramente pela idade, mas o apoio emocional e afetivo ele proporciona. Se não fosse a questão financeira, eu já teria decidido ser mãe.  Se puderem, aos mais experientes, me deem uma luz, podem ser duros e construtivos. Estou aberta para reflexão, sem medo algum.  Agradeço por me ouvirem/lerem. Se precisar de maiores detalhes estou à disposição. Tô com medo de ser muito dura com você mas vamos lá… Você QUER SER MÃE ou QUER DAR UM FILHO PRO SEU NAMORADO? Uma coisa é você querer por você, e pouco importa quem é o pai (tipo, importa, mas não seria tão relevante) outra coisa é você não ter certeza e só estar com essa ideia por que seu namorado quer muito um filho. Se for pelo primeiro motivo, vá em frente, o tempo tá curto mesmo e é agora ou nunca. Agora, se for por causa do segundo motivo, acredito que o combo idade/situação financeira do seu namorado pesam muito sim. E entendo sua família sabia? Você tem 41 anos, desempregada, seu pai AINDA PAGA seu plano de saúde… na cabeça deles, você ainda é dependente! Imagina o cenário: você com 41 anos, dependente dos pais e um filho mais dependente ainda? Claro que eles ficam com medo, claro que eles querem que você estude mais, que você se mantenha sozinha, que você seja realizada profissionalmente e independente. Não exija apoio total da sua família, eles vêem você de uma forma diferente da que você se vê. Você diz que na hora H sua família não te abandonaria. AMIGA PARA DE CONTAR COM ESSA OPÇÃO. É justamente por você pensar assim que eles não te apoiam da forma que você gostaria. “Ah, ela sabe que a gente vai estar aqui então vamos aconselhar com o que é melhor pra nossa família”. Para uma decisão dessas, conte apenas com você e com o pai do seu filho. Você diz já estar bem grandinha mas em várias partes do texto te achei imatura. Viver a vida intensamente e de forma branda é lindo e libertador, DESDE QUE SE TENHA CONDIÇÕES E INDEPENDÊNCIA PARA ISSO. E outra coisa, você diz:” Se não fosse a questão financeira, eu já teria decidido ser mãe.” ou seja, você não tem o desejo real de ser mãe. Pense bem. Chora 02 – SBT Oi Cony, bom dia. Vamos lá… Será a primeira vez que tentarei escrever tudo o que se passa na minha vida… Tenho 33 anos, sou casada há quase 5 anos e estou com meu marido há 9 anos já. Mas eu chora não é referente ao casamento, por mais que envolva o maridão. O chora tem a ver com meu peso! Sou alta, tenho 1,70m e sempre (diga-se até começar a namorar) fui magra, tão magra que meu apelido era Magrinha/Magrela, comecei a namorar com 24 anos e pesava 66 kg. Em um ano fui parar nos 78 kg e ali fiquei… Nunca mais saí da casa dos 70 e todos… Casei com 74 kg e no primeiro ano de casada cheguei aos 82 kg, acredite se quiser, e ainda não foi o mais alto que cheguei, mas calma, vamos por parte. Eu não cozinho quase nada, amo hambúrguer, não como nada de legume e verdura, como só salada e mesmo assim é difícil.  Depois de casada tudo piorou, porque sair da casa dos pais, significa ter que pensar em todas as refeições do seu dia e isso para mim não rolou, eu chego do trabalho cansada e quero comer (sem esforço), tomar banho e dormir. Já fiz dois tratamentos para emagrecer, o primeiro saí dos 82 e fui pra 74 em 45 dias, mas nada é tão simples assim. Quando a ‘dieta’ acabou voltei ao peso em 4 meses. Aí se foram mais dois anos até que bati a casa dos 88 kg e lá fui eu procurar outro médico e outro tratamento e borá lá, mais 9 meses e perdi 13 kg. Tava ótimo! Tava me sentindo eu de novo, mas não tava satisfeita ainda, queria voltar aos 69/70 kg porque quero engravidar, mas ao me ver mais magra e bonita e a cada elogio que ganhava do marido e de todo mundo, eu ia me achando no direito de comer as gostosuras da vida e pimba, quando me vejo estou novamente com 89 kg. E to perdida! Não sei por onde começar, pois quando vejo que estou enorme, que não entro nas minhas roupas o que eu faço? Como mais. Vamos a alguns detalhes. Eu malho, sempre malhei, faço musculação e Crossfit, então tenho uma boa massa magra no corpo, tenho perna e bunda bonitas, mas com 89kg nem isso salva. Não consigo fazer dieta, tanto pelo paladar que não como nada, quanto pelo mental que me boicota. Eu tenho noção que estou ferindo só a mim mesma e que só eu posso mudar isso mas ao mesmo tempo sei que sou fraca e que sempre vou falhar… PS: Já pensei em terapia mas infelizmente não cabe no meu orçamento….    Não adianta fazer tratamentos milagrosos para emagrecer. Eu já fiz vários e nenhum deu certo. O negocio é reeducação alimentar MESMO, força de vontade, disciplina. Acho que o que precisa mais que tudo, é força de vontade. Não vou me comparar porque eu não sou gorda, mas gostaria de perder uns 10 kg, porém o que não me deixa emagrecer é justamente o auto boicote. Eu como o que quero e quando me dá vontade. Tem que ter uma disciplina descomunal e eu não tenho, inclusive queria dicas de como manter o foco quando o assunto é emagrecimento. Tento fazer boas escolhas, mas isso não é o suficiente. Nem sei como te aconselhar, vou aguardar o comentário das leitoras que já conseguiram perder peso sem tratamentos milagrosos e remédios.     Chora 03 – Band Meu chora nem é assim pra chorar tanto… Esse espaço é muito importante pra meninas que passam por assuntos muito mais pesados e graves, mas acho uma colocação válida, afinal, toda troca de experiências e conselhos nesse nosso universo feminino é válida! Meu chora é mais para pedir um conselho, um olhar de fora. Como namorar um menino mais baixo e não se sentir estranha? Ele bate no peito e assume a altura, é homem o suficiente pra andar ao meu lado sem se incomodar. Mas eu ainda não consigo me “soltar” com relação a isso! Acho uma besteira, entendo que seja um padrão imposto por nossa sociedade machista, que sempre gritou que homens devem ser mais altos e mais fortes para proteger sua mulher.  Me sinto sim protegida ao lado dele, mas ainda não consigo me livrar dessa sensação estranha de me “diminuir”. Salto então, é uma barreira ainda mais difícil de transpor! Ajuda eu!!!! Eita, outro caso que pra mim é difícil de aconselhar pois eu também sempre gostei dos altos rs. Mas acho que é costume… tá cheioooo de casais por aí que as mulheres são mais altas que os homens e tá tudo certo. Tenta desencanar e não preocupar com isso!   Choras abertos hein!!! Podem mandar suas angústias, seus perrengues, suas dúvidas para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO. Gente, por favor, sejam resumidas, com detalhes importantes e diretas. Textão desanima e as vezes nem leio. Beijos!

    Leia Mais

  • Como Usar – Maxi Cardigã!

    Esse tempo que nem é frio nem calor a gente fica bem perdida sobre o que usar né? Sai de casa, tá frio. Meio dia, tá quente. De tardinha, esfria. Pois bem, hoje vou apresentar a solução dos seus problemas. Ou pelo menos uma das soluções existentes. Tem uma peça que não é tão comum mas que é facílima de usar e super da um up nos looks: o maxi cardigã. Primeiro: é versátil. Dá para usar com vários tipos de roupa. Segundo: é democrático. Vários biotipos se favorecem com um maxi cardigã, que alonga e deixa a silhueta estilizada. Terceiro: dá para usar no verão e no inverno. Quarto: MEGA confortável, até viaja de avião e dorme abraçadinho se for preciso. Quinta: terceira peça perfeita para sair do arroz com feijão básico e montar produções interessantes. (Ops, acho que saiu um trocadilho.)   Mas como usar um maxi cardigã??? Assim: Com jeans e camiseta branca. Nos pés, o que você quiser!  O comprimento “maxi” pode variar. Pode quase chegar ao chão ou pode ser no joelho. Por isso tanto baixinhas quanto mulheres mais altas podem usar sem medo! Um trio lindo né? Maxi cardigã preto + jeans + camiseta branca. Mulheres mais cheinhas ou que querem disfarçar quilos a mais se dão super bem com máxi cardigã pois a linha vertical que ele forma no corpo alonga e “estreita” o corpo! Além disso, quem quer usar roupa justa mas se sentir a vontade, é só por um maxi cardigã e manter a elegância. Perfeito para mulheres com curvas e sem curvas! E nem é por ser uma peça de malha, de corte simples e fácil que o maxi cardigã não é chique. Tudo vai depender da forma que ele é usado, como por exemplo na foto acima, com um cinto e sandálias de tiras delicadas. Pode usar com vestidos curtos… (AMO usar maxi cardigã quando o vestido tá muito curto mas quero usar assim mesmo rs) O preto, um classico, fica lindo com listras por baixo. Que pode ser tanto num vestido ou numa camiseta. Se nao tem biotipo, não tem idade para usar! As mais e vovós ficam lindas e estilosas com maxi cardigã! Não fica fofo? O preto é tem que ter, mas o maxi cardigã listrado também tem seu valor e detalhe: NÃO ENGORDA! A linha vertical da abertura elimina esse “problema”. Para aerolooks é perfeito. (Olha eu aí de bolsa amarela!) E é uma peça tanto pro verão quanto pro inverno (suave né?). ONDE COMPRAR??? Na Rice and Beans Brasil! Tem o listrado LINK E o preto! LINK Esse tá fácil de ter, de usar e de comprar! É um ressuscitador de looks! A Rice and Beans Brasil é uma marca nova, de malharia de alta qualidade com peças versáteis (as camisetas podem ser usadas de duas maneiras!) e ótimo caimento. Quem tem ama! Ah, e as embalagens são lindas e reutilizáveis

