destaque moda TREND HITS: PATCHWORK

O revival dos anos 1970 é uma das grandes apostas para a moda nas últimas temporadas. Os hippies, conhecidos por toda mobilização feita na década, tinham teorias opostas ao que era convencional na sociedade da época. Isso também era conhecido como “contra-cultura”. O comportamento rebelde era, principalmente, visto nas músicas e na forma de se vestirem. Pense que uma das técnicas handmande preferida por eles era o patchwork. Unir tecidos de diferentes gramaturas, cores e estampas era uma das características principais da tribo urbana que deu esse tom de modernidade aos retalhos.

 

 

 

Algumas décadas mais tarde, as marcas investiram em formas luxuosas e jovens de vestir a tendência. Começando pela coleção de Maria Grazia Chiuri para a Dior. Para o Inverno 2018, a diretora criativa apostou em peças de patchworks combinadas a camisas superdelicadas e com detalhes românticos. Os retalhos, por exemplo, foram confeccionados a partir de reproduções de gravuras arquivadas da Dior. Na italiana Etro, a tradicional estética étnica ganhou tom setentista em casacos que mesclam estampas e cores, em formatos geométricos, lembrando os pedaços de tecido. Já a norte-americana Tory Burch levou vestidos que combinam diferentes tipos de florais em modelagens amplas e marcação de cintura baixa. 

 

LEIA MAIS:



ANTERIOR / PRÓXIMO