    Leia Mais

  • Meu 7 do 7 – Parte 01

    Três parabéns muito especiais este mês: primeiro para o nosso querido Lelo, que inaugurou julho no Futilish, fazendo aniversário dia dia 3. Felicidades Lelinho! Continue essa pessoa bem humorada, alto astral, querida e muito competente. As meninas te ADORAM e eu também! Muita luz e saúde amigo! O segundo parabéns é para mim! Dia 7 foi meu aniversário e vou contar um pouco aqui como comemorei. E o terceiro parabéns é para o Futilish! Dia 11 ele fez 9 aninhos, quase um adolescente rs  Ano que vem quero fazer uma festa de 10 anos de blog! O que acham? Enfim, fiquei mais velha e fiz festa. Deixa contar um pouco como foi e ANOTEM TUDO. Só indicação boa, de profissional bom, que fizeram do meu dia um dia inesquecível! Tudo começou num evento que fui, numa clínica de estética perto de casa onde conheci a Mariella do Mariella Carvalho Eventos. Pedi um copo d’água e ela me contou que era do cerimonial que estava fazendo o evento e que era minha leitora há muito tempo. Conversamos um pouco e contei que estava pensando em fazer uma festinha de aniversário, para poucas pessoas, a tardinha num lugar legal. Eu pensei no Grande Hotel Ronaldo Fraga que conheci há pouco tempo e fiquei apaixonada pelo lugar. É um casarão de 1920, tombado pelo Patrimonio Historico, com a decoração mais linda do mundo, todo vintage e com uma vibe MARAVILHOSA. E lá só tem o nome de Hotel, porque na verdade não é um hotel de pessoas, mas sim de marcas e ideias que tem a ver com o universo de Ronaldo Fraga. Seria um sonho fazer meu aniversario lá! Fui na cara e na coragem pedir para usar o pergolado e não é que liberaram? Só tinha um porém, não poderia ser a tarde pois o Hotel fechava as 16h. Foi então que veio a ideia de um brunch, bem light, gostoso, num sábado de manhã. Fechado! A Mariella comprou a ideia e topou ser minha cerimonialista! Gente, essa mulher é demais viu? Pegou o negócio pra resolver em duas semanas e ficou atenta aos mínimos detalhes! Farei o post em duas partes para não ficar cansativo e mostrarei TUDO o que teve. Modéstia a parte, todo mundo amou, foi MEGA elogiado e falaram que foi o aniversário mais diferente e criativo da vida. Vem ver e fazer parte: Grande Hotel Ronaldo Fraga, não é maravilhoso?? Uma casa de 1920 e decoração totalmente vintage. O casarão fica na Rua Ceará Nº 1205 e funciona como um “hotel” de marcas e ideias. Estilistas de BH, do Brasil e do mundo que não tem loja própria podem se “hospedar” no hotel por um semana, por um mês… Além de moda, o Grande Hotel tem espaço para gastronomia e arte. Gente, TEM QUE IR.  E pedi o pergolado para comemorar meu aniversário. Se repararem, no fundo tem 2 balanços! O decor ficou por conta da MD Decoração. A Márcia me ligou dias antes para saber o que eu queria e eu simplesmente não soube responder rs. Praticamente dei carta branca, só disse que seria um brunch e queria algo intimista e delicado. GENTE, FICOU PINTEREST!  Foram usadas flores secas, suculentas e ela usou uns vasos super delicados. Amei TUDO!  Lindo não?  Sobre meu look, usei um vestido MARAVILHOSO da Marrô. Queria algo bem brunch gringo e esse vestido em comprimento Dior (só o tornozelo de fora) ficou perfeito!  Quis variar na bolsa e sapato e optei por usar amarelo (legal né?), sendo a bolsa da Eportare e o scarpin Arezzo. A maquiagem e o cabelo fiz com o Fabiano Vieira (@fabianomake) no Bella Donna. O buffet ficou por conta dessa dupla maravilhosa, do Silvana Andreuni! Olha o capricho! Nem preciso falar que estava tudo gostoso né? E várias leitoras me mandaram mensagens contando que o Silvana Andreuni tinha feito os casamentos delas. Achei chique. Tivemos pizza também! Já tinha feito um evento com a Mulino Pizzeria, mas foi um rodízio. Desta vez, pedi uma station de pizza onde eles revesaram os sabores o tempo todo. Teve pizza salgada e doce! A Mulino é uma pizzaria bem tradicional daqui de BH e faz eventos incríveis. A Clarissa (dona de lá), é super aberta a todos os tipos de festa e além disso, MEGA caprichosa! Fez uma decoração incrível na mesa! Não era festa de criança mas teve carrinho de mini hambúrguer e mini hot dog! A Fest Truck (que também é de uma leitora – a Mulino e o Silvana Andreuni também são leitoras do Futilish!) levou um carrinho de 80 x 60 cm decorado com balões dourados (me perguntaram que cor queria, achei fofo!) e recheado de lanches. Foi muito legal, também bem elogiado! Os meus convidados falaram que o aniversário estava cheio de surpresas, em cada cantinho, algo diferente. Imagina minha felicidade e satisfação? Vamos falar de BOLOS? Sim, no plural, BOLOS! Quem cuidou dessa parte foi a All Cupcakes. Tivemos vários tipos de bolo e cupcakes! Além de gostosos, super bem apresentados e decorados. Imagina minha supresa ao ver essas lindezas? Gente, eu dei carta branca pra GERAL! A festa foi bolada em pouquíssimo tempo e eu não tinha como ficar escolhendo coisas. Deixei o bom gosto das pessoas falar mais alto e me dei bem demais viu? Teve cenoura com ganache de chocolate, pistache com iogurte e mel, chocolate com caramelo salgado, red velvet e o bolo do parabéns foi brigadeiro e caramelo salgado. PERGUNTA SE TAVA BOM? Essa foi a primeira parte dos posts sobre minha festa, vai ter pelo menos mais 2 partes! Para quem quiser saber mais detalhes, o brunch foi num sábado, de 10h as 16h, para 70 pessoas. As fotos, lindas, são da Leca Novo. Cerimonial – Mariella Carvalho Eventos – SITE – INSTRAGRAM Decoração – MD Decoração – SITE – INSTRAGRAM  Buffet – Silvana Andreuni – SITE – INSTRAGRAM Bolos – All Cupcakes – INSTRAGRAM Pizza – Mulino Pizzeria – SITE – INSTRAGRAM Lanches – Fest Truck – INSTRAGRAM Cabelo e Maquiagem – Fabiano Vieira – SITE – INSTRAGRAM Roupa – Marrô – SITE – INSTRAGRAM Fotos – Leca Novo – INSTAGRAM

    Leia Mais

  • O Dia Que Fiz Análise de Coloração Pessoal

    Há uns 12 anos fiz um curso de Consultoria de Imagem no SENAC, daqui de Belo Horizonte. Foi um curso legal, aprendi muito, apesar de discordar de algumas coisas na época. Achava muito cheio de regras, de exceções e eu não lido muito bem com o “NÃO PODE“. Acho que a gente tem que tentar, se ficar bom, se se sentir bem, ok, dá para usar sim. Me lembro claramente quando fiz a minha análise cromática e deu que eu não poderia usar cinza nem acessórios prateados. Evitei a cor por ANOS até que um dia resolvi dar uma chance e vi que não ficava tão ruim assim. Comecei a usar brincos prateados, cinza mescla e estava tudo bem. Até o preto estava fora da minha paleta… imagina eu, sem vestir preto! Enfim, naquela época eram 4 “estações” (primavera, verão, outono e inverno) e hoje existem 12 variantes (Metodo Sazonal Expandido) que considera profundidade, saturação e temperatura das cores. Um belo dia, uma leitora super ativa nas minhas redes sociais e que é fã da minha marca de camisetas (a Rice And Beans, já conhece?), me mandou uma mensagem e contou que era Consultora de Imagem e que gostaria de fazer minha análise cromática. Bom, eu já sabia um pouco do assunto, mas como parei de me atualizar há um bom tempo, quis ver como funcionava o tal novo método que tinha muito mais possibilidades e informações. Fui na Adriana Gancz (no final do post colocarei o contato dela) e saí surpresa-mas-nem-tanto de lá. Acaba que a gente meio que sabe inconscientemente qual cor fica bem né? Deixa mostrar para vocês o resultado da minha Análise de Coloração Pessoal e também como é o material entregue. Isso é incrível! Tem cores que te deixam com aparência cansada, realça rugas, manchas, olheiras… Por outro lado, existem cores que te deixam com ar saudável e jovem! Sou Primavera Intensa/Brilhante! Transmito criatividade, intensidade, sou urbana e sensual ui ui ui  Olha que engraçado, nunca me gostei com cores clarinhas, tipo Candy Colors! Gostei disso! Vou usar mais as cores da acessibilidade para tirar minha imagem de mulher brava hahahaha TÁ EXPLICADO MEU AMOR PELAS LISTRAS!!! Tá vendo? Por isso nunca consegui manter luzes ou o cabelo mais claro por muito tempo. Quando deixo ele preto (que é a cor natural) aí sim me sinto bem! E é o que todo mundo fala: eu de cabelo preto fico PO DE RO SA.  Essa é uma das formas de “corrigir” a paleta, disso eu lembro rs. Quando você usa uma cor que não te favorece, pode corrigir com acessórios nas suas cores perto do rosto. Viu? Sabia que prata não ficava tão ruim assim em mim, apesar de ainda preferir o dourado. Acho que me favorece mais! Vendo isso, concluo que inconscientemente mantenho distância das pessoas, passo uma imagem mais formal porem credibilidade hahaha. Vivo de preto, quase nada de estampas e sempre com alto contraste. É, preciso colorir mais minha vida para ser mais simpatiquinha rs. Gente, ela me deu uma paleta de cores mas esqueci de fotografar para mostrar aqui. É bem parecida com essa da foto! Além disso, ganhei um lenço com estampa nas minhas cores e que em cada ponta tem uma combinação diferente, vou mostrar no Instagram (segue lá @futilish). Dri, ARRASOU! Amei muito fazer esse trabalho com você! Gente, é super rápido, coisa de 2 horas e o processo é MUITO legal. Recomendo demais todo mundo a fazer, é auto descobrimento! Procurem um bom profissional e carreguem sempre a paletinha na bolsa. Comprar fica mais certeiro e interessante, além da mudança na imagem e o total controle na impressão que a gente quer passar. É INCRÍVEL! Para quem é de BH, o instagram da Adriana Gancz é @adrianagancz e o site é www.adrianagancz.com.br. Beijos da Primavera Brilhante!

    Leia Mais

  • Chora Que Eu Te Escuto!

    Nussa, pesado hoje. Vou até tomar um vinho quando chegar em casa. Há um tempo, parei de fazer o Chora porque eu estava ficando mal. É complicado receber casos em que a pessoa precisa de ajuda e eu não ter muito o que fazer. Hoje me senti assim… amarrada, triste, impotente. Não dei conta. Conto com vocês. Chora 01 – Florzinha Cony, amo seu blog! Resolvi escrever por que preciso de ajuda. Estou passando por uma crise no trabalho que está afetando a minha vida pessoal. Tenho 33 anos, trabalho em uma multinacional gigante a muitos anos, que é e sempre foi, um inferno. A empresa em si é ótima, tem excelentes benefícios, mas o dia a dia é infernal, mas me acostumei. Muita cobrança, muita pressão, carga de trabalho e horário pesadíssimos, mas tenho um excelente salário, que me permite ter uma vida bastante confortável. Em todos estes anos, houveram muuuitos altos e baixos,  fases terríveis, mas nada comparado a fase que estamos passando agora. Trocamos de chefia e a empresa está num processo duro de reestruturação, MUITAS demissões, pressão  insana, as metas estão impossíveis (logo, isto impactou diretamente no meu bolso) e a chefia é muito difícil. Muito, muito, muito difícil. A nova diretoria é tirana, centralizadora, todo mundo anda trabalhando aterrorizado, os processos estão terríveis e os clientes, emputecidos. E eu acabo sofrendo demais com a situação, por que recebo reclamações de clientes o dia inteiro…além disso, tenho dificuldade em dizer não (porque tenho medo de não ser competente o suficiente) e por causa disso, meu chefe ultra super me sobrecarrega. Eu ando surtada. Ando chateada, engordei, me sinto triste, feia, pra baixo. Tenho vontade de jogar tudo para o alto, mas não posso. Meu marido está desempregado. E eu tenho sonhos. De ter uma casa maior, de juntar dinheiro, de continuar fazendo as coisas que fazemos. Eu sempre amei o meu trabalho, sempre fui workaholic, mas tenho me sentido desmotivada. Não aguento mais trabalhar todo final de semana, de ser pressionada o tempo todo…Não sei o que fazer. A empresa que eu trabalho é a melhor do meu setor… e saindo de lá, a tendência é que eu permaneça no mesmo segmento, ganhando menos e sofrendo igual… além disso, ramos fora da minha área não pagam o mesmo salário. Eu estou lutando contra o apego que sinto pela empresa, por que além de me sentir grata por tudo que conquistei,  já passei por fases terríveis e elas passaram, pois mudanças no meu ramo sempre acontecem. As vezes me sinto uma farsa. As pessoas me vêem uma mulher bonita e bem sucedida, mas dentro de mim, eu me sinto feia, gorda, incompetente … eu chego em casa e como, como, como… este ano já engordei 3 kilos. Me sinto péssima, fico mantendo as aparências e dentro de mim está um caos. Eu não sei se insisto e aprendo a levar as coisas mais de boa (o que para mim é dificil por causa do meu perfil) e espero esta tormenta passar… ou se procuro um emprego mais tranquilo, mas eu não sei se consigo lidar com um trabalho mais calmo e que consequentemente me pague menos (gosto de trabalhar e novamente, tenho meus sonhos) ou se sei lá… compro uma bicicleta…rs. alguém já passou por isto e pode me dar um conselho? Tudo o que tira sua paz, é muito caro. Vale a pena pagar esse preço? Você tem que por na balança sua saúde mental x dinheiro, até que ponto isso não te faz mal. Talvez ganhar menos, mas ter uma vida mais calma, vai te fazer muito mais feliz. Claro que depois que a gente se acostuma com um padrão de vida, é muito difícil sair dele para algo inferior, mas adianta ter um padrão bem e estar com a cabeça estragada? Como li por aí esses dias: “Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro esquecem do presente de forma que acabam por não viver nem no presente nem no futuro. E vivem como se nunca fossem morrer… e morrem como se nunca tivessem vivido.” Pra pensar.   Chora 02 – Lindinha Cony! Um belo dia estava me sentindo uma mendiga e joguei no Google “como começar um guarda roupa do zero”…aí te achei e foi amor ao primeiro clique! kkkk Li seu blog TODO e virei sua fã nº 1! Adoro vc e parabéns pelo trabalho! Meu chora é o seguinte: Namoro um cara há 1 ano e ficamos noivos recentemente. Eu o amo muito, ele me trata como uma princesa, super me agrada, é extremamente carinhoso, atencioso, romântico, etc…mas é extremamente distante e grosseiro com a própria família. Isso tem me incomodado muito! Ele tem 33 anos e mora com a mãe e com o irmão, que é 5 anos mais novo. O pai dele faleceu há 10 anos. Reclama muito do irmão, que é encostado demais, folgado e vagabundo, não gosta de trabalhar, metido a hiponga. Reclama tbm da mãe, que diz ser fria e distante. Mas venho reparando que o problema é ele. Conversei com a mãe dele esses dias e ela me disse que depois que começamos a nos relacionar ele melhorou muito com ela, mas que tem um gênio desgraçado. Que é extremamente rude, grosseiro e mandão. Reparei que eles não tem UMA atitude de carinho entre eles….eu fico muito chocada com tudo isso, pq venho de uma família meio doida, mas muuuito amorosa. Eles mal se falam..parecem estranhos dentro de casa..quando se falam é pra se estranharem. Pra ter uma ideia, eles não dão nem bom dia um ao outro, nunca vi ninguém trocando um abraço ou uma palavra doce. Enfim, conversei com ele sobre isso e ele me prometeu tentar mudar. Disse que sente muita falta do carinho deles, que gostaria de ter uma vida diferente, mas que não sabe nem por onde começar. Pensei em tentar fazer eles procurarem uma terapia em família, tipo Constelação Familiar, algo assim, mas sei lá… Agora que noivamos estou com muito receio de casar, pq sempre achei que se vc quisesse saber se um cara seria bom marido, era só observar como ele tratava a mãe dele. Comigo ele nunca foi assim, mas penso que posso ser a próxima a ser maltratada. Ele age com ela como se fossem patrão e empregada. Comigo é um doce, mas tenho realmente muito medo dele se transformar nisso que é com ela comigo dentro da nossa casa. Queria a sua opinião e a das leitoras nisso. Será que ele muda ou será que tô entrando numa cilada?? Esteja preparada para a possibilidade dele começar a te tratar como ele trata a mãe. É bem sensato e real seu medo. Mas ao mesmo tempo, não sabemos o motivo dele ser assim. Já perguntou pra sua sogra se ele foi SEMPRE assim ou se foi desencadeado em um determinado momento? O fato dele topar mudar de atitude com a família e de sentir falta de carinho é um bom sinal, ele vê que a situação não é legal. EU, euzínea, no seu lugar, continuaria noiva, mas de olho nas mudanças dele. Até faria um test drive morando junto antes. Vai enrolando, não é porque ficou noiva que tem que casar amanhã. Analise muito antes!     Chora 03 – Docinho Olá, Cony. Acho que meu Chora é muito pesado, mas preciso contar em algum lugar. Não tive coragem de contar para nenhum terapeuta e nem para meu namorado, e isso me faz mal, me deixa angustiada. Acredite, está pouco detalhado. Mesmo assim, desculpa o textão rs Tenho 28 anos e sou virgem. Tenho medo/nojo de sexo. Já tentei transar, mas sinto dor. Ultimamente nem vontade tenho mais, libido zero. A minha ginecologista recomendou que eu procurasse uma sexóloga, mas eu sei qual é o meu problema. Só tenho vergonha/medo de falar. Tive uma infância muito difícil. Muito mesmo. Passei fome, sofria bullying na escola, apanhava em casa do meu pai bêbado. Nunca tive amigos, de sair e tudo mais. Sempre fui fechada, deprimida, por causa da minha criação, do jeito que vivi. Meu pai tinha comportamentos inadequados comigo. Hoje ainda fico confusa e sinto receio de rotular isso, mas sei que ele abusava de mim. Falava coisa inadequadas para mim, perguntava se eu já tinha “pelinhos”, sempre que eu passava ele esticava a mão para pegar em mim. Já puxou minha mão para eu pegar nele. Minha mãe viu, mas usou a justificativa da bebida para dizer que ele me confundiu com ela. Isso tudo começou por volta dos meus 8 anos. Fora isso ele sempre se masturbava na minha frente. Me dava banho e eu não lembro o que acontecia, só sei que me sentia muito incomodada e não gostava. Depois de adolescente os olhares dele sempre me incomodaram. Ele reparava no meu corpo, dizia que eu tinha “bundão”. Eu só usava roupas largas em casa, nunca usava shorts nem nada que mostrasse muito meu corpo. Fora tantas outras situações de abuso físico e psicológico. São tantas coisas, tantas situações. Não dá para contar todos os detalhes, mas é por tudo isso, Cony, que eu sempre tive vergonha do meu corpo. Nunca me senti à vontade sexualmente porque me lembro de tudo isso, mesmo que inconscientemente. Quando meu namorado comenta sobre meu corpo fico incomodada. Não consigo usar roupas justas nem curtas até hoje. Continuo me escondendo. Sinto muita culpa por tudo que aconteceu.  Não me sinto mulher como deveria. Quero muito me libertar de todos esses sentimentos e ser uma mulher normal. Acho que é minha maior vontade. Tem 1 ano que moro sozinha. 1 ano que tive coragem de sair de casa. Mas isso me incomoda muito ainda, todas essas lembranças. Acho que só sentirei paz quando ele morrer. Evito ir visitar minha mãe por causa dele e de todas as lembranças que aquela casa me traz. Ninguém desconfia de nada da minha vida, porque aparento ser uma pessoa feliz e que teve uma infância de mimos e cuidados. Não gosto e não quero parecer vítima, por isso guardo tudo para mim. Mas isso me faz muito mal. Na verdade esse Chora é mais um desabafo do que um pedido de conselho rs Precisava falar isso em algum lugar. Obrigada pelo espaço! Ps: faço terapia há anos, tomo remédio para ansiedade. Meu problema é conseguir contar para alguém. Acho que com isso poderei me sentir mais aliviada. Minha linda, vem cá, aliás vem todo mundo: ABRAÇO COLETIVO AGOOOOOORAAAAAAA! Nem sei o que te falar, tô com os olhos cheios d’agua aqui, como queria poder te ajudar!!!!! O que posso fazer por você? Me diz??? Se queria contar pra alguém para se aliviar, está contando e tenho certeza que as meninas vão ser solidárias com você. Me promete que nunca vai largar a terapia?? Pense numa vida nova, por mais que tudo pareça muito difícil, você é uma pessoa amada, certeza que é linda, forte, determinada, independente, uma mulher merecedora do amor e uma vida cheia de felicidades. Não sei o que sua terapeuta diz, mas dependendo do tipo de namoro que você tem (me refiro a maturidade e confiança), contar para ele não seria uma possibilidade? Pode ser um cara muito bacana que vai reprogramar sua cabeça e tirar de você a idéia que sexo é algo sujo e feio. A superação de algo tão pesado assim é um caminho longo, ainda mais vindo de um ser que deveria ser o exemplo de homem na sua vida. Ele NÃO é exemplo, ele é EXCEÇÃO, jamais considere as ações dele como algo NORMAL, NUNCA PENSE QUE FOI SUA CULPA ou que você provocou isso de alguma maneira. Infelizmente isso é mais comum do que se imagina, e contar, falar sobre o que aconteceu, é um dos caminhos para aliviar a alma. Estamos com você!       Pesquisei um pouco sobre abuso sexual infantil e achei matérias bem interessantes. Acho válido todo mundo dar uma olhada, pelo menos nesta aqui, que ensina a interpretar desenhos infantis. LINK É aterrorizante, mas infelizmente muito mais comum do que se imagina.   CHORAS LIBERADOS! Pode mandar seu mail com sua dúvida, angústia ou desabafo para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO. Estaremos aqui prontas para ler, palpitar, aconselhar e ajudar.  

    Leia Mais

  • Macacão Chique

    Acho que a dúvida que mais recebo é “posso ir a um casamento de macacão?“. PODE, PODE MUITO! Mas obviamente que existem alguns cuidados. Antes de mais nada saibam que macacão é chiquérrimo, seja para o dia a dia ou para eventos mais formais. Até mesmo para balada, dá para ir de macacão. MAS ENTRETANTO CONTUDO TODAVIA, atenção: nada de macacão super justo marcando curvas, bumbum AND países baixos. O macacão chique tem bom caimento, tecido de boa qualidade, é mais solto nas pernas, é certo no corpo mas não é colado, e por nenhum motivo deve marcar a periquita. Pode ter decote? Poder pode, mas dependendo do tamanho, ele não serve para um casamento. Escolhi alguns para exemplificar como usar um macacão elegantemente: O clássico preto, com detalhes em renda e cintura marcada. Reparem na perna: reta. Nada marcando. O decote profundo está liberado para quem tem pouco seio. Quem tem peitão, fica mais chique sem decote. Um ombro só, acho lindo. Doida para essa moda voltar com força. Novamente, pernas restas e nada marcando. Outro tipo de macacão que acho super usável em casamento é o modelo mais soltinho. Lindo, elegante, e praticamente uma tela em branco. A primeira vista é uma peça de roupa sem graça, mas minha filha… dá para fazer milagres com isso. É só saber acessorizar! Na minha opinião, o mais chique de todos. Elegância pura! E nem só de preto vivem os macacões. Verde fica bem lindo! Novamente: pernas retas e nada marcando. Vermelho, cor do poder. Só trocaria o sapato da primeira moça. Esse preto, aparentemente com plataforma, pesou o look. Casamento de dia? Dá para usar macacão também! O preto fica mais noturno, para dia pode ser azul, vermelho, verde… Detalhe: pernas retas e nada marcando. Amei esses dois, mas é porque eu amo brilho rs. O primeiro, obviamente não vai para um casamento (pela cor) mas é lindo de viver! Com o segundo eu até dormiria de tão maravilhoso. Vai casar e quer inovar? Seja a diferentona do macacão! Olha que coisa mais LINDAAAAAAAA!!! Pode até ser para casamento no civil. Eu caso no civil assim, sem problema nenhum! Com a parte de cima com detalhes. AGORA O QUE NÃO PODE! Ou pelo menos, não deveria. Muito justo no bumbum e quadril, caimento ruim, acabamento mal feito ou de malha pobrinha. Justo no quadril, só se for preto e olhe lá. De outra forma, fica não fica elegante.  Decote profundo, justo no quadril ou com fenda na perna. Para um casamento ou para ficar chique, não. O com a fenda na perna, talvez sirva para usar na praia, ou num churras num domingo ensolarado, mas não passa elegância.   Ficou fácil escolher um bom macacão né? Acho uma das peças mais imponentes para uma mulher. Mas caimento, tecido bom, e modelagem são realmente MUITO importantes! PS: E macacão estampado??? Perigoso. Se é para um evento mais chique, melhor liso. Se é informal, ok!

    Leia Mais

  • Novidade de Beleza – Blush Gold Rush da Benefit

    Recebi esse release e fiquei DOIDA com essa novidade. Ain como amo maquiagem! De uns tempos pra cá tenho percebido que a cor de blush que melhor fica em mim é o pêssego com brilhinhos dourados, pode até ser um bronzer, desde que tenha um brilho e um tom mais terroso. Depois que fiz meu MD Codes e minha bochecha apareceu, fica mais lindo ainda ver ela marcadinha com um tom saudável. Ah, já tem post do MD Codes de quando fiz pela primeira vez em 2016, segue o LINK. Daí que vi esse mail com uma novidade da Benefit (amo tudo deles!) e me deu siricutico! “O novo blush Gold Rush é rosa com partículas douradas para um brilho sutil e delicado. O nome alude à California de 1848, quando a moda eram as botas sensuais de estiletes ocidentais adornadas com esporas e estrelas americanas. Até mesmo a superfície do pó do “velho oeste” é gravado em relevo com pitadas de ouro e spray dourado.” Aroma Golden Glamour com notas cítricas com vanila e sândalo. Não é pêssego, mas os brilhinhos dourados me ENCANTARAM! Preço: R$159, disponível a partir de 10 de julho de 2018. Onde comprar: Boutique Benefit Cosmetics do Shopping Pátio Higienópolis, site e lojas Sephora. Gostei, quero testar!

    Leia Mais

  • Vamos Chamar o Frio???

    Sério que tô chateada. Eu AMO inverno (nasci num 7 de julho bem frio, aliás por isso que sumi, estava dedicada a minha festa que foi LINDAAAA, vou mostrar tudo aqui durante a semana) mas este ano parece que tivemos apenas “drops” de frio né? Diz que está chegando uma frente fria, e tomara que seja LONGA e BEM gelada. Quero usar meus casacos e ficar chique! Eu acho a estação mais elegante do ano… a roupa fica bonita, a pele fica boa, cabelo também, maquiagem no lugar. Inverno é só maravilha. E como sei que casaco é um item grande, é uma peça que temos em menor quantidade, um tico mais caro e que tem que ser versátil, tem que ser uma compra certeira. Fiz uma curadoria lá na AMARO, só com peças atemporais (importantíssimo) e que estão com ótimo preço. Pode comprar agora para esperar essa frente fria com dignidade, pode usar no inverno gringo ou ainda no ano que vem. Tem MUITA coisa linda e sabemos da qualidade da AMARO né? Vai durar, pode crer. Vem ver o que separei: Jaqueta em material sintético, com tachinhas, super estilosa e rocker! E ainda está na promo, com 15% de desconto. Linda viu. Vale o clique LINK Essa é couro couro e já indiquei ela aqui antes. LINDAAAAAA do início ao fim! Pra vida toda! Tem poucas unidades e ela é só elogios nos comentários. LINK Mais uma jaqueta (amo, já deu para perceber né?) em imitação couro, mas imitação BOA. Não parece plástico! Tem vermelha, preta e nude. Também está com preço ótimo LINK Essa é maior e tenho que mostrar para uma amiga que estava louca atrás de uma jaqueta assim! Mais comprida, mais larga, com pelinhos para ficar bem quente. Achei ótima pra um invernão gringo sabe? Tem caramelo também! LINK AMEEEEI essa! Vou comprar pra mim! Olha que linda, toda acinturada! Tão lady, tão Dior, tão chique! E tem golinha de pelo removível! Maravilhosa e pra vida toda também! LINK Quer casaco mais atemporal que esse? Corte impecável, tecido lanoso, lindo de tudo! Se tem um tem que ter, é esse. LINK Esse é a versão casual do anterior. O cinto é uma faixa e é daqueles bebem gostosinho. Tipo, pode por qualquer roupa e ele por cima, pronto, tá fina. LINK Fiquei alucinada no cinza dele. O tecido também é lanoso e tem forro acetinado. Uma coisa esse casaco hein? Parece de filme novaiorquino. LINK Esse é para as vintage lovers como eu. Vi e achei a cara da década de 40. Riqueza, elegância, classe. Da era dos cortes impecáveis e da real alfaiataria. Quero. LINK Pelinhos! De mentira, claro. Ó, sei que é uma peça mais chamativa, mas como fica linda no inverno viu… Amei esse modelo da AMARO por ser mais compridinho, cobre o bumbum, além da cor chique!  O preço está ótimo e se você ainda não tem um, esse é um bom candidato viu? Ótimo custo x benefício LINK Para quem gosta dos mais curtos (são mais joviais e cool) tem esse! Inclusive em várias cores e estampas! LINK Tricôzinho é bom né? É bom ter vários, de vários comprimentos e várias cores. Gostei bastante desse, pela cor (acho fina) e pela modelagem que é um curto mas não tão curto. Tem branco AND preto também! Vale a pena! LINK Achei esse praticamente um “abraço de mãe”. Não dá vontade de ficar nele pra sempre? Gostoso, bonito e quentinho! Amei tudo, inclusive o preço! LINK Escolhi esse porque sou apaixonada por navy e decote V. Sueter de rica, aqui temos. E o preço nem é de rica. AH, e 100% atemporal! LINK Achei casacos bem interessantes para quem faz o estilo esportiva! Essa parka tá de passarela! Poderia falar que é de qualquer grife internacional, mas é AMARO gente e com preço ótimo! Vale usar para viajar, para fazer trilha, para bater perna em viagens, para ir para a academia, até mesmo usar como vestido e se jogar na balada. Achei tudo de bom e casa perfeitamente com a última palestra que vi sobre tendências: os looks esportivos, metalizados, mix de materiais e utilitários vão voltar com tudo. Então atenção especial para essa parka! LINK Essa também é esportiva mas numa linha mais classy. Linda né? É de cetim, tem recortes e tem na versão nude também, uma chiqueza só! Faz aerolooks mara! LINK Gostei desse casaquinho. Corte de alfaiataria, tecido lanoso, tipo um básico elegante. E tem VÁRIAS cores, inclusive um amarelo lindo de morrer (mais uma tendência, amarelo!) LINK Além dessa enxurrada de casacos lindos, também vi outras coisas que curti muito, como por exemplo essas calças com listra lateral. Quando uso a minha todo mundo pergunta! São maravilhosas e vão de look 100% esportivo a um mais formal. A da esquerda é mais comprida (LINK) e a da direita é mais no estilo jogger, bem linda (LINK). As duas tem versão em vermelho ok? PIREEEEEI nesse vestidinho de moletom! Roupa de ficar em casa, mas com toda a dignidade do planeta! Tem dele preto e chumbo (LINK) e mais uma calça jogging, só que essa com a listra mais fina. O look todo tá mara né? Tá frio e quer botinha? Toma botinha. Quatro modelos diferentes, mas todos lindos e atemporais! A primeira, é de material sintético e não se assustem com o cadarço, tem zíper na lateral para facilitar ok? Achei linda! (LINK). A segunda, é uma bota chelsea e eu tenho essa! AMO DE PAIXÃO, mega confortável e parece de grife caríssima. Vai por mim, linda e super democrática (LINK). A terceira é um bota tem que ter porque todo mundo vai ficar bem nela. Salto num tamanho bom, confortável, não é pontuda, cano ok, e tem preta e vermelha! (LINK). Para terminar, uma chelsea de salto fino (a bota chelsea  é aquela que tem elástico nas laterais), chique e confortável! (LINK) Para quem é de São Paulo, a AMARO entrega sua compra em até duas horas e meia. Aqui para BH, 2 dias úteis. GENTE É MUITO RÁPIDO! Fora a embalagem linda, fora o pós venda perfeito, a facilidade para troca e devolução. Continua sendo o melhor ecommerce do Brasil (e olha que entrei pra área hein) e é um case de sucesso. Sempre que me falam sobre ecommerce, dou o exemplo da AMARO e falo: se lá está assim, é porque assim que é bom. Tiro o chapéu, um dia farei um post sobre o case da AMARO, é fascinante (sou apaixonada por cases de sucesso, alguém mais?). Ah, e BH aguarde o Guide Shop!!! Tá chegando! Frio, CHEGUE TAMBÉM!

    Leia Mais

  • Mi casa, su casa – Já pra cama!

    E a semana maravilhosa de festas foi coroada com um evento belíssimo de nossa patroa. Cony, muita saúde, muita paz, muito sucesso e amor sem fim pra você, ontem, hoje e sempre! Durante as últimas semanas teve muita cama e cabeceira em discussão e escolhas no ninho, então vamos falar desse lugar pra onde a gente sempre tem vontade de voltar? Atualmente, 95% das pessoas tem as famosas “cama box” que são um colchãozão gigante, ou camadas de caixas com um colchão superior. Não vou entrar no mérito do tipo de colchão… da firmeza, de molas disso ou daquilo. Isso é absolutamente pessoal e cada corpo tem suas necessidades e gostos. Vamos aos tamanhos padrão: Solteiro: 88 x 188 Solteiro King: 98 x 198 Viúvo: 128 x 188 Casal: 138 x 188 Queen: 158 x 198 King: 193-198 x 198-203 Garanto que aí do outro lado tem Fufu pensando: Solteiro King? Esse colchão surgiu porque o tamanho comum de 88 x 188 já não comporta nossos adolescentes. Como os humanos têm crescido em média de altura, começa a ser desconfortável um ser de 175 de altura dormir em 188 de comprimento de colchão. A tal da cama de viúva/o que vira e mexe alguém sugere geralmente é vendida somente por pedido e eu evito ao máximo usar pois ela não comporta 2 pessoas com conforto e a indústria têxtil não produz nada com essa medida específica. Então fica aquela cama com um lençol frouxo, parecendo meia velha, terrível. Prefiro colocar como uma cama de 138 que é conhecida como “casal normal”. Essa “casal normal” é minha cama preferida para dormitórios de crianças, adolescentes e hóspedes. Ela fica bonita quando arrumada, cabe em todos os dormitórios do Brasil – mesmo os mais apertadinhos – serve para quando você precisa acomodar mais uma pessoa pra dormir e, caso sua cria esteja precisando de cuidados você pode colocar para dormir juntinho na cama, Deus te livre que precise porém, se precisar, você pode até passar a noite ali. Se o seu imóvel é pequeno, a cama de 138 também é uma aposta acertada  para o dormitório do casal. Apesar de que eu sempre prefiro a Queen, com 158 x 198, acho que ela  permite maior conforto tanto para dormir, quanto para ficar acordado. Já a King… que varia entre 193×198 até 198×203 é válida se você tem bastante espaço. E por espaço eu tô falando em proporção. Para isso vamos entender um pouco de espaços para a circulação: Um espaço mínimo nas laterais da cama é de 60cm, sendo que o IDEAL é 80cm, entretanto na vida real a gente vê clientes optando por ter 50cm de cada lado, para poder ter a cama de 158cm de largura. Acho sofrido, mas também é perfeitamente aceitável. Agora, voltando para as King Size se você vai ter uma cama com 2 metros de largura, não me faça passar vergonha e tenha PELO MENOS um metro livre dos lados. Se é para ostentar com uma cama generosa, que se tenha também espaço para correr com as teta solta em volta gritando: “Você não me pega u-hulll”. Ah, mas eu pre-ci-so de uma cama bem grande porque meu filho dorme com a gente. Não pessoa, o que você precisa é salvar essa criança de uma vida comandada pelos pais e fazer ela dormir no lugar dela e aprender a ser independente. E ainda aproveite para transar muito (e sempre) e salvar o casamento do banho maria. Qualquer que seja o tamanho da cama que você escolher, ela deve ser adequada ao espaço. Nem demais, nem de menos. E um item importantíssimo para o sucesso ou desastre total do quarto é a cabeceira. E aí nós temos que fazer uma pergunta muito importante: Vamos verticalizar ou horizontalizar o sentido dessa peça? Se o quarto é estreito, eu sugiro horizontalizar, ou seja, fazer uma cabeceira mais baixa, e mais larga (loooonga), assim damos a impressão de um espaço maior: Já, para um espaço mais baixo, demarcar linhas verticais ajuda na sensação de um teto mais distante: Se já se o espaço tem medidas proporcionais e agradáveis, a cabeceira pode ser em qualquer um dos sentidos, ou até mesmo  uma combinação dos dois: Algo que tem aparecido muito ultimamente, são as cabeceiras sobrepostas. Sim, uma na frente da outra: Muitas vezes são painéis de madeira ou estofados recobrindo toda ou grande parte da parede, e junto a este revestimento, a cabeceira propriamente dita. Como eu sei que bastante gente aproveita as dicas de medidas, vamos a mais algumas: As camas estão subindo freneticamente, já falei aqui antes. Contudo medidas para uma cabeceira baixa – para fazer mais larga e horizontalizar o quarto – seria entre 35 e 55cm acima do seu colchão. Para uma cabeceira alta, o mínimo é ela acabar a 140cm do chão, daí pra cima vai depender de quão alto é o pé direito do seu quarto. Sobre materiais, a moda de hoje praticamente te obriga a ter uma cabeceira estofada. O único cuidado que eu peço que se tenha é pensar na manutenção do tecido, pois a cabeceira pega pó e gordura corporal constantemente. Eu ando amando as estofadas mais lisas, adornadas com tachas. Os cuidados para uma cabeceira rica são: Tachas bem juntinhas; Desenho bem definido; Tecido encorpado; Espessura entre 7 e 12cm: Caso você esteja se perguntando o por quê: Tecidos muito molinhos deformam nas costuras e criam rugas, taxas muito espaçadas dão impressão de economia porca, e a cabeceira finiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinha traz uma sentimento de falta de estrutura: O que eu tenho gostado muito, é a combinação de um painel de madeira com uma cabeceira estofada na frente: Aliás, meus parabéns para arquiteta Manoela Py (Não conheço, mas a foto veio com o crédito) por esse projeto onde ela resolveu o problema de ter ar condicionado na parede da cabeceira de uma forma magistral. Evite sempre ar condicionado sobre a cama. Todos sabemos que eles entopem e cospem água e/ou gelo. E você, em alguma preferência? Conta nos comentários. #bença!    

    Leia Mais

  • Produtos Que Acabam – Vitamina C e Base!

    Como eu sei quando o produto é bom? Quando ele acaba! Tenho tanta coisa de tudo que se uso algo até o final, quer dizer que realmente curti. Poderia ter sido qualquer outro, mas não, se insisti em um, pode saber, é bom. Hoje vou mostrar dois produtinhos que acabaram esses dias: uma vitamina C e uma base! Vamos falar primeiro da Vitamina C? Fiz um post AQUI sobre ela e é a única coisa que passo no rosto. Desisti de todo e qualquer tratamento para melasma e hoje posso dizer que ele está “controlado”. Não aumentou nem diminuiu, mas sinto que a vitamina C dá uma boa segurada. A que usei até acabar foi esta, da Adcos. O Derma Complex Concentrado de Vitamina C a 20%, rende bastante, vem com conta gotas e umas 5 gotinhas já são o suficiente para rosto, pescoço e colo. Uso de manhã e a noite, sempre após lavar o rosto. Já não vivo sem. “O Derma Complex Concentrado Vitamina C 20 é um anti-idade que uniformiza o tom, revela a luminosidade da pele e estimula a produção de colágeno. É um antioxidante concentrado com 20% de Vitamina C para o rosto em sérum, que reduz rugas e firma a pele.” Custa R$ 200. Usei outras marcas, mas esta da Adcos, na minha opinião é uma das melhores. Super indico! LINK O outro produto que usei até acabar, e este sim eu poupei até o ultimo restinho, foi a base The Foundation Perfect Luminous da Dolce & Gabbana. Comprei em Londres há alguns anos e só usava para eventos especiais. Cobre bem e deixa um acabamento MARAVILHOSO, super luminoso e natura! Cara de rica e saudável sabe? rs A bicha é cara (por isso usei bem aos poucos) e quero muito outra, vou até pesquisar se vende em outro canto que não seja Londres. Rende, rende muito, a minha cor era exatamente meu tom de pele e é uma das poucas bases que usei até o final. Textura maravilhosa, boa cobertura, acabamento impecável. Ai que saudades dela. Como senti o dia que acabou… Paguei caro, comprei na Harrod’s, na época eu era muito rica (hahahaha mentira, só gastava muito mais dinheiro com roupa e maquiagens do que hoje. Hoje tenho que pagar condomínio e aluguel kkk) e vi que vende na Saks nos USA mas não achei a base no site da Saks. Na Harrods tem com certeza, e custa 40 rainhas. Sabe que nem achei tãaaao caro agora? Isso deve dar uns R$ 250, o que para uma base maravilhosa, nem é tanto assim. LINK para a Harrod’s! Ah, minha cor é a 110, Caramel, caso alguém queira trazer de presente pra mim

    Leia Mais

  • Tem Jeito Decor 46 – De Lelo para mulher, Marisaaaaaaaa

    Título mais tosco da história da internet, desculpem-me. Eu fiz tudo bonitinho, preparei o projeto quarta, quinta e sexta… pegay até opinião das meninas do escritório tudo… Como esse fds eu ia para casa da vózinha pensei: sábado tenho o dia todinho para escrever. Cheguei em suíno-city (Toledo-Pr) a internet deles estava pifada. Técnico só segunda feira… #MimLaskay. Agora estou aqui correndo atrás do prejuízo. 18:37 para postar as 19h. #vemkotio! “Oieee Lelo, amo seus posts e seu bom gosto, por isso resolvi pedir help também!!!! Preciso dar um jeito na sala de estar e hall! A cozinha, mesa de jantar e de estar são integradas. A cozinha e mesa de jantar estão indo, ainda faltam algumas coisas, mas já existem… Já a “parte” da sala de estar e hall estão “pelados”… Tenho vontade de pôr tanta coisa (papel de parede, espelhos…) e também de deixar bem clean… Rs Não sei o que fazer… Te mandei foto da planta, como acabei mudando a posição da ilha, acabou sobrando um espaço a mais na sala. O engenheiro que cuidou da obra me sugeriu fazer um móvel “passando” da parede onde hoje está o oratório, de modo a “velar” um pouco a visão da porta da rua pra dentro (mas isso é algo que não me incomoda, porque como a casa é alta, não dá pra ver muita coisa). Tinha duas poltronas da sala, mas eram de linho e meus gatos (que são uns aparecidos e quiseram sair nas fotos, assim como as doguinhas) estragaram tudo… Isso é outro problema, preciso que seja tudo a prova de gatos e cachorros… Penso em trocar de sofá (prefiro sem chaise e não retrátil), poltronas (?), gosto de tapetes geométricos… Preciso de um lugar pra tv e quero manter meu oratório budista (mas de forma a integra-lo no ambiente, pensei em pintar de branco… não sei…). “ Meu bem, que casa agradável! Incrível mesmo. E eu AMAY a cor das paredes. Fico tão feliz que aos poucos os brasileiros e brasileiras estejam perdendo o medo da cor e a fixação pelo branco gelo, branco neve… O único branco que tá liberado é o Branco Gatinho, por causa do nome. Muito obrigado por ter mandado a planta, ajuda tanto que vocês não tem ideia do quanto! Eu fiz uma proposta que ao mesmo tempo que é simples, é bem ousada. E o que eu identifiquei pelas fotos é que você tem um espaço amplo, que tem uma configuração integrada, mas que ao mobiliar você transformou em pequenos ambientes. Essa parede onde hoje está o móvel com o televisor, entre a porta da área íntima e o jardim de inverno tem mais de 6 metros! Tem gente – aquelas pessoas que não me escutam – que vivem em espaços deste tamanho.E, ao olhar pro seu, parece que não cabe nada, só a TV em um móvel conciso. Essa porta – linda – que você escolheu para o corredor, ocupa mais do que o dobro que o vão real exige, e isso prejudicou bastante a possibilidade de se ter um móvel condizente com a grandiosidade da sua sala. Então vamos fazer o que? Ezatamentchy! Vamos colocar a TV no outro lado de lá, num móvel que vai incorporar Estar e Jantar lindamente, e ainda abrigar uma incrível lareira etílica toda trabalhada na riqueza de um mármore travertino e criar um espaço bem gostoso no hall já amparando e dando a verdadeira importância para o seu altar budista nele. Antes que eu me esqueça, eu girei a mesa de jantar no mesmo ângulo que a parede, por motivos de: melhora a circulação e deixa a mesa em maior evidência. Sim, sua casa é praticamente um clube: Comporta 20 pessoas sentadas nesse espaço sem ter que pedir um banquinho emprestado pra nenhum outro ambiente e sem usar nenhum dos três seat garden que eu propus para efeito de lindeza mesmo. Mas como diria meu amigo Jack (o estripador) vamos por partes. No Hall eu coloquei duas poltronas generosas, com uma pegada mais clássica. Assim aquela fofoca gostosa pode acontecer ali longe da muvuca de gente na mesa, se você estiver aguardando uma carona ou um uber pode ficar aqui sentadinha confortavelmente olhando pela janela, abrigada de sol, vento, chuva e/ou paparazis. Usei painéis de revestimento para trazer o aconchego da madeira, e espelhos que trarão luz e refinamento para o espaço. Ao que me consta, ao realizar suas orações os budistas acendem incensos, tocam um sininho (dependendo da vertente que faça parte) então o grande aparador na entrada além de servir de apoio para chaves, carteiras, bolsas em dias de festa, também te ampara nestes momentos de concentração. Cortinas leves providenciam uma textura que falta sobre a vidraça que você tem. Elas tem mais função de proteger o mobiliário da incidência direta do sol do que de privacidade. Na passagem para os dormitórios mantive a linguagem de painéis e espelho, mas dessa vez enaltecendo quadros. Que não precisam ser roxos, claramente. Mas vocês sabem do meu amor ao roxo. Na parte de estar é que realmente vamos ter trabalho: Acredito que poltronas leves, ou com costas bem decoradas sejam a opção mais acertada para essa visão de quem chega na sua casa. Na parede atrás do sofá, sem chaise, não retrátil, não reclinável (Não gosto deles em sala de estar MESMO) um papel de parede com um movimento bonito, para decorar sem sofrer com a presença do trilho da porta.  Percebeu na imagem acima como a mesa  acompanhando a parede em diagonal parece melhor resolvida? O móvel do home é de uma exuberância que só sua casa permite. Centralizei o aparelho de TV com o sofá, e a lareira etílica de 120cm também. O nicho para a Lareira precisa de 60cm de altura e tem que ser em pedra, então já aproveitamos e “abraçamos” os gaveteiros do lado esquerdo com o mármore e dispomos os aparelhos todos naquele canto. No painel da parede indico o uso de uma cor neutra, porém mais moderna, como o grafite, para deixar a ambientação mais contemporânea. Uma boa forma de deixar seu home aconchegante é fazer iluminação com fita de led em todo o perímetro desse painel de tv, mas mantenha as duas arandelas clássicas para não ter um painel gigantesco vazio. Como sobre esse móvel eu complementei com uma prateleira loooooooooonga (usei a mesma textura de madeira do hall), evidenciando a amplitude do local não acho que nicho ou prateleira no painel deixariam o resultando tão elegante.  Veja que, mesmo com 3 mesas de centro em diferentes níveis, formatos e materiais, todas as propostas seguem tons terrosos mais neutros, com uma pegada de itens naturais,  com pequenas interferências de cinzas.  O televisor nesta outra parede também permite que quem está cozinhando interaja com quem estiver assistindo um jogo por exemplo.  Por isso os pufes baixos são ideais e no dia que você e seu bem quiserem esticar as canelinhas podem ser alocados junto ao sofá e se transformar em chaises. Algo de total importância, caso você queira executar algo parecido com o que está descrito aqui, e prestar atenção nos fluxos. Manter espaços confortáveis de passagem através de todos os assentos e ambientes. O que vocês acham Fufus? Um dos pontos altos da minha semana é vir aqui ler tudo que vocês acham e descobrir muitas outras visões e possibilidades que encontramos nos comentários. Participa, é facinho! Aproveitem também para distribuir um pouco de amor na semana mas festiva do ano. 03/07 aniversário do Lelo – eu  mesmo – e  07/07 aniversário da patroa mais diva que o sistema solar já teve a chance de conceber. Eu estou abandonando o Instagram pessoal, quem me quiser eu continuo pelo SnapChat @Tiolelofoz 20:17 atrasei! Ainda assim, prefiro escrever tudinho, do que mandar o horário. #Bença!

    Leia Mais

  • Onde Comprar – Bota Vermelha!

    Depois do COMO USAR, que tal o ONDE COMPRAR BOTA VERMELHA??? Foquei nas ankle boots, pois além de achar mais bonitas, acho mais versáteis AND democráticas! Vem ver, de todos os preços, todos os vermelhos e todos os materiais! 01 – AMARO, R$ 239,90 LINK 02 – Renner, R$ 179,90 LINK 03 – Riachuelo, R$ 179,90 LINK 04 – Riachuelo, R$ 179,90 LINK 05 – AMARO, couro, R$ 439,90 LINK 06 – Schutz, R$ 490 LINK 07 – AMARO, R$ 259,90 LINK (essa eu tenho!) 08 – C&A R$ 149,99 LINK 09 – AMARO, de neoprene, R$ 299,90 LINK 10 – Rosa Chá, R$ 557,90 LINK 11 – Schutz R$ 520 LINK (achei essa MARAVILHOOOOOOOSA!) 12 – BO.BÔ R$ 649 LINK   Na minha opinião a 7 (AMARO, igual a minha) e a 11 (da Schutz) são as mais belas, com o vermelho mais bonito e modelagem idem. Mas qualquer uma irá fazer lindo. Se joguem, bota vermelha é estilo a jato!

    Leia Mais

  • Comos Usar – Bota Vermelha!

    Agora sim, chegou a vez de falar da BOTA VERMELHA! O frio nem chegou e parece que nem vai chegar mas a bota vermelha já está aí super preparada para inúmeras produções. Tá fácil de achar, tem de todos os preços, modelos e materiais e sim, é um item fashion. A princípio pode parecer difícil de usar mas nem é. É apenas um preconceito por ser algo que foge do padrão de cor para botas. Quando falamos em calçado de inverno geralmente pensamos em preto e marrom certo? Daí aparecer com um vermelhão nos pés pode parecer ousadia. Vamos acabar com esse pensamento? Sapatos vermelhos são lindos e botas dão aquele toque estiloso nos looks dos dias mais frios. Todo mundo pode ser estiloso e fashion, e é fácil. Vem ver: Com jeans e camisas brancas. Coisa mais linda do mundo!  Com jeans claro e casacos, que podem ser de qualquer modelo. Eu particularmente acho o máximo misturar a elegância da alfaiataria com o casual do jeans e camiseta. Com jaqueta de couro! Com calça preta e camiseta branca. Amei o primeiro look. O segundo é para quem quer se jogar mais na moda. Vermelho combina maravilhosamente bem com cinza. E bora aproveitar a padronagem da vez, príncipe de gales! Olha que chiqueza! Vermelho, cinza e preto: sem erro. Look total preto fica bem bacana com bota vermelha. A maioria dos modelos deste post são ankle boot, que na minha opinião são mais fáceis de usar.  Com mini saia. Quer elegância? Bota vermelha com trench coat caramelo. Um clássico com uma tendência. Lindo! Na verdade, tons de bege ficam lindos com vermelho. Agora meu ponto fraco, e me diz: o que fica ruim com listras??? (Parece o mesmo vestido né?) Listras e vermelho. Paixão eterna! Novamente com príncipe de gales e… mais looks só para confirmar o quanto fica bonito. Pode ousar no comprimento das calças: bota com pantacourt fica MARA (farei um post só sobre isso). Com vestidos fluidos (aliás, todo vestido fluido fica bem com bota) E para quem não tem medo de ousar: all red. Chique. Quase uma propaganda de Carolina Herrera ou Valentino. Eu já tenho minha ankle boot vermelha que garanti na AMARO, mas farei um post com mais dicas de onde comprar ok? E aí, usariam ou não?

    Leia Mais

  • Chora Que Eu Te Escuto!!!

    Quarta é dia de Chora e de Brasil x Sérvia! Antes do jogo, vem ler aqui, vem. Chora 01 – Moscou Olá, Cony!  Percebi que nos últimos tempos tenho vivido uma situação comum, em que pessoas se apegam a mim para desabafar e/ou me tomar como modelo. Acontece que sou uma pessoa extremamente sensível e empática, então se vejo que alguém está com um problema ou meio para baixo, tento animá-la, dar conselhos. Além disso também tenho boa memória e me lembro de tudo o que essa pessoa já contou, às vezes até pergunto sobre. Mas aí ela se apega mesmo, fica só atrás de mim, me conta todos os problemas da vida (que quase nunca são de fato), ou então começa a querer se inspirar em coisas que faço, mais do que o normal (seguir a mesma rotina, vestir o mesmo tipo de roupa, comprar coisas iguais, etc.). Não estou contando isso pra me achar, muito pelo contrário. Sei que boa parcela disso acontecer é pelo meu medo de rejeição, já que sempre procuro ser simpática no começo de qualquer relação interpessoal e sei que uma boa ferramenta pra isso é mostrar interesse. Outro fator é que não costumo desabafar com qualquer pessoa, porque acho que poucas realmente escutam, se preocupam e não usam contra você ou fazem fofoca. Aí passo essa imagem de bem resolvida, equilibrada, sensata, sendo que tenho todos os problemas de baixa autoestima, insegurança e medo que todo mundo tem. Isso tem me prejudicado muito, porque quando a pessoa fica muito atrás eu fico nervosa querendo me livrar e se a pessoa não se toca eu simplesmente sumo, ignoro mensagens, faço de tudo pra não encontrar mais e deve ser ruim para ela também. Nesse momento está acontecendo com alguém e já não sei mais quais sinais enviar, não aguento mais ser despejo de lamúrias fúteis! Agora estou com tendência a ser mais fechada do que já sou, porque tenho receio de que os recém conhecidos sejam assim.  Gostaria de ouvir opiniões de quem passa por isso… Será que existe algum jeito de saber o quanto você deve se aproximar de alguém? Não estou sabendo definir esse limite. Beijos e muito obrigada pelo espaço. Acho que não sou a pessoa mais indicada para te dar conselhos, pois eu sou péssima em primeiro encontros. Posso ser a pessoa mais simpática do mundo, como posso ser a mais antipática de todas. Mas isso se deve a minha timidez extrema (acreditem, sou muito tímida) e às vezes eu travo e não consigo nem conversar. Fico com medo de falar bobagem, de ser mal interpretada em algo, de atrapalhar. Pra piorar, eu perco o foco muito fácil, então é bem comum acontecer, no meio de uma conversa pouco interessante ou que eu não entenda do assunto, eu me distrair com qualquer bobagem. Daí a pessoa acha que tô chata e desinteressada. Mas também posso estar num dia toda serelepe e ser a mais simpática e divertida do lugar. Acho que é coisa de cancerianas regidas pela lua, mudam a cada instante rs. No meu caso, é uma luta interna ser uma pessoa legal no primeiro encontro, pois nunca sei como vou me portar. É mais forte que eu e sei que tenho que dar um jeito nisso, mas no geral, acho que não podemos ir além de um papo superficial no primeiro encontro, ser simpática mas não querer saber demais. Acho até falta de educação perguntar muito (o que para algumas pessoas possa parecer desinteresse), mas acho feio por exemplo, conhecer alguém, e esse alguém falar que está mais ou menos e eu querer saber o motivo. Simplesmente não pergunto nada pois tenho medo de puxar o fio e ser algo tão chato que depois vai ser difícil sair da conversa. Uma coisa é ser simpática educada, outra é ser simpática melhor amiga e acho que tem sim que por um limite no primeiro contato com alguém. A intimidade se conquista aos poucos e pode ser que sua simpatia extrema no inicio de uma amizade jogue contra você no momento que você para de responder a pessoa, ignora mensagem e some. De uma pessoa bacana e legal, você vai virar uma esquisita e complicada. Acho que o que não é dito, não é entendido então é melhor abrir o jogo e falar com a pessoa que te persegue para desabafar que você está incomodada com isso e que quer uma conversa mais leve. O bonzinho só se ferra e vira saco de pancada, então, respeite o seu limite e o das outras pessoas também.   Chora 02 – Nairobi Boa noite! Estou mandando meu chora mais pra ler os comentários, pois ando bem confusa!Há 2 anos conheci um cara e o achei interessante, mas ele estava noivo e não rolou absolutamente nada. Em março, nos reencontramos e ele estava solteiro, daí começamos a conversar. O problema é que ele mora em São Paulo e eu no Rio. A partir de então já estive 2 vezes em SP, ficamos juntos e ele é uma pessoa maravilhosa, parece o Príncipe Harry (só que sem a conta bancária e os castelos. hahahhaaha). Desde o tal evento em que nos reencontramos, falamos todos os dias e agimos como namorados, com o compromisso de não ficar com mais ninguém e essas coisas. Já conheço vários defeitos dele e ele os meus, mas como todos os tem, nem me importo sempre com isso.  Acontece que o sentimento está fluindo de verdade de ambas as partes.  Entretanto, ele tem a vida dele corrida e estabilizada lá e tem projetos que não o permitem sair de SP e eu, tenho 2 formações, mas trabalho com um amigo na política e isso, mais que um trabalho, é um projeto de vida que sonhamos e construímos juntos há mais de 15 anos, ou seja, também seria beeem difícil sair daqui. Ocorre que nenhum de nós acredita num relacionamento à distância, pelo menos sem uma perspectiva de que essa distância venha a diminuir em breve. O que eu faço? Troco minha pelo cara de quem gosto, mas nunca convivi, recomeçando a vida num lugar em que não tenho em quem me amparar, esqueço essa história e sigo minha vida no rio ou levo enquanto der e quebro a cara mais lá na frente? Não estou pensando em me mudar semana que vem, obviamente, mas pensei em planejar pra acontecer isso daqui a um ano, sei lá. NUNCA, MAS NUNCA, ABRA MAO DOS SEUS SONHOS POR CAUSA DE OUTRA PESSOA. Conselho curto e grosso: leve o relacionamento enquanto der mas já se programe para o término. O que vier diferente disso, é lucro. A vida é muito louca, nunca se sabe o dia de amanhã. Mas abrir mão de um sonho que está sendo concretizado, jamais.      Chora 03 – Tokyo   Oi Cony! Sou uma grande fã sua, acompanho o blog desde 2011 e hoje vim aqui dar uma choradinha, rss. Seguinte: acabei de me casar (ainda não faz um mês). Namoramos por 2 anos à distância (nos vendo todos os meses, SEMPRE), pois morávamos em Estados diferentes, e há alguns meses ele se mudou pra minha cidade para casarmos (já estava nos planos). Até aí ok.  O meu problema é que meu marido é muito instável profissionalmente. Enquanto eu, que tenho 23 anos já sou formada e pós graduada, tenho uma profissão boa e um salário bacana, ele tem 31 anos, não possui graduação e não dura um mês em emprego algum. Sempre acha que está abaixo do nível dele, que as pessoas estão perseguindo, que estão falando mal dele pelas costas, etc.   Tudo bem que ele saiu de uma cidade grande, com grandes indústrias, pra morar em um Estado menor e com menos oportunidades, mas trabalho aqui nunca faltou. Mesmo estando empregado na área dele, ele encontra um subterfúgio pra pedir demissão. Em alguns meses aqui já passou por 04 empresas, e neste momento que estou escrevendo este chora, estou no meu escritório trabalhando e ele está em casa, fazendo nada.  Agora estou pedindo pra ele sair e procurar emprego, mas nem isso ele quer fazer. Com meu salário tenho conseguido nos manter, mas casei para construirmos algo juntos, não para sustentar outra pessoa.  Vale dizer que antes de se mudar pra cá, ele não tinha este comportamento, pois trabalhou em outras empresas por muitos anos, então não sei explicar esta mudança drástica. Esta falta de ambição dele me deixa aflita.  Será que alguma das leitoras teria uma dica pra me dar? Como lidar com esta situação sem ser grosseira? Ou estou reclamando demais? Me ajuda por favor! Obrigada! ♥    Fia, nao tem nem um mês de casada e já manda chora??? Me conta uma coisa, como você, toda estudada e resolvida, casa com um cara que não tem graduação nenhuma aos 31 anos? Desculpa te dizer isso, mas parece que você se meteu numa baita encrenca. Geralmente eu tento ver os dois lados da historia, ou pelo menos imaginar o que está acontecendo do lado de quem não se pronunciou aqui, mas nesse caso tô com um bad feeling. O que mais me preocupa é o fato dele NÃO QUERER sair para procurar emprego. Aí ferrou. Uma coisa é trabalhar, não gostar, sair e ir pra outro trampo, mas outra beeeeem diferente é ficar em casa e se negar a trabalhar. Tenha JÁ uma conversar séria com ele, calma mas FIRME. De forma alguma você está reclamando demais, eu no seu lugar já tinha rodado a baiana. Você não se casou pra sustentar marmanjo e se deixar isso pra lá e não se impor, bem capaz dele montar nas suas costas.      Tô engraçadinha hoje. Choras ainda fechados!

    Leia Mais

  • Eu Testei – Delineador Toque De Natureza

    Sim, estou sendo repetitiva mas é que descobri (ou melhor, vocês descobriram) um delineador tão bom quanto o da Kat Von D e por um terço do preço. Claro que eu testei e hoje vim dar a minha opinião aqui! Estamos falando do melhor delineador do mundo, o Tattoo Liner da Kat Von D e da sua alternativa nacional, a Caneta Delineadora da Toque De Natureza. Enquanto o Tattoo Liner é vendido por R$ 125 na Sephora (LINK), o delineador da Toque custa R$ 37 na Americanas (LINK). Não gostei de ser vendido pela Americanas, pois eles estão terceirizando a  venda (quem vende na verdade é a Supergloss, que não conheço) e não achei a marca Toque de Natureza sendo vendida em nenhum e-commerce da minha confiança. Se alguém souber, conta aí. Vamos às comparações: (sem reparar na unha ok?) A caneta da Kat Von D tem a ponta de pelinhos, tipo pincel e isso é ótimo pois garante um traço mais fino, mais preciso e mantém sua forma até o final, coisa que não acontece com as canetas que tem a ponta feita de um material tipo espuma. A da Toque de Natureza TAMBÉM tem a mesma ponta! Igualzinha, sem tirar nem por!  Consequentemente, o traço tem a mesma largura e a mesma quantidade de “tinta. O da Toque me pareceu mais preto, mas pode ser porque a caneta é nova e a da Kat Von D está quase acabando. Os dois GRUDAM na pele. Segundos depois de passar, pode esfregar que não sai.  Ponta igual, traço igual, fixação igual, cor igual (aparentemente) e preço totalmente diferentes. Olha só, super vale a pena testar essa da Toque De Natureza hein! Não sei se vi errado na embalagem da minha (as letrinhas estão meio apagadas) mas parece que a da Kat Von D vem com 0,55 ml de produto enquanto que a da Toque vem com 2 ml. Será? 

    Leia Mais

  • Fala Que Eu Te Escuto – Tênis Com Meia Pode?

    Eis uma dúvida que volta e meia aparece… “Oi Cony! Super adoro seu estilo e confio extremamente no seu bom gosto. Sempre que não sei o que vestir procuro no seu blog, e quase sempre acho uma salvação. Não sou uma pessoa fashionista, tenho um estilo bem básico… falando nisso, mulher do céu, a Rice And Beans envia as compras pros EUA? haha Moro por aqui e morro de vontade de ter suas camisetas! Mas voltando… uma das melhores “novidades” da moda, pra mim, foi a inserção do tênis em diversos estilos e situações. Amo! Sempre que vejo fotos de inspiração, as meninas estão com tênis e SEM MEIA (ou pelo menos não com a meia aparecendo). Acho lindo, já tentei diversas vezes. Mas usar tênis sem meia (ou com meia bem curtinha) pra mim é difícil. Meu pé é muito fresco e qualquer coisa já me machuca, ou seja, se eu uso tênis sem meia que proteja meu pé na parte de trás, acabo me machucando. Se é uma situação em que eu não vou andar muito, sem problemas, mas quando preciso andar não dá. Já tentei diversos tipos de tênis, band-aid, esparadrapo, micropore (tudo transparente), mas não adianta… se eu tenho que andar lá estou eu mancando depois de 5 minutos porque meu tênis me machuca. A minha pergunta é: tem como usar tênis com meia e não ficar estranho? Claro que sempre existe a opção de usar calça comprida e meia, normal, mas me refiro a situações em que usamos calça dobrada, saias ou vestidos. Obrigada! Beijos” Ain miga que trágico seu pé ser tão sensível assim. Olha, tô pra te falar que não tem nada que me faça gostar de meia aparecendo. Sempre uso daquelas invisíveis mesmo, isso quando uso, e até aquelas maiorzinhas que aparece um tico no peito do pé eu já tenho cisma. Olha só o efeito de um look com meia e sem meia: Com meia. Ok que ninguém aqui irá cometer esse pecado fashion mas dá até arrepios né? Hum… melhor não… Peguei pesado com a meia preta? Então com meia branca. Menos feio. Ainda feio, só um tico a menos. Tento achar bom, mas confesso que não acho. A primeira opção até que vai, muito pelo seu caso de ter que usar uma meia que proteja o calcanhar, acho que isso é o MÁXIMO de meia permitida, na minha opinião, claro. Os outros exemplos não são tão ruins, mas continuo não gostando. Ou a pessoa tem que ser muito fashionista ou skatista. Fora isso, pode parecer até desleixo. Ah, agora até respirei! Fica tão mais agradável aos olhos! Pode por meiinha, como falei, no máximo aquela que fica com a beiradinha branca.  Mas que fica infinitamente melhor sem, isso com certeza. Agora, se as fashionistas querem usar meia e ainda por cima dar uma modernizada, tem algumas opções no mercado: Se eu gosto? Não. Nenhuma, nem a arrastão que é a menos pior (acho muito adolescente). Já até quis tentar usar meia com sandália ou scarpin, mas com tênis, não consigo e não acho bonito mesmo.   Miga da pergunta (apaguei o nome e o mail, esqueci de copiar o nome), no seu caso, tente a menor meia possível e a que vai cobrir apenas seu calcanhar. Existem várias por aí, eu tenho uma que uso para malhar que é da Nike que tem um fofinho atrás, protege bem e aparece bem pouco. E vai treinando esse pé, uma hora ele para de reclamar!

    Leia Mais

  • Dica de Filme – Perfectos Desconocidos

    E aí migas? Vão passar a noite de sábado em casa? Garrada no mozão, no cachorro, na família ou seja lá quem for? Então deixa eu indicar um filme que assisti esses dias e A M E I! Antes de mais nada, se for assistir com o marido/namorado e você for ciumenta, segure a onda pois este filme pode te dar altas ideias hahahaha. É um filme espanhol (ando viciada neles) que parece ser uma remake de um filme italiano. Foi lançado ano passado e está no Netflix. Trata-se de um grupo de amigos (acho que 5 casais) que se reúne para jantar na casa de um deles, só que desta vez decidem dar um toque de emoção ao encontro para sair da mesmice. Qual a ideia? Por todos os celulares no centro da mesa, virados pra cima e quando tocar ou chegar mensagem, a pessoa tem que ler a mensagem em voz alta ou atender no viva voz. Agora pensa o aperto que o povo passou. É um filme leve, interessante, divertido mas como avisei no início, se for ciumenta, NÃO ASSISTA com o bofe. Perfectos Desconocidos 7.0 no IMDB (boa pontuação!) Super indico e está no Netflix! Ah, quem tiver dicas, por favor conte pra gente nos comentários hein! 

    Leia Mais

  • Dica da Leitora!

    AMO VOCÊS!!!! Que bom que voltaram com as dicas! Hoje temos 7 DDLs bem bacanas! Vejamos: Dica 01 – Paty “Oi Cony, td bem? Você mandou é uma ordem, segue minha compra feita que há tempos estava namorando e agora surgiu uma mega “promo” aqui numa loja da cidade de Itatiba/SP “Resolute“, revendedora da marca Santa Lolla, acredito que a marca também está com desconto, vale a pena conferir, esse modelo paguei R$100,00 e ela custava R$!!!199,90. Ps: adoro você e seus choras, espero todas as vezes ansiosa para ler. Beijos.” Botinha básica, necessária e atemporal! Boa compra Dica 02 – Isabella “Cony, me considero amiga íntima, até hoje não acredito q vc foi na minha terrinha (Brasília) e eu não estava lá pra t conhecer pessoalmente… Amoooo seu blog, inclusive e o único q sigo, pois acho q vc não perdeu sua essência, mas tudo isso vc já sabe neh?! Então vamos ao q interessa… Sou apaixonada na zara, como vc, essa semana fiz algumas comprinhas!!! Tudo foi comprado nas lojas do Uberlândia shopping!!!” Sapatilha nude na Riachuelo por R$ 69,90 – boa compra, mais uma básica e atemporal Blusinha na Zara, por R$ 189,00 – essas blusinhas são salvadoras viu? Calça preta de suede Zara R$ 189,00 – tenho e amo, mas vou te dar um conselho: ela mancha pra caramba! Cuidado com bolsa branca, blusa clara etc. Até mesmo cuidado para não passar a mão nela e depois no rosto. Uma vez usei e quando me olhei no espelho tava igual índio, toda pintada de preto no rosto hahahaha. Era a tinha da calça que eu tinha passado a mão nela e depois no rosto! Sapatilha preta Zara, R$ 145 – AMEI! Dica 03 – Tatiana “Oi, Cony! Nunca gosto das minhas fotos… Não sei se é a luz ou se eu não sei deixar as roupas fotogênicas, mas lá vai! Esse blazer de veludo é o da Forever 21, R$139, acabei comprando depois de passar a semana inteira com ele na cabeça heheheh! Achei mais fácil de usar que imaginava! Estou mandando porque tu podes achar que vale a pena mostrar como ele é – aqui em PoA só tem uma loja da Forever e não fica num shopping central. Como não tem loja online, tem que atravessar a cidade pra ir, né? Assim de repente alguma leitora em dúvida decide se vale a pena

    Leia Mais

  • Onde Comprar – Calça de Couro!

    Já tivemos post de como usar uma calca de couro (ou material similar, porque né, haja grana para comprar uma de couro couro) e hoje, como de costume, vamos para o ONDE COMPRAR! Como falei, para quem não tem nenhuma, é bom comprar uma skinny, de material fosco e sem detalhes. Depois da primeira basicona, pode ousar mais! Vem ver o que selecionei: 01 – A AMARO sempre tem umas bem bonitas. Devo ter umas 3 de lá (uso normalmente tamanho 40 e as 40 de lá ficam ótimas) e de vários modelos. Inclusive tenho uma clochard de couro de mentira que é LINDA e não desapego nunca. Essa de cintura alta e skinny, bem digna, custa R$ 229,90 LINK 02 – Outra da AMARO, essa BEM básica  R$ 209,90 LINK 03 – Para quem tem bitcoins sobrando, tem uma da Animale que é de couro couro e acho linda. R$ 2.398 LINK 04 – Não quer tipo legging, mas quer tipo calça tradicional mesmo, com zíper e bolsos? Olha essa da John John e com preço ok, R$ 347 LINK 05 – Mais uma basiquinha da AMARO, por R$ 149 LINK 06 – Na Riachuelo também tem umas bem boas! R$ 89,90  LINK 07 – Achei essa bem interessante e continua na proposta das mega básicas, Market 33 por R$ 239 LINK 08 – Outra da Riachuelo, R$ 119,90 LINK 09 – Calça MARA Rosa Chá. Mas essa é para quem já tem a super básica e quer uma mais cool. Achei linda e está pela metade do preço, R$ 498. LINK 10 – E pracabá, essa da Renner, que achei digníssima por R$ 139! LINK   Que tal? Eu amei essa da Rosa Chá, mas isso porque já devo ter umas 5 “normais” rsrsrs. Tem que ter e fica LINDOOOOO!

    Leia Mais

  • Chora Que Eu Te Escuto!

    É quarta feiraaaaa, é quarta feiraaaaaa! Dia de choradeira! Chora 01 – Tiradentes Cony, eu nunca vi esse assunto aqui então resolvi falar pra ver a opinião das leitoras. Estou querendo muito parar de tomar a pílula anticoncepcional por saúde mesmo (Uma conhecida do meu marido teve um AVC e tudo complicou pelo uso de anticoncepcional e agora ela está na cadeira de rodas e depende de alguém para tudo que for fazer, ela era uma pessoa muito ativa, corria 15km por dia! Veja a reportagem que está ajudando ela LINK. O anticoncepcional faz mal em vários aspectos, inclusive na libido. Eu gosto muito do fato de tomar pílula contínua e não menstruar, mas estou seriamente pensando em parar e fazer tabelinha. Não adianta falar que é pra usar camisinha porque já tentei e isso não funciona (Sou casada, já tentei fazer isso, já tentei por DIU, já tentei usar adesivo e vários outros métodos) tenho consciência de que é um risco que estou assumindo, já que a camisinha previne doenças, mas eu acho que a camisinha super corta o clima e além disso sou alérgica. Então estou querendo fazer tabelinha, já estudei sobre e parece ser algo simples, e tem aplicativos para ajudar. Porééém e o medo de engravidar mesmo assim? Tenho uma filha de 8 anos e ela nasceu com uma má formação, algo simples que não afetou o desenvolvimento dela, mas afeta o psicológico e não gostaria de ter outro filho com o mesmo problema (Não por não querer um filho como ela, porque ela é incrível, mas pelo sofrimento que ela já passou, passa e ainda vai passar). E pensando bem eu não quero mais ter filhos. Mas o médico me nega fazer a laqueadura e eu compreendo os motivos. Às vezes me arrependo de não ter tido um filho logo depois dela, para fazerem companhia um para o outro e porque é bom ter irmãos! Imagina, ela não vai ter sobrinhos. Mas há essa altura eu não tenho a menor condição financeira para ter outro filho. Sou católica e a igreja sempre prega freneticamente que a pílula é abortiva e quem toma pílula está com certeza abortando em algum mês de uso da cartela de pílula. Já briguei com todos falando que não podemos pensar com a cabeça tão fechada assim, porque muitas mulheres precisam da pílula e não podemos superpopulacionar o mundo do jeito que está, o mundo está horrível! Não podemos colocar crianças no mundo pra sofrer. Há diversas situações, pais que não tem condições financeiras e por temor a Deus não se previnem e os filhos acabam passando dificuldades. E na boa, Deus não tá de olho nisso não. Mas o que quero dizer com essa parte da religião é que quando fui casar participei de um curso que ensinava diversos métodos contraceptivos naturais, a tabelinha, a temperatura, billings, dia standart… Queria saber se alguma leitora faz uso desses métodos e como têm sido. O que considero mais fácil é o da tabelinha. Mas preciso fazer de um jeito que eu não engravide de jeito nenhum, rs As explicações que eu vejo (Inclusive já falei com o médico ginecologista) são vagas. Obrigada Cony!!! Quando vc veio aqui, não pude ir, não consegui sair do trabalho, tive que fazer hora extra até no final de semana, meu coração ficou partido! Espero que volte logo! Já falei sobre pílula aqui sim, inclusive que não tomo de jeito nenhum e parei justamente por achar um veneno a longo prazo. São inúmeros casos de trombose, AVC, tanta coisa que parei há anos. Eu acredito que é uma bomba relógio que faz muito mal ao corpo: eu era cheia de celulite, cheia de vasinho nas pernas, ZERO libido, muita dor de cabeça. Ok que a pele fica boa, mas acho que isso é muito pequeno se comparar com o mal que me fazia. Parei, optei pelo DIU de cobre (nem Mirena eu quis, digamos que zerei meu corpo de hormônios) mas também tirei o DIU porque meu fluxo era surreal de intenso e demorado. Enfim, tabelinha amiga. Aliás, você não deu certo com DIU de cobre? Uso um aplicativo e tá tudo certo até o momento. A gente aprende a entender nosso corpo e sentir o que está acontecendo. A vida sem anticoncepcional é OUTRA! Quando faço exames, os médicos sempre “elogiam” meus níveis de testosterona (para uma mulher, claro) e isso que não suplemento com nada. Eu apoio DEMAIS largar a pílula e usar outros métodos! Ah, eu uso o app P.C. o ícone dele é rosa com uma flor branca. Acho ótimo! Chora 02 – Diamantina Oi Cony, Sou mais uma fiél seguidora e ja tive um chora publicado tem alguns anos.  Desculpe a falta de acentos Eu moro em outro pais e namoro um rapaz desse pais. Estamos juntos tem 8 meses e recentemente ele me levou para conhecer a familia dele, foi tudo lindo, maravilhoso. Eu gosto muito dele, mas ele é uma pessoa muito difícil. Ele é muito caseiro, passamos o inverno dentro de casa, o que não acho ruim, pois o frio estava insuportàvel. Agora esta calor, eu quero sair e aproveitar, ja ele, nao quer fazer nada. Os programas que temos feito é supermercado, uma volta no shopping e às vezes uma caminhada no parque, mas ele não me impede de sair. Eu sempre estou saindo com meus amigos, me divertindo e às vezes ele vem junto. O problema é que sinto falta de parceria por parte dele, e ele é uma pessoa muito fechada, n fala dos sentimentos nunca e esse escudo também me atrapalha, pois n consigo me entregar 100% na relação. Eu como boa latina, adoro abraçar, andar de mãos dadas…Ele é bem na dele, mas volta e meia ele me da um abraço em publico, ou um beijinho. Ele so me diz que ta passando por uma fase dificil e que isso vai passar. Desconfio que ele esteja meio deprimido, mas ele n se abre por completo entao nao sei se é isso. Esse comportamento me tras muita insegurança. Parece que ele é um chato contando assim, mas ele sempe me faz rir, me conta piada, me elogia, me ajuda em tudo que preciso. E quando estamos so nos dois, ele é muito carinhoso e um fofo.  E o melhor de tudo, ele fala muitas linguas, inclusive português, e isso ajuda muito, pois ele não se sente deslocado quando esta com meus amigos brasileiros. Queria pedir dica das leitoras que namoram gringos e como quebrar a barreira cultural e parar de ficar insegura. Eu como gringa que namoro um brasileiro HAHAHAH mentira, sou mais brasileira que muita gente. Desculpa mas não sei como te ajudar, deixo o espaço para leitoras que já namoraram gringos! Não achei quote mas achei essa matéria e morri de rir! LINK Chora 03 – Ouro Preto Oi, Cony! Já te acompanho há uns 6 anos e amo o seu trabalho!! Obrigada por abrir esse espaço para as suas leitoras! Bom, conheci meu namorado no Happn. Apesar de ser mais novo do que eu (eu tenho 25 e ele 22), dei like e começamos a conversar. Tivemos muito papo! Ele é um cara muito doce, inteligente e engraçado. Descobri no segundo encontro que ele era virgem, e acabei tirando a virgindade dele. Achei curioso ele ainda ser virgem com essa idade, mas ele disse que nunca rolou. Ele teve uma namorada antes de mim, com quem namorou 1 mês, e com quem posteriormente eu descobri que também foi a primeira pessoa com quem ele ficou. Já estávamos saindo há cerca de 1 mês quando ele propôs de dormirmos juntos um dia e eu topei. Vi ele mandando mensagem pra avisar a mãe, e Cony, só vi de relance a mãe dele surtando no WhatsApp. Peguei a seguinte frase “que menina é essa que vc mal conhece e já vai dormir com vc?” Não conversamos sobre isso no dia, e continuamos nos envolvendo cada vez mais. Dois meses depois nós começamos a namorar. Fui entendendo então algumas coisas. A família dele é extremamente católica e acredita que sexo é só depois do casamento, ele é filho único, eles são de uma zona rural aqui da minha cidade e tem uma mente bem fechada. O pai e mãe não dormem mais juntos há 7 anos mas não podem se separar devido a religião. Meu namorado era diferente disso tudo, mas eu confesso que fiquei com pé atrás pela família. Enfim, conheci todo mundo, todos me trataram super bem, mas eu sabia que no backstage não era bem isso que rolava. Às vezes meu namorado vinha me ver meio cabisbaixo, dizendo não saber o motivo e eu ia cavucando aos pouquinhos e descobríamos (no plural, porque ele dizia não ter se dado conta) que a mãe ficou alfinetando ele o dia todo com relação a mim. Indiretamente eu já fui chamada de piranha, interesseira e preguiçosa. Detalhe: eu sou formada, já me sustento, e ganho bem na minha área! Eu ignorava tudo isso e seguia na política de boa vizinhança. Meu namorado foi forçando algumas coisas ao longo do tempo, como poder vir dormir na minha casa às vezes e eu dormir na dele. Acontece que qualquer coisa que ele queria fazer comigo era uma batalha na casa dele. Além da questão religiosa, a mãe parece que coloca ele no lugar do marido. Tudo o que o pai não faz em casa ela pede pra ele fazer. Até aí ok. Começo desse ano foi o estopim: fui a casa dele para irmos na casa dos tios para um almoço. O pai dele não me cumprimentava nunca, e eu procurava não forçar a barra. Dava sempre oi, bom dia e boa noite, acenava, mas não esperava aperto de mão/abraço/beijo no rosto e nem mesmo resposta. Nesse dia agi da mesma maneira de sempre, o cumprimentando de longe. Passou um tempinho e a mãe dele veio me puxar para um abraço de ano novo (pois não tínhamos nos visto antes), e eu retribui. Meu namorado me chamou e eu fui ajudá-lo. Voltei e os pais dele estavam de portas fechadas gritando em polonês (eles têm essa descendência). Fui esperar meu namorado no carro querendo dar privacidade pra eles pois achei que era uma briga entre os dois (isso era muito comum!) e meu namorado chega falando que eles estavam discutindo por minha causa! Que a mãe achou que eu havia sido muito mal educada por ter felicitado apenas ela e não o pai. Aquilo tirou meu chão pq eu nunca seria mal educada intencionalmente, ainda mais sabendo o quanto eles não gostavam de mim. Foi um lapso, sabe? Nem tinha me tocado do fato de não termos nos visto depois do ano novo e nem me sentia a vontade para tentar forçar um abraço no pai dele que mal me olhava na cara. Me senti muito humilhada esse dia e fui embora. Fiquei mais brava ainda pois meu namorado nem estava junto na hora da situação, mas defendeu os pais. Terminamos, e alguns dias depois eu fui atrás. Ele estava super frio, parecia outra pessoa, como se tivesse passado por uma lavagem cerebral. Chorei, implorei, expliquei o que tinha acontecido. Ele quis que eu falasse no viva voz pra mãe dele que tudo não tinha passado de um mal entendido e assim eu fiz. A mãe dele ouviu muda as minhas desculpas. Voltamos a namorar, só que desde essa situação em janeiro eu não quis mais frequentar a casa dele. Aí chegamos ao principal: ele faz pilates duas vezes por semana com a mãe dele, ele tem uma empresa e ela trabalha junto com ele todos os dias, os dois almoçam juntos só eles todos os dias e tomam café da tarde juntos todos os dias. Agora que eu não frequento mais lá, chega final de semana e o que ele quer fazer? Ficar em casa com a mãe, fazer coisas com a mãe. Eu não me acho alguém grudenta, pelo contrário, sou muito independente. Mas acho que uma coisa seria ele querer espaço pra sair com amigos, outra é ele querer passar mais tempo com alguém com quem ele já faz tudo! E outra, ele só pode vir me ver no meio da semana (mesmo estudando quase ao lado da minha casa), quando inventa desculpas para a mãe do tipo “tenho que comprar XX que fica na Rua da casa dela”. Me sinto um pouco no Ensino Médio, com alguém que não tem muita autonomia. Começamos a brigar por isso pois eu estava sentindo que estava mendigando atenção. Faz uma semana que terminamos por telefone pq ele não quis me ver pessoalmente (pois sempre que brigamos e depois nos vemos, costumamos fazer as pazes! Ele diz que me vê e fica mais calmo, raciocina melhor). Falou que achava que iria se arrepender mas que talvez fosse melhor assim pois eu estava errada e o deixava preso ao ficar chateada quando ele deixava de passar um final de semana comigo para ficar com a mãe. Gente, isso acabou comigo. Será que estou pedindo demais? Queria viver um relacionamento saudável e maduro e não acho essa relação que ele tem com os pais normal. Sinto que ele não tem autonomia pra nada e que a mãe o manipula para não ficarmos juntos. Me deem uma luz meninas! Eu sou o tipo de pessoas que não hesita em pedir desculpas se estiver errada, mas infelizmente não sinto que é o caso. Porém, eu o amo muito, e tirando essa questão com a família, não brigávamos por nada! Nos damos muito bem em todos os aspectos! Miga corre. Some desse povo maluco. Parece coisa de novela. Acho essa relação familiar dele BEM estranha e se tem uma coisa que aprendi na minha vida é que família e criação são muito importantes no desenvolvimento da pessoa. Se não tem família equilibrada e tem relação esquisita com a mãe, a chance de ser TRETA é altíssima! Ainda mais quando tem comportamento esquisito com mãe, seja pra mais ou pra menos. Homens são MUITO influenciados por elas e se tem algum tipo de problema ou conduta diferente, pode saber que isso vai aparecer no seu relacionamento. Eu fugiria. Engoliria o amor e pularia fora o quanto antes. Chora 04 – Congonhas Oi Cony, acompanho seu trabalho a um bom tempo e cheguei em um momento que só vc pode me ajudar. Tenho um relacionamento há quase oito meses. Pra titulo de informação ele é meu chefe mas depois de muito relutar decidimos que era hora de apostar nesse relacionamento porque nos gostamos muito, antes só ficavamos. O problema começa aí. Ele já foi casado duas vezes e começamos a ficar um tempo depois dessa segunda separação. Ele tem uma filha de 11 anos, do primeiro casamento. Estamos juntos quase todos os dias, no trabalho todos já sabem, ele recentemente fez uma festa surpresa pra mim de aniversario e muitos dos convidados eram do ambiente de trabalho. Ele também já conhece meus pais, meus irmãos, inclusive já fizemos viagens juntos com a minha família. A questão é a trava dele com relação a família dele. Não conheço ninguém. Nem os amigos, nem a filha, nada. Nas minhas redes sociais tem fotos nossas mas nas dele, nada. Hoje tivemos uma briga feia por eu ter colocado no facebook que estamos em um relacionamento sério sem ter perguntado a ele antes se poderia. Ele diz que a filha dele não sabe ainda do relacionamento e que apesar dela não ter facebook alguém pode dizer a ela. Mas antes, a desculpa era a ex, ele dizia que preferia poupa-la de sofrimento. Eles terminaram pq ele deixou de gostar dela. Isso 3 meses antes da gente começar algo. Agora, a desculpa é a filha. Ele ainda disse que não quer expor relação na rede social. Já com a ex, era todo dia uma foto e uma declaração. Um tempo atrás sentei pra conversar com ele e pedi que abrisse um espaço na vida dele pra mim, me apresentasse aos pais, aos amigos, já que a filha ele preferia manter distante por um tempo, mas nada aconteceu Cony. Estou a ponto de terminar, porque acredito que ele quer, por algum motivo, ou alguém, me esconder dos outros que não fazem parte do nosso circulo próximo, com o trabalho e segundo porque me sinto numa relação em que eu tenho que me submeter as necessidades dele quando as minhas ficam em segundo plano, afinal, ja conversei pedi e demonstrei minha insatisfação em ficar tão afastada dessa parte da vida dele. Não sei o que fazer.   Cilada detected. Obviamente tem alguma coisa aí. Se ele estivesse 100% livre, desimpedido, resolvido, não teria problema nenhum em você ser apresentada para a família dele ou mesmo conhecer a filha. Acho 8 meses um tempo considerável e relacionamento é reciprocidade, inclusive em assuntos familiares. Ele já foi apresentado para sua família, nada mais justo – AND NORMAL – que você também já conheça a família dele. Quanto a por relacionamento no Facebook, também acho bobagem, mas o que me chama a atenção é o fato dele querer ESCONDER isso. Uma coisa é dar piti por achar besta por status em rede social, OUTRA COISA BEM DIFERENTE, é dar piti para esconder de alguém. Sei não. Eu observaria mais, pesquisaria mais, iria mais fundo nessa historia de ex. Pode ser várias coisas: ou ainda tem algo com a ex, ou a família dele idolatra a ex e uma nova namorada seria uma afronta, ou tem mais de uma namorada ou sei lá. As vezes também nem é nada e é bobagem dele, medinho masculino de assumir algo, de qualquer maneira, EU ficaria de olhos bem abertos!     Choras ainda suspensos! Perceberam que dei uma acelerada? Tô postando de 4 em 4 hein. COMENTEM!!! Beijos.

    Leia Mais

  • Como Usar – Calça de Couro!

    Todo santo inverno eu repito este post. E se repito ele, é porque a tal peça é atemporal. E se é atemporal, TEM QUE TER! Naquela lista dos 10 Itens Essenciais para um inverno digno, a calça de couro ficou de fora. Digamos que foi substituída pela calça preta, que é mais genérica e quase todo mundo tem uma. Mas se quiser mais uma calça para não passar frio e fazer looks lindo, se jogue na calça de couro (ou material similar). Como usar? Vish fia, do jeito que você quiser! A calça pode ser legging como também calça tradicional (com zíper e bolsos) e estamos falando do modelo skinny. Calça flare e reta fica para outro post. A atenção fica ao tipo de material que não deve brilhar muito (para não ficar parecendo plástico barato, a não ser que seja sua intenção) e um detalhezinho que me incomoda um pouco: zíper na barra. Só rola se for fininho e indico atenção nisso porque pode machucar quando usar com a bota por fora da calça. Captaram? Agora vamos aos looks. Toda de preto. Um clássico. Nós pés vai bota, scarpin, tênis. CHIQUE! Ah nem preciso falar das listras né? Calça de couro preta com uma blusinha listrada é passaporte para a riqueza fashion. Quer ficar mais estilosa ainda? Escolha sapato ou bolsa vermelha. Como dizemos aqui em MG, NÚUUUU! Vi essa produção se repetir algumas vezes no meu Pinterest e achei bem elegante: total black com um casaco caramelo. Achei chique. Scarpin é o sapato da realeza né? Ahhhh, vocês sabem porque TODAS AS CONVIDADAS do casamento real estavam usando esse sapato? Protocolo real migues. Não pode mostrar os dedinhos pra Rainha.  Mais inspirações para a calça de couro??? Tricozão! Ou tricozinho! Pode bota, tênis e scarpin ok? Quando não estiver muito frio, rola de usar só com uma camisa. “E SEM SALTO CONY? CADÊ?” Aqui ó: com camisa jeans ou… Tricô! Na verdade, a calça de couro preta vai com praticamente tudo. Não precisa fritar os neurônios pensando com o que ela combina. A única coisa que eu faria com mais cuidado para combinar com esse tipo de roupa é quando a outra peça for de um material muito marcante tipo paetê ou couro também. Se a parte de cima não for num couro muito parecido com o da calça, fica feio. Pensem nela como a estrela da produção e completem o look com sabedoria e bom senso! “AMEI, QUERO UMA! ONDE COMPRO?” No próximo post contarei onde garantir a sua!

    Leia Mais


TODOS OS BLOGS